Como não cair na malha fina do Imposto de Renda 2024

Evite problemas com a Receita Federal aprendendo a declarar seu Imposto de Renda corretamente e não cair na malha fina em 2024. Veja mais neste artigo!
Sumário
malha fina

O prazo para a declaração do Imposto de Renda 2024 já começou: os contribuintes têm até 31 de maio para entregar todas as informações à Receita Federal.

Em 2023, mais de 1,3 milhões de declarações (3,1% do total enviado) ficaram retidas na malha fina. Para evitar esse problema, é necessário tomar cuidados na hora de fazer a declaração e seguir algumas recomendações.

Neste artigo, forneceremos orientações sobre como se organizar, quais documentos são necessários, erros comuns a serem evitados, entre outras informações relevantes para garantir que você não caia na malha fina do Imposto de Renda e fique à mercê do Leão!

O que é malha fina?

A “malha fina” do Imposto de Renda é um processo de verificação mais detalhada realizado pela Receita Federal do Brasil após a entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) pelos contribuintes.

O termo malha fina refere-se ao fato de que esse processo é uma espécie de filtro minucioso que busca identificar inconsistências, erros ou omissões nas informações declaradas pelo contribuinte.

Quando uma declaração é retida na malha fina, significa que a Receita Federal identificou alguma irregularidade que precisa ser corrigida ou esclarecida pelo contribuinte.

Essas irregularidades podem incluir divergências entre as informações declaradas e os dados fornecidos por terceiros, como empresas, instituições financeiras e profissionais liberais, bem como inconsistências internas na declaração.

Motivos da malha fina: Por que o IR é retido?

Antes de listar os motivos que podem levar uma declaração do Imposto de Renda a cair na malha fina, é importante ressaltar que esse processo de verificação minuciosa é realizado pela Receita Federal do Brasil após a entrega da declaração pelos contribuintes.

A malha fina busca identificar e corrigir possíveis inconsistências, erros ou omissões nas informações declaradas, garantindo a integridade do sistema tributário.

Com isso em mente, os principais motivos que podem levar uma declaração a ser retida na malha fina são:

  • Omissão de Rendimentos: Falha em declarar todos os rendimentos recebidos durante o ano, como salários, aluguéis, benefícios previdenciários, entre outros.
  • Divergências entre Informações: Quando as informações declaradas pelo contribuinte não correspondem aos dados fornecidos por fontes pagadoras, como empresas, instituições financeiras ou prestadores de serviços.
  • Despesas Médicas e de Educação: Declaração de despesas médicas ou educacionais em valores superiores aos declarados por profissionais ou instituições.
  • Deduções e Inconsistências de Despesas: Declaração de despesas dedutíveis que não possuem comprovação adequada, como despesas médicas, educação, previdência privada, entre outras.
  • Recebimento de Rendimentos de Fontes Não Identificadas: Rendimentos que não possuem origem identificada, como transferências bancárias de terceiros sem justificativa adequada.
  • Informações Incompletas ou Incorretas: Erros no preenchimento da declaração, como digitação incorreta de valores, omissão de informações relevantes ou seleção de opções inadequadas.
  • Ausência de Declaração de Bens e Direitos: Falha em declarar todos os bens, como imóveis, veículos, investimentos financeiros, entre outros, ou informações imprecisas sobre a titularidade desses bens.
  • Resgate de Planos de Previdência Privada: Divergências entre os valores declarados pelo contribuinte e os informados pelas instituições financeiras em relação aos resgates de planos de previdência privada.

Como não cair na malha fina do Imposto de Renda 2024?

Como você já pôde perceber, diversos motivos podem fazer a Declaração de Imposto de Renda cair na malha fina. Sendo assim, como evitar cair na malha fina do Leão em 2024?

Quanto a isso, não há segredo: basta conferir as dicas que vamos detalhar abaixo, e colocá-las em prática na hora de preencher e enviar o documento.

Organize todos os documentos necessários

Para fazer a sua declaração do Imposto de Renda de forma correta e evitar problemas com a Receita Federal, é essencial organizar todos os documentos necessários.

Reúna todos os seus documentos pessoais, como RG, CPF e comprovante de residência, além dos comprovantes de rendimentos, recibos e notas fiscais de gastos dedutíveis.

É importante também separar os informes de rendimentos do IR, que podem ser obtidos com os seus empregadores, bancos, corretoras de valores e demais fontes de renda.

Sob o mesmo ponto de vista, reúna todas as informações necessárias sobre seus dependentes, como CPFs e datas de nascimento.

