Equipamentos de segurança: tipos e importância

Quer entender qual a função dos equipamentos de segurança e como eles podem ser fornecidos de forma eficiente na sua empresa? Confira! Veja mais neste artigo!
Sumário
Equipamentos de Segurança

Os equipamentos de segurança são ferramentas de extrema importância para a saúde do trabalhador e a integridade da equipe de trabalho. Entretanto, muitas pessoas acreditam que a simples entrega desses equipamentos é o único fator necessário para garantir a segurança dos trabalhadores, mas não é bem assim que funciona.

O que são os equipamentos de segurança?

Como dito anteriormente, os equipamentos de segurança são dispositivos utilizados para evitar e minimizar os efeitos de um acidente. De maneira geral, eles podem ser classificados entre equipamentos de proteção individual (EPI) ou coletiva (EPC).

Ainda existem pessoas que acreditam que os equipamentos de segurança são itens obrigatórios apenas pelas indústrias. Porém, essas ferramentas estão presentes nas mais diversas linhas de comercialização e produção de uma empresa, independente do seu tamanho e ramo de atuação.

Numa padaria, por exemplo, os cozinheiros precisam utilizar EPIs como luvas e botas para evitar escorregões e queimaduras. Ainda que sejam utensílios simples, esses equipamentos são utilizados para promover a segurança do trabalhador e preservar a sua saúde e integridade física.

Entretanto, nem todos os trabalhadores de uma empresa conseguem entender a importância de um EPI. Como consequência, ainda em 2020 o Brasil foi o segundo país que teve um maior registros de morte por acidente de trabalho dentro do G20 das Nações Unidas.

De acordo com relatório divulgado pela Organização Internacional do Trabalho, a cada 15 segundos, uma pessoa vem a óbito por acidente de trabalho no Brasil. Isso significa que,  cada vez mais, as empresas precisam começar a investir na promoção da informação e educação dos seus funcionários em relação ao uso do EPI.

Fornecer o EPI é o suficiente?

Ainda existem empresas que acreditam que, fornecer o EPI é o único fator necessário para que essas ferramentas sejam utilizadas no meio de trabalho. Mas não é bem assim que funciona.

Nem sempre os seus funcionários serão capazes de entender a importância dos EPIs para a manutenção da sua integridade. Isso acontece, pois, muitas vezes esses equipamentos podem ser incômodos, pesados e trabalhosos de serem vestidos.

Isso faz com que muitos trabalhadores passem a negligenciar a sua saúde ao não utilizar os equipamentos da maneira correta, gerando assim graves acidentes e até mesmo óbitos em decorrência de um serviço mal executado.

Dessa forma, podemos dizer que, somente fornecer um equipamento de segurança não é garantia de que eles serão utilizados na empresa. A falta de conscientização dos funcionários pode ser um fator de grande risco e prejuízo tanto para o indivíduo que deixa de vestir o EPI quanto para a própria companhia que perde um empregado e membro de sua equipe.

Esse processo exige tanto a atuação dos membros de liderança, como da equipe de RH e dos componentes da CIPA, seja na promoção de eventos, seminários, cursos e até mesmo confraternizações da firma voltadas para a conscientização do uso de EPI nos serviços de risco.

Assim, a empresa será capaz de garantir que o seu investimento em segurança não está sendo desperdiçado e os funcionários serão capazes de manusear essas ferramentas de forma a prevenir e minimizar os efeitos dos acidentes de trabalho.

Quais são os tipos de Equipamentos de Segurança disponíveis no mercado?

Existem equipamentos de segurança tanto para a proteção individual quanto coletiva da equipe de trabalho. Ambas as categorias de ferramentas possuem sua importância na manutenção da saúde e da integridade dos indivíduos de uma empresa. Confira os exemplo a seguir:

Equipamentos de Proteção Individual

Equipamentos de Segurança

Como dito anteriormente, os equipamentos de proteção individual são aqueles que visam a manutenção da integridade de apenas uma pessoa, ou seja, apenas daquele que está usufruindo do EPI.

Existem EPIS para rosto, mãos, pés, para a estabilização da coluna e entre outros. Na lista a seguir, separamos os principais equipamentos utilizados na maioria das empresas, independente do seu ramo de atuação.

1.    Óculos de Proteção

Os óculos de proteção são equipamentos utilizados para prevenir que qualquer partícula estranha entre nos olhos do operador. Seja na cozinha ou na linha de produção de uma indústria, os óculos de proteção individual exercem um papel essencial para a proteção dos olhos, evitando assim que o funcionário adquira algum problema com o passar dos anos.

2.    Capacetes

Os capacetes não são equipamentos tão comuns em qualquer ambiente de trabalho. Normalmente eles são aplicados em ambientes industriais ou em obras devido ao risco de queda de materiais ou do próprio indivíduo de regiões mais altas, evitando assim que danos maiores sejam causados na região da cabeça ou na coluna cervical.

