Bem estar no trabalho: Aprenda como criar um ambiente saudável e combata a ansiedade, o estresse e a procrastinação!

Confira as principais estratégias de se conquistar o bem estar no trabalho e tenha dias mais tranquilos e proveitosos no ambiente corporativo! Veja mais neste artigo!
Sumário
bem estar no trabalho

Promover o bem estar no trabalho com um ambiente saudável e seguro é o sonho de todo gestor e desejo de todo profissional. Um local adequado para se trabalhar é responsável por promover uma maior satisfação, incremento da produtividade, equipes mais engajadas e dedicadas, com profissionais que vestem a camisa da empresa.

O bem estar no trabalho não é só bons salários, mas também diz respeito à oferta de benefícios, arquitetura do espaço físico ergonômica, empatia, oportunidades de crescimento, e diversas outras questões.

As empresas que não estão atentas a essa questão acabam por colocar em risco a qualidade de vida de seus trabalhadores, além de elevar o nível de absenteísmo, atrasos, faltas e turnover. Se você quer investir no bem-estar de sua organização, confira abaixo tudo o que pode ser feito!

O que é o bem-estar?

Podemos definir o bem-estar como a conquista da satisfação completa, ou seja, se sentir bem fisicamente, espiritualmente e psicologicamente. O bem-estar é se sentir confortável, tranquilo, seguro e contente.

Tanto na vida pessoal quanto na vida profissional, a sensação de sintonia e prazer que o bem-estar proporciona é importante para promover uma melhor qualidade de vida.

O bem-estar no trabalho

Quando falamos de bem estar no trabalho estamos nos referindo a toda a sensação de conforto dentro do ambiente corporativo. Nesse caso, as pessoas que o cercam, o ambiente físico, as demandas, jornada de trabalho, etc., tudo está envolvido nesse tipo de bem-estar.

Dessa forma, podemos definir a implementação do bem estar no trabalho como um conjunto de práticas, ações e estratégias que tem como principal objetivo melhorar a experiência de um trabalhador dentro da empresa.

Lembre-se que estas ações devem estar de acordo com os 3 pilares do bem-estar, o físico, espiritual e psicológico. Portanto, se você deseja colher os frutos de uma equipe mais engajada e motivada, é preciso pensar no bem-estar de forma completa.

Principais problemas no ambiente de trabalho

No próximo tópico iremos exemplificar alguns benefícios em se incluir o bem-estar no trabalho. No entanto, antes disso é preciso ter em mente quais são os principais problemas que os trabalhadores tem enfrentado nas empresas atualmente.

A carga de trabalho excessiva, a cobrança e os prazos curtos tem ocasionado em sérios problemas motivacionais, frustração e distúrbios psicológicos/emocionais que afetam diretamente a vida privada dos profissionais.

Alguns exemplos desses distúrbios são: a depressão, a síndrome do pânico, transtorno de ansiedade e a tão falada síndrome de Burnout, que é quando ocorre o esgotamento físico e psicológico, estresse e exaustão causado por desgaste no trabalho, com uma carga de atividades excessiva, prazos curtos e competitividade.

Confira quais são outros problemas recorrentes no ambiente de trabalho:

Ergonomia

A falta de ergonomia no trabalho é um problema quase que obrigatório nas empresas. Essa é a queixa número 1 dos profissionais, onde a estrutura inadequada com cadeiras desconfortáveis, bancadas em altura desproporcional, posição de equipamentos e falta de apoio nos pés e costas, provocam dores constantes em todo corpo.

Um profissional que trabalha em um ambiente desconfortável será menos produtivo e estará sempre mais estressado do que a maioria.

Barulho

Outro problema que pode passar despercebido é o barulho excessivo. O ser humano não está habituado a ser exposto constantemente a uma carga de som. Diversos ambientes de trabalho ultrapassam a quantidade de ruído permitido, seja através de seus equipamentos ou o falatório dentro de um escritório.

A consequência de tanto barulho são as dores de cabeça frequentes, a irritação e nos casos mais graves pode até estar relacionado com problemas no coração. Para evitar essa situação, o ideal é que as empresas forneçam EPIs indicados.

Temperatura

A exposição de um profissional a altas ou baixas temperaturas pode provocar sérios problemas de saúde, como desidratação, dificuldade respiratória, estresse, queimadura, ressecamento da pele, etc.

Além disso, existe o desconforto de se realizar atividades em um local onde a temperatura não está agradável. Por esse motivo, a recomendação é que dentro de escritórios, se mantenha uma temperatura entre 20° a 23° celsius, essa é uma média de temperatura que agrada grande parte das pessoas e evita problemas.

O que as baixas temperaturas podem provocar no trabalhador?

Uma elevada minutagem de exposição ao frio, inevitavelmente, traz algumas consequências no corpo de um indivíduo. Confira abaixo um panorama sobre o que as baixas temperaturas podem provocar no trabalhador.

  • Enregelamento: uma lesão causada pela exposição prolongada ao frio extremo, que afeta principalmente as extremidades do corpo, como dedos, orelhas e nariz. Pode causar dor, vermelhidão, formigamento e até necrose da pele;
  • Piora de doenças reumáticas: o frio pode aumentar a inflamação, bem como a dor nas articulações de pessoas que sofrem de doenças como artrite, artrose e fibromialgia;
  • Predisposição para doenças das vias respiratórias: o frio pode irritar as mucosas do nariz e da garganta, facilitando a entrada de vírus e bactérias que causam infecções respiratórias, como gripes, resfriados, sinusites e bronquites;
  • Problemas cardiorrespiratórios: o frio pode provocar uma vasoconstrição dos vasos sanguíneos, aumentando a pressão arterial e o risco de problemas como hipertensão, angina e infarto. Além disso, o frio pode dificultar a respiração e causar falta de ar em pessoas com doenças pulmonares crônicas, como asma e Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC).
  • Tremores: uma reação involuntária do corpo para gerar calor e manter a temperatura interna estável. Os tremores podem causar desconforto, fadiga e perda de concentração no trabalho.

Para evitar esses problemas, é importante que o trabalhador se proteja adequadamente do frio, usando roupas adequadas, se hidratando bem, se alimentando de forma saudável e fazendo pausas regulares para se aquecer.

Os EPIs adequados para o trabalho em ambiente frio

Para lidar com os efeitos negativos que as baixas temperaturas podem provocar no trabalhador, a empresa deve oferecer equipamentos de proteção individual (EPIs). Esses equipamentos de proteção individual visam reduzir os riscos de exposição ao frio e garantir a saúde e a segurança dos trabalhadores.

  • Uniforme completo para câmara fria: blusa e calça, ambos feitos em material térmico e impermeável, para proteger o tronco e os membros do usuário e evitar contato direto com o frio intenso.
  • Luvas de segurança: luvas térmicas para proteger as mãos do trabalhador contra os efeitos da baixa temperatura.
  • Capuz de proteção: responsável em proteger a cabeça e o pescoço do usuário.
  • Meias térmicas: para proteger os pés do trabalhador contra o frio e a umidade.
  • Botas térmicas: para proteger os pés do trabalhador contra o frio e possíveis lesões causadas por objetos cortantes ou perfurantes.

Esses EPIs devem ser fornecidos pelo empregador, conforme determina a NR 6, que trata sobre os equipamentos de proteção individual. Além disso, o empregador deve orientar os trabalhadores sobre o uso correto, a conservação e a higienização dos EPIs, bem como fiscalizar o seu uso obrigatório.

Qualidade do ar

Também bastante ignorada, a qualidade do ar de certos ambientes de trabalho pode provocar ressecamento de garganta, lábios e olhos, prejudicando a concentração, nariz constantemente entupido, renite alérgica, além de promover maior entradas de bactérias e inflamação no nosso trato respiratório.

É necessário que se haja um controle da ventilação do ambiente de trabalho, trocando filtros de ar-condicionado, removendo mau cheiro provocado por mofo e poeira.

Estresse

O estresse é a cereja do bolo de todos os problemas. Tudo que não está indo bem dentro do ambiente provoca estresse. Somado aos problemas estruturais, o estresse ainda se eleva quando há uma carga de trabalho excessiva e competição no ambiente de trabalho.

O resultado de tanto estresse é o adoecimento dos trabalhadores. Para controlar o estresse provocado pela carga de trabalho existem ferramentas que podem auxiliar.

Uma destas ferramentas é o registro de atividades, realizado através do controle de ponto do Genyo. Nele é possível mensurar quais atividades cada trabalhador está realizando, qual o prazo de cada uma delas, e se eles está conseguindo dar conta de tudo aquilo. Assim, fica bem mais fácil identificar pontos de estresse e sobrecarga.

Os benefícios em realizar o bem-estar no trabalho

Como falamos anteriormente, muitos problemas de saúde estão relacionados com a falta de bem estar no trabalho. Por esse motivo, diversas empresas já tem adotado estratégias para promover uma melhor qualidade do ambiente.

Quando investimos nessas estratégias, colhemos benefícios que vão além do incremento da produtividade e melhora da saúde. Confira todos eles logo abaixo:

Trabalhador se sente valorizado

Um sério problema que as empresas têm enfrentado é que os profissionais não se sentem valorizados pela organização, se enxergando apenas como um objeto que gera lucro para o patrão.

No entanto, ao exercer o bem estar no trabalho, os colaboradores vão se sentir valorizados, visto que a organização passa a adotar estratégias que visam a saúde e não apenas a lucratividade. É claro que o um profissional valorizado também se tornará mais produtivo, no entanto, a priorização é tornar o capital humano satisfeito com o ambiente corporativo.

Redução do turnover

As empresas tem enfrentado o alto índice de rotatividade de profissionais. Frequentes demissões e contratação gera custos para a empresa, além de impossibilitar que o profissional possa crescer e se desenvolver junto a empresa.

Dessa forma, promovendo bem-estar você não precisará mais se preocupar com as altas taxas de turnover, visto que os trabalhadores estarão satisfeitos com o ambiente propiciado pela empresa, e farão de tudo para continuar ali.

Maior satisfação e motivação

Como falamos anteriormente, o bem-estar no trabalho gera maior satisfação e motivação. Consequentemente, essas duas características influenciam na qualidade do serviço prestado, humor e vontade de continuar trabalhando. Pequenas estratégias que reduzem o estresse já influenciam diretamente na satisfação e motivação dos trabalhadores.

Captação de talentos

Quando uma empresa se preocupa com o bem-estar dos funcionários, ela ganha fama no mercado, onde muitos profissionais vão se interessar por esta empresa. Dessa forma, você também estará atraindo os melhores profissionais do mercado.

Nessas horas é preciso ter uma boa gestão de talentos, para saber com organizar e cultivar equipes que extraiam toda a potencialidade de seus profissionais, aliados é claro ao bem-estar no trabalho.

Como promover o bem estar no trabalho

bem estar no trabalho

Por fim, chegamos na parte de como colocar em prática o bem-estar. Primeiramente, é preciso reconhecer que boa parte dos trabalhadores estão infelizes com o ambiente de trabalho. A presença marcante da tecnologia não auxiliou na redução da carga de trabalho, e atualmente, a motivação tem estado em baixa.

Voltar as forças e recursos da empresa para promover o bem-estar é uma estratégia que tem demonstrado resultados duradouros e promovendo sucesso. Confira o que fazer:

Crie atividades colaborativas

O primeiro ponto é envolver toda a equipe, para que os profissionais deixem de ser competidores e rivais, passando a ser colegas e equipes. Para isso, promova atividades que para sua resolução seja necessário o envolvimento de diversos profissionais e setores diferentes.

Um grande exemplo disso são as empresas de tecnologia, como o Facebook, Google e o Twitter.

Os profissionais dessas organizações têm um grande sentimento de cooperação e empatia, pois eles entendem que para o andamento da empresa é preciso que haja uma espécie de “coworking”, onde os profissionais possam trocar suas experiências, conhecimentos, ideias, etc.