Mantenha todos esses documentos organizados e em um local seguro, para que você possa consultá-los facilmente durante o preenchimento da declaração. Ter esses documentos em mãos é crucial para comprovar as informações declaradas e evitar cair na malha fina do Imposto de Renda.

Verifique e revise as informações declaradas

Após preencher todas as informações necessárias na declaração do Imposto de Renda, você deve reservar um tempo para realizar uma revisão detalhada.

Verificar se tudo está correto e sem erros é essencial para evitar problemas futuros, principalmente cair na temida malha fina do Imposto de Renda.

Uma revisão minuciosa ajudará a identificar possíveis erros, como informar valores incorretos, omitir rendimentos ou ter informações cadastrais erradas.

Esses equívocos podem prejudicar a sua declaração e aumentar as chances de ser retido na malha fina pela Receita Federal. Portanto, torna-se instrumental dedicar atenção especial a essa etapa antes de enviar a declaração.

Ao revisar as informações declaradas, verifique se todos os números estão corretos, tanto os valores de rendimentos quanto os de despesas. Confira também as informações pessoais, como nome, CPF, endereço, entre outros dados cadastrais.

Da mesma forma, é importante ter os documentos comprobatórios em mãos para verificar se as informações declaradas estão respaldadas por documentação válida.

Certifique-se de que todos os comprovantes de rendimentos, despesas médicas, educacionais e outros gastos dedutíveis estejam corretos e anexados à declaração.

Ao realizar uma revisão cuidadosa e minuciosa, você reduz significativamente as chances de incorrer em erros que possam resultar em problemas futuros com a Receita Federal.

Declare todos os rendimentos e despesas corretamente

No preenchimento da sua declaração de Imposto de Renda, é essencial que você declare todos os rendimentos e despesas corretamente, seguindo as regras estabelecidas pela Receita Federal.

Não deixe de informar os valores das bolsas de estudos, heranças, doações e outros rendimentos isentos que você tenha recebido. Na mesma perspectiva, as despesas médicas e outros gastos dedutíveis devem ser declarados de forma precisa, garantindo que você possua comprovantes para todas as informações fornecidas.

Lembre-se que a Receita Federal pode realizar uma fiscalização e caso haja inconsistências em suas declarações, você pode ser selecionado para uma análise mais detalhada – a malha fina propriamente dita.

Documentação do Imposto de Renda 2024:

Como citamos anteriormente, se o seu objetivo é preencher a declaração de Imposto de Renda corretamente, evitando cair na malha fina, é essencial reunir todos os documentos exigidos pela Receita Federal.

Alguns itens que você precisa reunir incluem:

  • Informe de rendimentos do trabalho, fornecido pela empresa onde você trabalha;
  • Comprovantes de pagamento de salários e benefícios, como férias, 13º salário e previdência privada;
  • Comprovantes de rendimentos de investimentos, como extratos de aplicações financeiras;
  • Notas fiscais e recibos de despesas médicas, odontológicas e educacionais;
  • Comprovantes de aluguéis pagos ou recebidos;
  • Comprovantes de compra e venda de veículos, imóveis e outros bens;
  • Documentos relacionados a doações ou heranças recebidas;
  • Demais documentos que comprovem rendimentos, despesas e investimentos.

Declarando dependentes no Imposto de Renda

Você sabia que a declaração inadequada de dependentes é um dos principais motivos que levam os brasileiros a cair na malha fina do Imposto de Renda?

Sendo assim, ao preencher o documento, é extremamente importante declarar corretamente todos os seus dependentes, informando seus rendimentos, despesas e qualquer outra informação relevante.

  • Atenção! Uma pessoa só pode ser considerada dependente em uma declaração. Sendo assim, os filhos de pais separados podem ser declarados como dependentes de apenas um deles, de preferência o que tem a guarda oficial.

Como declarar bens e patrimônio no IR?

De acordo com as regras estabelecidas pela Receita, é necessário informar o valor de aquisição dos veículos, imóveis e outros bens, em vez do valor de mercado atual.

  • Por exemplo: se você gastou R$ 100 mil com a compra de um carro em 2023, e o veículo vale R$ 90 mil em 2024, o valor a ser declarado no IR é o montante original (R$ 100 mil).

Cuidado com movimentações financeiras e investimentos

A declaração do Imposto de Renda requer cuidados não apenas com a organização dos documentos e a precisão das informações, mas também com as movimentações financeiras e investimentos relacionados.

Uma das precauções a serem tomadas é estar atento às movimentações financeiras realizadas em sua conta bancária por terceiros. Permitir que outras pessoas movimentem dinheiro em sua conta pode gerar inconsistências em relação aos seus rendimentos declarados, o que tende a atrair a atenção da Receita e levar à retenção na malha fina.