Os capacetes são equipamentos extremamente importantes, porém, podem ser facilmente negligenciados quando não é feita a conscientização dos indivíduos acerca da obrigatoriedade do seu uso em regiões de alto risco de acidentes.

3.    Luvas

As luvas são equipamentos que podem ser encontrados nos mais diversos materiais, em inúmeros setores de atuação. Na cozinha, ela pode ser usada tanto como uma ferramenta de controle de qualidade, evitando o contato direto com os alimentos, como também pode ser usada para a prevenção de queimaduras pelos cozinheiros.

Além disso, também existem luvas para a manipulação de químicos e de microrganismos, aplicadas principalmente em ambientes laboratoriais. No ramo da mecânica e da elétrica também existem luvas de alta resistência capazes de evitar acidentes por esmagamento e propagação de energia elétrica.

Assim como nos capacetes e óculos de proteção, as luvas também são equipamentos comumente negligenciados pela falta de conscientização dos trabalhadores acerca da sua importância na minimização dos efeitos de acidentes.

4.    Botas

As botas são equipamentos de proteção individual voltados para a segurança dos pés. Eles normalmente são calçados fechados que têm a função de evitar que objetos pontiagudos ou pesados caiam na região inferior e aumentem o risco de acidentes. As botas podem ser antiderrapantes ou até mesmo bloqueadoras da propagação de energia elétrica.

Para saber qual o melhor tipo de equipamento a ser comprado, é importante que a empresa avalie os potenciais riscos existentes na companhia, evitando assim o acontecimento de acidentes e outros problemas legais na empresa.

Equipamentos de Proteção Coletiva

Os equipamentos de proteção coletiva são aqueles que conseguem fornecer segurança para um maior grupo de pessoas, evitando assim que, no momento de um acidente ou de um potencial acidente, maiores fontes de perigo sejam geradas. A maior parte desses equipamentos são obrigatórios na maioria das empresas, de acordo com a Legislação Brasileira. Confira os exemplos a seguir:

1.   Extintores

Os extintores são equipamentos de proteção individual obrigatórios. Eles são utilizados para o controle de incêndios e devem ser aplicados por pessoas com conhecimento no assunto. Isso acontece pois existem inúmeros tipos de extintores e cada um deles deve ser aplicado para uma origem específica de incêndio.

Caso contrário, o manipulador pode acabar aumentando a fonte de energia dissipada e como consequência, a força do fogo acabará tomando proporções incontroláveis. Normalmente, em uma empresa, esse tipo de equipamento é manipulado pela equipe da CIPA, que recebe treinamentos e orientações específicas para o controle do fogo.

2.   Sinalizadores de Segurança

Outra ferramenta de proteção coletiva são os sinalizadores de segurança. Eles podem ser aplicados em forma de placas ou faixas holográficas capazes de refletir fontes de luz. Esses sinalizadores de emergência devem indicar as áreas de saída em casos de acidentes.

Além disso, em ambientes com baixa visibilidade, como estradas e ou espaços fechados, esses equipamentos são aplicados para que as pessoas consigam se localizar de forma efetiva, evitando assim a ocorrência de acidentes, minimizando as fontes de perigo.

3.   Kits de Primeiros Socorros

Os Kits de primeiros socorros são utensílios utilizados de forma coletiva para resgate e cuidado de vítimas de acidentes. Eles devem ser manipulados por um profissional com conhecimento prévio de primeiros socorros, evitando assim que a vítima tenha uma piora no seu quadro de saúde.

São eles: talas, macas, gazes e ataduras, soro fisiológico e entre outras ferramentas que possam auxiliar os membros da CIPA na realização dos primeiros socorros.

4.   Exaustores

Os exaustores são equipamentos instalados para a renovação do ar. Eles são úteis tanto em ambientes com alta manipulação de reagentes químicos, como também em serviços em que existe a propagação de calor e fumaça excessivos.

De maneira geral, o exaustor permite que a equipe de trabalho esteja mantida em uma ambiente salubre, promovendo a melhor condição de serviço possível.

Como a Equipe do Genyo pode te ajudar na melhor promoção do uso de Equipamentos de segurança?

O sistema de controle do Genyo é um programa voltado para uma melhor atuação das equipes de RH. Junto com o nosso aplicativo, você poderá visualizar a entrega de permissões de trabalho, solicitação de novos equipamentos e fardas, assim como também permitirá uma melhor comunicação entre os membros da equipe da sua empresa.

Tudo isso, pois o Genyo é um sistema que vai além do relógio de ponto. Quer entender um pouco mais sobre como funciona o controle de ponto digital do Genyo? Entre em contato com os nossos especialistas e saiba mais sobre o assunto!

 

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog

Consentimento de Cookies

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando, você declara ciência dos: Termos de Uso, Políticas de Privacidade e Cookies.