Como abrir uma empresa em 6 passos simples

Abrir uma empresa pode ser mais simples do que você imagina! Confira o tutorial atualizado para empreender e começar seu negócio. Veja mais neste artigo!
Sumário
abrir uma empresa

No cenário atual, cada vez mais brasileiros têm buscado realizar o sonho do empreendedorismo, desejando construir seus próprios negócios e alcançar a independência financeira. No entanto, muitas vezes, o caminho para abrir uma empresa pode parecer intimidante e complexo, levando alguns a desistirem antes mesmo de começar.

Mas a realidade é que empreender não precisa ser uma jornada assustadora e intransponível. Com o conhecimento adequado e os passos corretos, é possível transformar essa aspiração em realidade.

No artigo abaixo, vamos explorar como abrir uma empresa em seis passos simples, desmistificando o processo e fornecendo o guia necessário para aqueles que desejam iniciar sua jornada empreendedora.

O que é empreendedorismo? Por que faz sucesso?

O empreendedorismo é uma abordagem que envolve a identificação de oportunidades e a criação de valor por meio da organização de recursos para a realização de novos empreendimentos.

Sendo assim, podemos dizer que os empreendedores são indivíduos que estão dispostos a assumir riscos e inovar, buscando soluções criativas para os desafios do mercado.

Abaixo, listamos alguns motivos pelos quais muitas pessoas trocam a CLT pelo empreendedorismo em 2024:

  • Independência Financeira: O empreendedorismo oferece a possibilidade de conquistar independência financeira, permitindo que os indivíduos construam um negócio rentável e sustentável por conta própria.
  • Realização de Sonhos: Muitas pessoas optam pelo empreendedorismo para realizar seus sonhos e alcançar objetivos pessoais e profissionais que não seriam possíveis no ambiente corporativo tradicional.
  • Flexibilidade e Autonomia: Ser empreendedor proporciona flexibilidade e autonomia para determinar seus próprios horários, escolher os projetos nos quais deseja trabalhar e tomar decisões estratégicas para o negócio.
  • Impacto Social e Ambiental: Muitos empreendedores são motivados pelo desejo de fazer a diferença no mundo, criando negócios que gerem impacto social positivo e promovam a sustentabilidade ambiental.
  • Adaptação ao Momento Econômico: Em momentos econômicos desafiadores, como os períodos de recessão ou instabilidade, o empreendedorismo pode ser uma alternativa viável para garantir fontes de renda adicionais ou explorar novas oportunidades de negócios.

Defina seu negócio para abrir uma empresa

Antes de iniciar o processo de abertura de uma empresa, é fundamental decidir qual tipo de negócio se deseja empreender. Existem diversas opções, cada uma com suas próprias características e considerações a serem avaliadas.

Abaixo, destacamos alguns tipos de negócio em alta na atualidade para que você possa dar o primeiro passo na sua jornada de empreendedorismo:

Franquia

Optar por uma franquia pode ser uma escolha atrativa para quem deseja empreender com um modelo de negócio já estabelecido. Ao se tornar um franqueado, você adquire o direito de usar uma marca reconhecida e comprovadamente rentável, por meio de um contrato com o franqueador. No entanto, é essencial realizar uma análise criteriosa para garantir que a franquia escolhida esteja alinhada com seus objetivos, capacidade de investimento e afinidade com o ramo do negócio.

Escritório em Casa (Home Office)

O modelo de escritório em casa é uma opção viável para quem possui recursos limitados para iniciar um negócio ou deseja trabalhar em uma atividade que possa ser realizada remotamente. Com o avanço da tecnologia, cada vez mais profissionais estão optando por trabalhar em casa, o que reduz os custos de manutenção da empresa e proporciona maior flexibilidade de horários. Setores como alimentos, contabilidade, cosméticos, marketing e consultoria são exemplos de atividades que podem ser exercidas com sucesso em um escritório doméstico.

Comércio Eletrônico (E-commerce)

O comércio eletrônico tem se destacado como uma excelente oportunidade de negócio, especialmente em um cenário onde as compras online estão em constante crescimento. Abrir uma loja virtual permite alcançar um público mais amplo e explorar novos mercados, porém, é fundamental estar ciente das particularidades e desafios desse segmento. Um plano de marketing sólido, investimento em tecnologia, logística eficiente e excelente atendimento ao cliente são aspectos essenciais para o sucesso de um e-commerce.

Empresa Familiar

Empresas familiares são empreendimentos geridos por uma ou mais famílias, onde a sucessão do poder decisório é hereditária. Embora ofereçam vantagens como continuidade nas diretrizes administrativas e relações comunitárias, é importante estar ciente dos desafios que podem surgir, mesmo em situações onde os sócios possuem formação empresarial consistente.