Sendo assim, é fundamental acompanhar de perto todas as transações realizadas em sua conta e garantir que elas estejam de acordo com sua situação financeira.

Da mesma forma, você deve declarar corretamente todas as informações relacionadas a investimentos. Isso inclui informar os rendimentos obtidos com ações, renda variável e planos de previdência privada, por exemplo.

Ao fazer a declaração, certifique-se de informar os dados precisos e manter a consistência com as informações prestadas em documentos como informe de rendimentos, demonstrativos de ações e extratos de investimentos.

Declare investimentos para não cair na malha fina

Na declaração de Imposto de Renda 2024, você deve declarar todos os seus investimentos, até mesmo aqueles que são isentos de tributação.

Entre os tipos de investimentos que devem ser declarados estão as Letras de Crédito Imobiliário (LCI), Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), poupança e outros. Mesmo que esses investimentos não tenham incidência de imposto, é necessário informar o valor investido e eventuais rendimentos obtidos.

Também é importante lembrar que a declaração de investimentos vai além das aplicações financeiras tradicionais. Caso você tenha investido em criptomoedas, por exemplo, também é necessário informar esses ativos.

Seja como for, lembre-se de ter em mãos os comprovantes e informações necessárias para preencher corretamente esses dados.

Dicas para declarar investimentos com precisão:

  • Reúna todos os documentos relacionados aos seus investimentos, como extratos bancários, informes de rendimentos e comprovantes de aplicações.
  • Preencha todas as informações solicitadas pela Receita Federal de forma correta e clara.
  • Caso tenha investimentos em criptomoedas, informe corretamente o valor investido e os rendimentos obtidos.
  • Lembre-se de informar investimentos isentos de imposto, como LCI, LCA e poupança.
  • Se tiver dúvidas sobre como declarar algum tipo específico de investimento, busque orientação de um contador ou profissional especializado.

Planejamento financeiro e uma visão clara das suas movimentações

Uma das melhores dicas para garantir uma declaração de Imposto de Renda sem complicações com a Receita Federal é elaborar um planejamento financeiro sólido e manter um registro detalhado de todas as suas movimentações ao longo do ano, incluindo gastos, investimentos, despesas e outras transações.

Manter uma visão clara das suas finanças facilita o preenchimento da declaração, pois você terá um registro organizado de todas as informações necessárias.

Além disso, ao manter um planejamento financeiro, você evita erros que podem levar à malha fina do Imposto de Renda, como omissão de rendimentos ou declaração incorreta de despesas.

Para ajudar no seu planejamento financeiro, você pode utilizar planilhas ou aplicativos de gerenciamento de finanças pessoais. Eles permitem que você acompanhe suas receitas e despesas, faça projeções financeiras e tenha uma visão mais clara do seu patrimônio.

Lembre-se de sempre guardar e organizar os comprovantes de suas movimentações financeiras, como recibos de pagamentos, notas fiscais e extratos bancários.

Esses documentos serão essenciais caso você precise comprovar as informações declaradas, seja para evitar cair na malha fina do Imposto de Renda ou para contestar possíveis questionamentos da Receita Federal.

Como verificar se caiu na malha fina do IR 2024?

Depois de enviar sua declaração de Imposto de Renda à Receita, você poderá verificar se ela está retida na malha fina.

Para fazer essa verificação, acesse o e-CAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte) da Receita Federal. Lá, você terá acesso às informações sobre sua declaração e poderá verificar se há pendências ou irregularidades que tenham levado à retenção.

Caso sua declaração esteja retida na malha fina, você precisará regularizá-la e resolver as pendências identificadas. Essas pendências podem estar relacionadas a erros no preenchimento das informações, divergências de dados ou a qualquer outra situação que tenha chamado a atenção da Receita Federal.

Ao identificar que sua declaração está retida na malha fina, é fundamental agir o mais rápido possível para resolver as pendências – falaremos mais sobre isso abaixo.

Malha fina como resolver: Passo a passo

Por fim, se você deseja saber como resolver malha fina do Imposto de Renda, confira o tutorial que vamos mostrar abaixo. Não perca tempo:

