Nova contribuição do MEI 2024 entra em vigor! Veja o valor atualizado

Descubra o valor da nova contribuição do MEI para 2024! Atualize-se e veja como realizar o pagamento do DAS. Veja mais neste artigo!
Sumário
Tudo sobre a nova contribuição do MEI!

Temos uma novidade importantíssima para os microempreendedores individuais! O SIMPLES Nacional bateu o martelo, e a nova contribuição do MEI já está em vigor. O novo valor passa a vigorar a partir desta terça-feira (20 de fevereiro), e por isso, os milhões de brasileiros que se enquadram nessa categoria devem ficar de olho.

Desse modo, surge a dúvida: afinal de contas, qual é o novo valor de contribuição do MEI? E, ainda mais importante: como paga o boleto de contribuição do MEI 2024? Na matéria abaixo, temos a resposta destas e de mais questões; confira!

Com o reajuste do salário mínimo para R$1.412,00 em 2024, a contribuição previdenciária dos Microempreendedores Individuais (MEIs) também aumentou.

O valor de contribuição do MEI, em geral, passou de R$66 para R$70,60 (5% do salário mínimo). Para o MEI caminhoneiro, o valor subiu de R$158,40 para R$169,44 (12% do salário mínimo).

O pagamento dessa contribuição é fundamental para garantir benefícios previdenciários como aposentadoria, auxílio-doença e pensão por morte.

Com a nova contribuição do MEI em vigor, é importante estar atualizado sobre o valor atualizado e como efetuar o pagamento. Continue lendo para saber mais sobre esse assunto.

Como pagar a nova contribuição do MEI?

Para efetuar o pagamento da nova contribuição do MEI, é necessário utilizar o Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), que inclui não apenas a contribuição do MEI, mas também outros impostos devidos pelos Microempreendedores Individuais.

O DAS 2024 vence todo dia 20 de cada mês, e pode ser emitido de diferentes formas, para maior comodidade do MEI.

Uma opção é acessar o Portal do Simples Nacional e gerar o boleto diretamente no site. Além disso, o App MEI também disponibiliza essa funcionalidade para os empreendedores que preferem realizar o pagamento através de dispositivos móveis.

Outras opções de pagamento incluem boleto bancário, PIX e débito automático. O MEI pode escolher a forma que melhor se adequa às suas necessidades e preferências, que o novo valor da DAS seja pago com cuidado e praticidade.

Garanta a regularidade do seu MEI pagando corretamente a contribuição mensal e aproveite os benefícios previdenciários oferecidos, como a aposentadoria, auxílio-doença e pensão por morte.

Atualização do Simples Nacional e adesão ao regime

O Simples Nacional é um regime especial para o pagamento de impostos que beneficia pequenas empresas, incluindo os MEIs. Ele proporciona facilidades e redução da carga tributária, simplificando as obrigações fiscais e contábeis dos empreendedores.

Atualmente, os MEIs podem aderir ao Simples Nacional se tiverem um faturamento anual de até R$81.000,00. No entanto, é importante ressaltar que existe um projeto de lei em andamento para aumentar esse limite para R$144.000,00. Porém, até o momento, não há previsão de mudanças para o ano de 2024.

É fundamental que os MEIs estejam atentos aos prazos e realizem a adesão ou a regularização dentro do período estabelecido. Dessa forma, poderão desfrutar das vantagens e benefícios oferecidos pelo Simples Nacional, além de evitar penalidades fiscais.

Benefícios da adesão ao Simples Nacional:

  • Redução da carga tributária;
  • Simplificação das obrigações fiscais e contábeis;
  • Acesso a regime de arrecadação simplificado;
  • Possibilidade de emissão de notas fiscais;
  • Facilidades no pagamento dos impostos;
  • Participação em licitações públicas;

Novo valor da DAS e alíquotas do MEI em 2024

A exclusão do Simples Nacional acarreta o aumento da carga tributária, além de obrigar o empreendedor a cumprir com obrigações fiscais mais complexas e burocráticas, o que pode gerar custos adicionais e maior dificuldade na gestão financeira do negócio.