Cooperativas

As cooperativas são sociedades cujo objetivo principal é prestar serviços ou desenvolver produtos em benefício de seus cooperados. Esse modelo de negócio permite que os associados participem do planejamento e tenham vantagens na obtenção de crédito, além de possibilitar a colocação dos produtos e serviços no mercado em condições mais vantajosas do que isoladamente.

Identificar o público-alvo, estabelecer parcerias e avaliar a viabilidade econômico-financeira são etapas fundamentais no processo de constituição de uma cooperativa.

Ao decidir o tipo de negócio que deseja abrir, é importante considerar suas habilidades, interesses, capacidade de investimento e o potencial do mercado. Cada opção apresenta desafios e oportunidades únicas, portanto, é fundamental realizar uma análise criteriosa antes de tomar uma decisão.

Você tem perfil empreendedor para abrir uma empresa?

O segundo passo para abrir uma empresa é identificar se você possui o perfil adequado para ser um empreendedor. O perfil de empreendedor engloba uma série de características, habilidades e traços de personalidade que são essenciais para o sucesso nos negócios.

Aqui estão algumas das principais características que definem um empreendedor:

  • Visão e Inovação: Um empreendedor tem a capacidade de identificar oportunidades de negócio e desenvolver ideias inovadoras para aproveitá-las. Ele enxerga além do presente, buscando constantemente maneiras de melhorar e inovar em seu empreendimento.
  • Persistência e Determinação: O empreendedor enfrenta desafios e obstáculos com determinação e resiliência, não desistindo facilmente diante das adversidades. Ele está disposto a superar os obstáculos e perseverar em busca de seus objetivos.
  • Autoconfiança e Autoestima: Um empreendedor possui confiança em suas habilidades e capacidades, acreditando no seu potencial para alcançar o sucesso. Ele mantém uma atitude positiva e proativa diante das dificuldades, confiando em sua capacidade de superá-las.
  • Habilidade de Tomar Decisões: O empreendedor é capaz de tomar decisões rápidas e assertivas, avaliando cuidadosamente os riscos e benefícios de cada escolha. Ele não teme assumir a responsabilidade pelas suas decisões e está aberto a aprender com os erros.
  • Habilidade de Liderança: Um empreendedor tem habilidades de liderança para inspirar e motivar sua equipe, delegar tarefas de forma eficaz e promover um ambiente de trabalho colaborativo e produtivo.
  • Capacidade de Planejamento e Organização: O empreendedor é capaz de estabelecer metas claras e desenvolver planos estratégicos para alcançá-las. Ele possui habilidades de organização para gerenciar recursos, tempo e prioridades de maneira eficiente.
  • Resolução de Problemas: Um empreendedor é um solucionador de problemas criativo, capaz de encontrar soluções inovadoras para os desafios do dia a dia do negócio. Ele aborda os problemas de forma proativa e busca oportunidades de aprendizado e crescimento em cada obstáculo enfrentado.

Essas são apenas algumas das características que definem o perfil de empreendedor. É importante ressaltar que nem todas as pessoas possuem todas essas características em igual medida, e isso é perfeitamente normal.

No entanto, é fundamental reconhecer suas próprias habilidades e limitações antes de embarcar na jornada empreendedora, buscando desenvolver as habilidades necessárias para o sucesso nos negócios.

Plano de Negócios é o segundo passo para abrir uma empresa

Um plano de negócios é um documento detalhado que descreve todos os aspectos do seu empreendimento, desde a concepção da ideia até a operação e gestão do negócio. Ele serve como um guia estratégico para o seu empreendimento, ajudando a definir metas, identificar oportunidades e mitigar riscos.

Aqui está uma visão geral do que é um plano de negócios e como criá-lo:

  • Resumo Executivo: Esta é a seção inicial do plano de negócios, onde você apresenta uma visão geral do seu empreendimento. Inclua uma breve descrição da empresa, seus objetivos principais, público-alvo, diferenciais competitivos e projeções financeiras resumidas.
  • Descrição da Empresa: Nesta seção, você fornece informações detalhadas sobre a sua empresa, incluindo sua missão, visão, valores, histórico, estrutura legal, localização e equipe de gestão.
  • Análise de Mercado: Realize uma análise detalhada do mercado no qual sua empresa irá atuar. Identifique o tamanho do mercado, tendências, demanda do consumidor, comportamento da concorrência e oportunidades de crescimento.
  • Plano de Produtos ou Serviços: Descreva os produtos ou serviços que sua empresa oferecerá. Detalhe suas características, benefícios, diferenciais competitivos, ciclo de vida, estratégias de precificação e lançamento no mercado.
  • Estratégia de Marketing e Vendas: Elabore um plano de marketing abrangente para promover seus produtos ou serviços e alcançar seu público-alvo. Inclua estratégias de branding, publicidade, promoção, vendas, distribuição e atendimento ao cliente.
  • Estrutura Organizacional: Descreva a estrutura organizacional da sua empresa, incluindo cargos, responsabilidades, hierarquia e relações de trabalho. Identifique os recursos humanos necessários e os processos de recrutamento e seleção.
  • Plano Financeiro: Esta é uma das partes mais importantes do plano de negócios, onde você detalha as projeções financeiras para o seu empreendimento. Inclua um balanço inicial, demonstração de resultados projetada, fluxo de caixa, ponto de equilíbrio e necessidades de financiamento.
  • Riscos e Contingências: Identifique os principais riscos e desafios que sua empresa pode enfrentar e desenvolva planos de contingência para lidar com essas situações.
  • Cronograma de Implementação: Elabore um cronograma detalhado para implementar as estratégias e ações delineadas no plano de negócios. Defina prazos, responsáveis e marcos importantes para monitorar o progresso do empreendimento.
  • Monitoramento e Avaliação: Estabeleça métricas e indicadores-chave de desempenho (KPIs) para monitorar o progresso e o sucesso do seu negócio ao longo do tempo. Realize avaliações regulares do plano de negócios e faça ajustes conforme necessário para garantir a sua eficácia.

Ao seguir este passo a passo e elaborar um plano de negócios completo e bem estruturado, você estará melhor preparado para lançar e gerir com sucesso o seu empreendimento, maximizando suas chances de sucesso e minimizando os riscos associados ao processo empreendedor.

Formalize-se como MEI ou ME

No Brasil, a formalização como microempreendedor individual (MEI) ou microempresa (ME) é um passo fundamental para quem deseja iniciar um negócio de forma legal e regularizada.

Ambas as opções oferecem benefícios e facilidades para os empreendedores, cada uma com suas próprias características e requisitos. Abaixo, mostramos o passo a passo para formalização em ambas as categorias:

Microempreendedor Individual (MEI):

  • Verifique se Você se Enquadra como MEI: Para se tornar um microempreendedor individual, é necessário atender a alguns critérios, tais como: faturamento anual de até R$ 81 mil, não ser sócio ou titular de outra empresa, e exercer uma das atividades permitidas para o MEI.
  • Acesse o Portal do Empreendedor: O primeiro passo é acessar o Portal do Empreendedor, onde você encontrará todas as informações necessárias sobre o MEI e poderá realizar o processo de formalização online.
  • Preencha o Cadastro: No Portal do Empreendedor, preencha o cadastro com seus dados pessoais e informações sobre o seu negócio. Você precisará fornecer seu CPF, RG, Título de Eleitor, comprovante de endereço e demais documentos solicitados.
  • Escolha a Atividade: Selecione a atividade econômica principal que será exercida pela sua empresa, de acordo com a lista de atividades permitidas para o MEI.
  • Conclua o Registro: Após preencher todas as informações necessárias, conclua o registro como MEI e obtenha o seu CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) imediatamente. Você também receberá um número de inscrição na Junta Comercial e no INSS.
  • Emissão de Carnê de Pagamento: Após a formalização, você poderá emitir o carnê de pagamento mensal do MEI, que inclui as contribuições para o INSS, ICMS e/ou ISS, dependendo da atividade exercida.

Como se formalizar como Microempresa?

Para formalizar sua microempresa, é necessário seguir alguns passos importantes. Primeiramente, é preciso elaborar um contrato social que defina os detalhes da sociedade, como a participação dos sócios, a atividade econômica, a sede da empresa, entre outros aspectos relevantes.

Após a elaboração do contrato social, você deve registrar a microempresa na Junta Comercial do seu estado. Durante esse processo, será necessário apresentar o contrato social, os documentos dos sócios e outros documentos exigidos pelas autoridades competentes.

Feito o registro na Junta Comercial, você receberá o Número de Identificação do Registro de Empresa (NIRE), que é necessário para solicitar a obtenção do CNPJ junto à Receita Federal. Este número é fundamental para a identificação da sua empresa perante os órgãos governamentais e clientes.

Dependendo da atividade exercida pela microempresa, pode ser necessário obter a Inscrição Estadual (para atividades sujeitas ao ICMS) e/ou a Inscrição Municipal (para atividades sujeitas ao ISS). É importante verificar as exigências específicas do seu negócio junto aos órgãos competentes.

Além disso, certifique-se de cumprir com as licenças e alvarás necessários para o funcionamento do seu empreendimento, de acordo com a legislação municipal e estadual. Essas licenças garantem que seu negócio esteja em conformidade com as normas e regulamentos aplicáveis.

Por fim, após a obtenção do CNPJ e a regularização tributária da sua microempresa, você estará oficialmente formalizado e apto a exercer suas atividades comerciais de forma legal e regularizada. Não se esqueça de consultar um contador ou advogado especializado para orientações específicas sobre o processo de formalização e os requisitos legais aplicáveis ao seu negócio.

Quinto passo para abrir uma empresa: Capital e crédito

Para obter capital de giro e financiamentos no mercado, é fundamental realizar uma análise detalhada das necessidades financeiras do seu negócio e das opções disponíveis no mercado.

Uma das formas mais comuns de obter capital de giro é por meio de empréstimos bancários. Nesse caso, é importante comparar as taxas de juros, prazos e condições oferecidas por diferentes instituições financeiras para encontrar a melhor opção para o seu negócio.

Além dos empréstimos bancários tradicionais, existem outras alternativas de financiamento, como linhas de crédito específicas para micro e pequenas empresas oferecidas por instituições financeiras e agências de fomento. Essas linhas de crédito podem ter condições mais vantajosas e facilitadas para empresas de menor porte.

Outra opção para obter capital de giro é por meio de investidores ou financiadores privados, como investidores-anjo, fundos de investimento ou plataformas de crowdfunding. Esses investidores podem fornecer capital em troca de participação acionária na empresa ou de retorno sobre o investimento.

Além disso, programas governamentais de incentivo ao empreendedorismo e ao desenvolvimento de pequenas empresas podem oferecer subsídios, financiamentos e linhas de crédito com condições especiais para empresas em estágio inicial ou setores específicos da economia.

Independente da fonte de financiamento escolhida, é importante elaborar um plano de negócios detalhado e demonstrar a viabilidade do seu empreendimento para os potenciais financiadores.

Isso inclui apresentar projeções financeiras, análise de mercado, estratégias de crescimento e retorno sobre o investimento para convencer os financiadores da solidez do seu negócio e da capacidade de pagamento do empréstimo ou investimento.

Após abrir uma empresa, lance e divulgue o negócio!

Depois de todas as etapas de planejamento e formalização concluídas, é chegada a hora de lançar oficialmente o seu negócio e começar a operar. Na lista abaixo, você pode conferir algumas dicas para fazer isso:

  • Defina uma Data de Lançamento: Escolha uma data para o lançamento oficial do seu negócio. Isso pode incluir um evento de inauguração, uma campanha de lançamento online ou outras atividades promocionais para marcar o início das operações.
  • Prepare-se para a Abertura: Antes do lançamento, certifique-se de que todos os aspectos operacionais do seu negócio estejam prontos para funcionar. Isso inclui ter estoque suficiente (se aplicável), definir preços, treinar funcionários, preparar o ambiente físico (se houver) e configurar sistemas de pagamento e atendimento ao cliente.
  • Desenvolva uma Estratégia de Marketing: Crie uma estratégia de marketing abrangente para divulgar o lançamento do seu negócio e atrair clientes. Isso pode incluir publicidade em mídias sociais, e-mail marketing, anúncios online, parcerias com influenciadores, panfletagem local, entre outras táticas de marketing.
  • Realize o Lançamento: No dia do lançamento, promova o seu negócio de forma ativa e envolvente. Organize eventos, ofereça promoções especiais, distribua brindes ou amostras grátis, e faça tudo o que estiver ao seu alcance para atrair a atenção do público e gerar interesse pelo seu negócio.
  • Estabeleça uma Presença Online: Além das atividades de lançamento, certifique-se de que o seu negócio tenha uma presença forte e profissional online. Isso inclui ter um website bem projetado, perfis atualizados em mídias sociais, listagens em diretórios online e uma estratégia de SEO (Search Engine Optimization) para aumentar a visibilidade nos mecanismos de busca.
  • Monitore e Adapte: Após o lançamento, monitore de perto o desempenho do seu negócio e faça ajustes conforme necessário. Esteja atento ao feedback dos clientes, métricas de vendas, retorno sobre o investimento em marketing e outras métricas relevantes para avaliar o sucesso do lançamento e fazer melhorias contínuas.

Lançar oficialmente o seu negócio e colocar a mão na massa é apenas o começo de uma jornada emocionante e desafiadora como empreendedor.

Mantenha-se focado em seus objetivos, seja resiliente diante dos desafios e esteja aberto a aprender e evoluir ao longo do caminho. Com dedicação, determinação e criatividade, você estará no caminho certo para alcançar o sucesso com o seu negócio.

Vale lembrar que para as empresas com mais de 10 funcionários, o controle de ponto é obrigatório. Para fazer isso da maneira mais prática possível, você pode utilizar o sistema de ponto eletrônico digital da Genyo.

O aplicativo, inclusive, está em conformidade com todas as regras da legislação brasileira, incluindo as portarias do Ministério do Trabalho e Emprego.

Clique aqui para entender como funciona e ganhar 15 dias de teste grátis!

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog

Consentimento de Cookies

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando, você declara ciência dos: Termos de Uso, Políticas de Privacidade e Cookies.