Crie pausas estratégias

Um sério problema é a procrastinação no trabalho. Muita dessa procrastinação está relacionada com a falta de intervalos para se alongar, relaxar e se desligar temporariamente de suas funções e atividades.

Por esse motivo, para criar um ambiente tranquilo, inclua algumas pausas estratégicas durante a jornada de trabalho dos profissionais. Diversos estudos já têm demonstrado que profissionais que possuem pausas durante seu horário de trabalho se tornam mais produtivos e menos estressados.

Um exemplo muito comum são pausas 10 a 15 minutos a cada 2 horas de trabalho, onde o profissional é livre para descansar o corpo e a mente. Para ter maior controle sobre essas pausas, fica claro a necessidade de um controle de ponto eficaz e rápido.

Por esse motivo, é preciso ter em mãos um controle de ponto digital Genyo, nele o profissional pode registrar seu ponto rapidamente através de um smartphone, computador ou tablet, sem necessitar se deslocar até o tradicional relógio de ponto e sem pegar nenhuma fila.

Além disso, através do próprio sistema também é possível criar notificações para relembrar o trabalhador de realizar as pausas e registrar o ponto. Tudo isso auxilia no controle da jornada de trabalho e alivia o serviço do setor de RH.

Se preocupe com o bem-estar financeiro

Não há maneira de ser feliz em uma sociedade capitalista quando se está cheio de dividas e o dinheiro não dá para questões básicas como saúde, educação, segurança e lazer. Profissionais que não estão bem financeiramente enfrentarão grande resistência para conquistar o bem-estar.

Por esse motivo, algumas dicas são de investir em palestras de educação financeira, e criar programas de auxilio de custos para profissionais em home-office como o pagamento de parte da conta de energia elétrica e internet.

Saiba o que seus colaboradores desejam

Não adianta promover diversas práticas para o bem-estar e nenhuma delas for direcionada a real necessidade de seus colaboradores. Por esse motivo, busque se aproximar dos profissionais para saber o que eles demandam, como por exemplo: programas de cuidado com a alimentação, salas de alongamento e ergonomia, ginástica laboral, etc.

Uma grande demanda de muitos profissionais é a flexibilização da jornada de trabalho, para que ele possa criar suas escalas de acordo com sua necessidade. Para incluir esse sistema de horários flexíveis, é necessário possui um sistema de ponto digital, como o Genyo!

Nesse sistema você pode construir diversas escalas flexíveis, e o profissional é livre para bater o ponto de onde quiser, possibilitando até a realização de home office. Veja em nosso site todas as possibilidades desse sistema e como incluir em sua organização.

Demonstre preocupação com a saúde mental

Não basta conquistar o bem-estar físico e financeiro, se não houver o bem-estar mental. Atualmente muito tem se falado sobre a importância de cuidar da menta, visto que a grande maioria da população adoeceu de ansiedade e depressão.

O papel da empresa é de promover palestras, eventos e workshops sobre o tema de saúde mental. Convide psicólogos e outros profissionais que tratem do assunto no âmbito empresarial, além disso, incentive seus colaboradores e buscar consultas com profissionais, e se possível ofereça um plano de saúde que cubra essa necessidade.

Um exemplo de estratégia bastante válida é o mindfulness. Essa importante prática diz respeito a direcionar toda sua atenção para o momento presente (chamada de atenção plena), além de incentivar a prática de meditação e alívio de estresse.

Celebre datas festivas

Por fim, celebre as datas especiais dos trabalhadores. Nesse caso, não estamos falando apenas do seu aniversário, mas também a conclusão de uma meta, um projeto aprovado, e qualquer outra conquista relevante. Isso auxilia na quebra da rotina e dissipa boa parte do estresse cotidiano.

Agora que você já aprendeu tudo sobre o bem-estar no ambiente de trabalho, nosso site oferece acesso à ferramenta de controle de ponto que vai ajudar na implementação do bem estar no trabalho!

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog

Consentimento de Cookies

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando, você declara ciência dos: Termos de Uso, Políticas de Privacidade e Cookies.