Portanto, é recomendado que os MEIs aproveitem as vantagens oferecidas pelo Simples Nacional e busquem estar sempre em conformidade com as regulamentações vigentes. A participação no regime pode trazer benefícios significativos para o crescimento e consolidação do negócio.

Confira a seguir uma tabela com as alíquotas do Simples Nacional para o ano de 2024:

Faturamento Anual Alíquota
Até R$81.000,00 4%
De R$81.000,01 a R$144.000,00 8%
De R$144.000,01 a R$360.000,00 11,2%
De R$360.000,01 a R$4.800.000,00 16%

Lembre-se sempre de buscar orientação profissional para garantir o cumprimento correto das obrigações fiscais e aproveitar todos os benefícios oferecidos pelo Simples Nacional.

MEIs com dívidas podem deixar o Simples Nacional

Os Microempreendedores Individuais (MEIs) que possuem dívidas foram automaticamente excluídos do Simples Nacional e do Sistema de Recolhimento do MEI a partir de 1º de janeiro de 2024. Essa exclusão pode trazer consequências negativas para o negócio, como a perda dos benefícios fiscais e a impossibilidade de emissão de nota fiscal.

Para evitar esse problema, os MEIs endividados têm a oportunidade de regularizar suas pendências e retornar ao regime do Simples Nacional.

Durante o mês de janeiro, é possível optar novamente pelo Simples Nacional desde que todas as pendências apontadas pelos órgãos governamentais sejam regularizadas.

Como regularizar as pendências do MEI em 2024?

Para regularizar as pendências e retornar ao Simples Nacional, o MEI endividado deve seguir os seguintes passos:

  • Analise a situação financeira: Faça uma análise detalhada das dívidas, identificando os valores devidos e as possibilidades de pagamento.
  • Negocie as dívidas: Entre em contato com os órgãos responsáveis e negocie o pagamento das dívidas. Verifique se é possível obter descontos, parcelamentos ou outras condições especiais.
  • Pague as dívidas: Realize o pagamento das dívidas de acordo com o acordo estabelecido. Mantenha as comprovações de pagamento para futuras consultas.
  • Atualize o cadastro: Verifique se todas as informações cadastrais estão atualizadas e corretas. Caso necessário, faça as devidas atualizações.
  • Solicite a reinclusão: Após regularizar todas as pendências, solicite a reinclusão no regime do Simples Nacional. Siga os procedimentos indicados pelos órgãos competentes.

É importante ressaltar que a regularização das dívidas é essencial para manter o MEI em conformidade com a legislação e evitar problemas futuros. Além disso, estar regularizado permite que o MEI continue desfrutando dos benefícios e vantagens oferecidos pelo Simples Nacional. Veja a tabela abaixo:

Possíveis consequências da exclusão do Simples Nacional Benefícios de regularizar as pendências
Perda dos benefícios fiscais do Simples Nacional Manter-se em conformidade com a legislação
Impossibilidade de emissão de nota fiscal Evitar problemas fiscais e legais
Restrições na obtenção de crédito Continuar aproveitando os benefícios e vantagens do Simples Nacional

Portanto, é fundamental que os MEIs endividados busquem a regularização o mais rápido possível, evitando complicações e garantindo o sucesso do seu empreendimento.

Declaração anual do MEI 2024: Qual é o prazo?

Independente da nova contribuição do MEI, todo trabalhador dessa categoria deve fazer a Declaração Anual do Simples Nacional para o Microempreendedor Individual (DASN-SIMEI), onde o valor do faturamento do ano anterior deve ser declarado até o dia 31 de maio de cada ano.

É de extrema importância que todos os Microempreendedores Individuais (MEIs) realizem a declaração anual do MEI dentro do prazo estabelecido. A Declaração Anual do Simples Nacional para o Microempreendedor Individual, também conhecida como DASN-SIMEI, é uma obrigação fiscal que permite ao MEI informar o faturamento bruto obtido no ano anterior.

Para realizar a declaração anual, o MEI deve acessar o Portal do Empreendedor e preencher as informações solicitadas corretamente. É necessário informar o valor total do faturamento bruto anual, independentemente de ter ou não emitido notas fiscais.

Novo valor de contribuição do MEI 2

Caso o MEI não tenha obtido faturamento no ano anterior, ele ainda precisa fazer a declaração, informando que está inativo. Essa declaração é igualmente importante para manter a regularidade do MEI junto aos órgãos governamentais.

Ao preencher a declaração, é importante revisar todas as informações inseridas para evitar erros e inconsistências que possam levar à geração de multas e processos fiscais. É recomendado consultar as orientações disponibilizadas pelo Portal do Empreendedor e, se necessário, contar com a ajuda de um contador.

Emissão de notas fiscais pelo MEI

A categoria possui obrigações fiscais que devem ser cumpridas além da nova contribuição do MEI, e uma delas é a emissão de notas fiscais quando realizar negócios com pessoas jurídicas. Essa é uma prática importante para garantir a legalidade das transações e o cumprimento das normas fiscais.

A partir de setembro de 2023, a emissão de notas fiscais eletrônicas pelos MEIs passou a ser obrigatória e deve ser feita por meio do sistema nacional. Essa medida visa promover a transparência nas operações comerciais e facilitar o controle das atividades realizadas pelo MEI.

As notas fiscais emitidas pelos MEIs devem ser guardadas por um período de 5 anos, conforme previsto na legislação. Esse registro é essencial para comprovar as operações realizadas e realizar eventuais consultas ou fiscalizações.

Para auxiliar os MEIs na emissão de notas fiscais, existem plataformas e sistemas específicos que simplificam o processo e garantem o cumprimento das obrigações fiscais. É importante estar atento às informações exigidas na emissão da nota fiscal, como a descrição do produto ou serviço, dados do cliente e valor total da operação.

A emissão de notas fiscais pelo MEI é uma prática que contribui para a organização do negócio e fortalece a imagem profissional perante os clientes e fornecedores. Portanto, é fundamental estar atualizado sobre as obrigações fiscais e cumprir corretamente todas as exigências legais.

Vantagens da emissão de notas fiscais pelo MEI
Regularidade fiscal: Emitir notas fiscais mantém o MEI regularizado perante os órgãos fiscalizadores.
Transparência nas transações: A emissão de notas fiscais proporciona transparência e segurança nas relações comerciais.
Registro das operações: As notas fiscais emitidas pelo MEI são documentos legais que comprovam as operações realizadas.
Fortalecimento da imagem profissional: Emitir notas fiscais transmite profissionalismo e confiabilidade aos clientes e parceiros de negócio.

Nova contribuição do MEI Caminhoneiro em 2024

No caso do MEI Caminhoneiro, os valores da contribuição variam de R$169,44 a R$175,44, dependendo do tipo de produto transportado e do destino.

Esses valores incluem 12% do salário mínimo para o INSS, além dos impostos referentes ao ICMS e ISS. O DAS-MEI para os caminhoneiros já foi ajustado para refletir as atualizações.

Tipo de Produto Destino Valor da Contribuição (R$)
Produtos não perigosos Dentro do estado 169,44
Produtos não perigosos Fora do estado 169,44
Produtos perigosos Dentro do estado 175,44
Produtos perigosos Fora do estado 175,44

Como acessar as plataformas do MEI?

Os Microempreendedores Individuais (MEIs) têm à disposição diversas plataformas oficiais que tornam mais fácil o cumprimento de suas obrigações e o pagamento de suas contribuições. Duas das principais opções são o Portal do Simples Nacional e o App MEI.

O Portal do Simples Nacional é uma plataforma online que oferece uma série de serviços aos MEIs. Por meio dele, os empreendedores podem emitir o Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), que inclui a contribuição mensal do MEI, além de realizar a regularização da adesão ao Simples Nacional. O portal também disponibiliza informações sobre legislação, oportunidades de capacitação e outros serviços relevantes para os MEIs.

O App MEI é uma ferramenta móvel que oferece facilidades aos MEIs diretamente do celular. Com o aplicativo, os empreendedores podem emitir o DAS, consultar e alterar informações cadastrais, acompanhar as datas de vencimento dos pagamentos, receber notificações importantes e acessar serviços exclusivos para MEIs.

É fundamental que os MEIs utilizem apenas as plataformas oficiais, como o Portal do Simples Nacional e o App MEI, para evitar possíveis fraudes ou problemas na realização de suas obrigações.

Plataforma Principais Funcionalidades
Portal do Simples Nacional
  • Emissão do DAS
  • Regularização da adesão ao Simples Nacional
  • Consulta de legislação
  • Oportunidades de capacitação
App MEI
  • Emissão do DAS
  • Consulta e alteração de informações cadastrais
  • Acompanhamento de datas de vencimento
  • Recebimento de notificações
  • Serviços exclusivos para MEIs

Isenção de impostos e outros benefícios para o MEI

Como Microempreendedor Individual (MEI), você pode desfrutar de benefícios previdenciários, como aposentadoria e auxílio-doença, garantidos através do pagamento da contribuição mensal. Essa contribuição é fundamental para assegurar sua proteção social e o acesso a esses benefícios essenciais.

Além dos benefícios previdenciários, uma das vantagens do MEI é a isenção de diversos impostos, como o Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ), a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins). Essa isenção alivia a carga tributária do empreendedor, permitindo que ele invista mais recursos em seu negócio ou utilize-os para melhorar sua qualidade de vida.

FAQ

Qual é o valor da nova contribuição do MEI em 2024?

O valor da nova contribuição do MEI passou de R$66 para R$70,60 (5% do salário mínimo). Para o MEI caminhoneiro, o valor subiu de R$158,40 para R$169,44 (12% do salário mínimo).

Como pagar a contribuição do MEI?

A nova contribuição do MEI é paga através do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), que pode ser emitido no Portal do Simples Nacional, pelo App MEI, ou por outras formas de pagamento como boleto, PIX e débito automático.

O que acontece com os MEIs com dívidas?

Os MEIs com dívidas foram excluídos automaticamente do Simples Nacional e do Sistema de Recolhimento do MEI a partir de 1º de janeiro de 2024.

No entanto, eles têm a opção de regularizar as pendências e optar novamente pelo regime durante o mês de janeiro, desde que regularizem todas as pendências apontadas pelos órgãos governamentais.

Até quando fazer a declaração anual do MEI?

Todo MEI deve fazer a Declaração Anual do Simples Nacional para o Microempreendedor Individual (DASN-SIMEI) até o dia 31 de maio de cada ano.

Quando a emissão de notas fiscais se tornou obrigatória para o MEI?

A emissão de notas fiscais eletrônicas pelos MEIs se tornou obrigatória desde setembro de 2023. A regra vale para todos os microempreendedores individuais.

Quais são as opções de pagamento e emissão do DAS para o MEI Caminhoneiro?

O MEI Caminhoneiro pode emitir o DAS-MEI com os valores da contribuição, podendo variar de R$169,44 a R$175,44, dependendo do tipo de produto transportado e do destino. O pagamento pode ser feito nos mesmos meios mencionados anteriormente.

Quais são os benefícios do MEI e quais impostos o MEI é isento?

O MEI possui benefícios previdenciários como aposentadoria e auxílio-doença, garantidos através do pagamento da contribuição mensal. Além disso, o MEI é isento de impostos como o IRPJ, CSLL e Cofins.

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog

Consentimento de Cookies

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando, você declara ciência dos: Termos de Uso, Políticas de Privacidade e Cookies.