  • Acesse o Site da Receita Federal: Primeiramente, acesse o site da Receita Federal do Brasil e faça login no sistema do e-CAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte) utilizando seu CPF e senha.
  • Verifique o Status da sua Declaração: Dentro do e-CAC, verifique o status da sua declaração do Imposto de Renda para identificar o motivo pelo qual ela caiu na malha fina. A Receita Federal disponibiliza essa informação para que você saiba exatamente o que precisa ser corrigido ou esclarecido.
  • Providencie Documentação Comprobatória: Caso a razão para a retenção na malha fina seja uma divergência de informações ou uma omissão de rendimentos, reúna toda a documentação comprobatória necessária para corrigir as inconsistências ou comprovar as informações declaradas.
  • Retifique sua Declaração: Se necessário, retifique sua declaração do Imposto de Renda para corrigir os erros ou omissões identificados. Utilize as informações corretas e inclua os documentos comprobatórios necessários para respaldar as alterações realizadas.
  • Envie a Documentação à Receita Federal: Após realizar as correções em sua declaração, envie a documentação comprobatória à Receita Federal, seguindo as instruções específicas fornecidas pelo órgão.
  • Acompanhe o Processo: Acompanhe regularmente o andamento do processo de regularização da sua declaração por meio do sistema do e-CAC. Verifique se todas as informações foram processadas corretamente e se não há mais pendências em seu cadastro fiscal.

Calendário Imposto de Renda 2024: Quando entregar a declaração:

Para ajudá-lo a se organizar e submeter sua declaração de Imposto de Renda 2024 de forma prática e segura, apresentamos abaixo o calendário completo e atualizado fornecido pela Receita Federal.

Este cronograma inclui o período completo para a entrega da declaração, bem como as datas confirmadas para restituição:

  • Prazo de entrega da declaração: 15 de março a 31 de maio;
  • 1º lote de restituição: 31 de maio;
  • 2º lote de restituição: 28 de junho;
  • 3º lote de restituição: 31 de julho;
  • 4º lote de restituição: 30 de agosto;
  • 5º lote de restituição: 30 de setembro.

Os pagamentos de restituição seguem uma ordem de prioridade estabelecida pela Receita Federal, conforme detalhado abaixo:

  • Idosos com idade igual ou superior a 80 anos;
  • Idosos com idade igual ou superior a 60 anos;
  • Pessoas com Deficiência e Portadores de Moléstias Graves;
  • Contribuintes que têm o magistério como fonte principal de renda;
  • Contribuintes que utilizaram a declaração pré-preenchida e/ou optaram pelo pagamento de restituição via Pix;
  • Todos os demais contribuintes.

Continue acompanhando o blog da Genyo para receber as últimas atualizações sobre o Imposto de Renda 2024 em primeira mão!

FAQ

Como evitar cair na malha fina do Imposto de Renda 2024?

Para evitar cair na malha fina do Imposto de Renda, é necessário revisar todas as informações fornecidas para conferir se elas realmente correspondem à sua realidade econômica no ano-base (2023).

Quais documentos são necessários para fazer a declaração do Imposto de Renda?

Documentos pessoais, comprovantes, recibos de rendimentos e outros gastos dedutíveis, incluindo notas de corretagem, informe de rendimentos do IR e quaisquer informações sobre seus dependentes.

Como verificar e revisar as informações declaradas?

Após preencher todas as informações, reserve um tempo para revisá-las e verifique se está tudo correto. Erros como informar valores incorretos, omitir rendimentos ou ter informações cadastrais erradas podem comprometer a declaração e aumentar as chances de cair na malha fina do Imposto de Renda.

Como declarar corretamente os rendimentos e despesas?

Informar corretamente os valores de bolsas de estudos, heranças, doações e outros rendimentos isentos.

Como declarar os dependentes corretamente?

É importante declarar corretamente todos os seus dependentes, informando seus rendimentos, despesas e qualquer outra informação relevante.

Como declarar bens e patrimônio adequadamente?

Se você possui veículos, imóveis ou outros bens, é necessário declará-los com o valor de aquisição, e não com base no valor de mercado atual.

Quais cuidados tomar com movimentações financeiras e investimentos?

Tome cuidado ao permitir que outras pessoas movimentem dinheiro em sua conta bancária e esteja atento às movimentações financeiras que possam não estar de acordo com seus rendimentos.

Como declarar corretamente outros tipos de investimentos?

Certifique-se de declarar corretamente todos os seus investimentos, mesmo aqueles que sejam isentos de tributação. Isso inclui investimentos em Letras de Crédito Imobiliário (LCI), Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), poupança e outros.

Como manter um planejamento financeiro e uma visão clara das movimentações?

Tenha um bom planejamento financeiro e mantenha um registro detalhado de todas as suas movimentações financeiras ao longo do ano.

Como verificar se a declaração está retida na malha fina?

Após enviar sua declaração, verifique se ela está retida na malha fina acessando o e-CAC da Receita Federal. Lá, você poderá verificar se há pendências em sua declaração e o motivo pelo qual ela foi retida.

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

Compartilhe este artigo

Consentimento de Cookies

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando, você declara ciência dos: Termos de Uso, Políticas de Privacidade e Cookies.

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog