RH 4.0: Entenda o que é e como ele funciona

O RH 4.0 é a nova era do setor de Recursos Humanos. Aqui você consegue entender quais são os desafios desse processo! Veja mais neste artigo!
Sumário
rh 4.0

Uma tendência que vem crescendo bastante é o RH 4.0. Isso se deve ao fato de que para acompanhar a evolução tecnológica do mercado de trabalho foi preciso compreender a necessidade da digitalização para otimizar processos.

Para isso, o setor de recursos humanos deve atuar com ênfase em realizar contratações assertivas, cuidar da reputação da marca e impulsionar uma gestão de pessoas positiva.

Assim, fica evidente que tornar o RH estratégico é uma necessidade que muitas empresas enxergam para a eficiência dos processos relacionados ao capital humano.

Dessa forma, o Genyo preparou esse artigo para te mostrar os impactos que o RH 4.0 tem na sua empresa. Então, para entender o que ele é e como funciona, acompanhe a leitura até o final e fique por dentro de tudo!

O que é RH 4.0?

O RH 4.0 surgiu para automatizar todos os processos de recursos humanos através da tecnologia, transformando as metodologias de recrutamento burocráticas em digitais. Essa tecnologia permite que os profissionais de RH possam contratar mais rápido e gerar mais resultados para a empresa.

O RH 4.0 é uma transformação que tem como premissa a qualidade de vida dos funcionários, o que gera impacto positivo nos resultados da empresa. Além disso, trata-se do movimento de adaptação à revolução tecnológica que automatiza e transforma processos e funções.

O que foi a revolução 4.0?

A revolução industrial sempre foi o principal marco das mudanças em todos os demais setores da economia mundial. A primeira revolução industrial trouxe o vapor, a segunda trouxe novos meios de produção, a terceira trouxe a automação e, agora, vivemos a quarta revolução industrial, também chamada de revolução 4.0.

Ela é marcada pela tecnologia da informação que atua de forma mais inteligente nos processos produtivos. Um bom exemplo disso são os robôs que antes eram operados por pessoas e hoje são comandados por softwares dotados de inteligência artificial. Os bancos de dados geram análises muito mais aprofundadas e detalhistas, que promovem a inovação mais rápida e eficiente.

Toda essa tecnologia impacta nas relações humanas, principalmente nas profissionais. O comportamento das pessoas mudou e as empresas precisam adotar medidas que consigam aliar os avanços tecnológicos com as necessidades dos novos profissionais do mercado.

Desafios do RH 4.0

Lidar com mudanças é sempre algo difícil, para o setor de RH não seria diferente. Existem alguns desafios a se enfrentar para conseguir se adaptar às mudanças que o RH 4.0 traz para a empresa.

Vamos conhecer os principais desafios a seguir!

Avanços tecnológicos

As tecnologias de recrutamento e seleção, admissão e todas as outras áreas irão utilizar na nova indústria ainda não existem em sua totalidade, mas já começam a dar os primeiros passos. No mercado de RH ainda faltam softwares avançados e com possibilidade de integração que, no futuro, suprirão todas as necessidades do setor.

É preciso investir em tecnologias que já utilizam Inteligência Artificial no RH e possuem potencial para desenvolver uma ferramenta na direção do RH 4.0. Lembre-se que parte dos desafios transcendem o RH. São, ainda, desafios que a própria indústria 4.0 tem de enfrentar.

Mudança de modelo

O modelo mental do RH (ou mindset) possui raízes fortes de uma realidade burocrática. Antes que qualquer mudança aconteça, é necessário que todos os participantes, sejam do RH ou de qualquer outro setor, mudem o seu modelo mental para algo novo; que pensem focando na inovação e na transformação digital.

Por isso, um dos grandes desafios do RH 4.0 não envolve tecnologia. Ainda há luta contra a resistência de muitos que acreditam que a mudança não é necessária, e que a tecnologia e inovação não devem ser prioridade. Isso faz com que o primeiro passo para a mudança seja a criação de um modelo mental pautado em inovação.

Pesquisar sobre as novas tecnologias

Todos os avanços de qualquer ciência são feitos por meio de estudos e pesquisas. Mas para isso, é preciso de investimento em tecnologia e equipe necessária para o desenvolvimento científico. No RH, os avanços costumam caminhar em passos curtos por falta de investimento.

Dessa maneira, outro desafio da nova indústria no setor é a falta de estudos ao redor do tema. Para alcançarmos o futuro que está sendo projetado agora, muito esforço precisa ser investido em testes e tecnologias em todos setores.

E também inclui investimento no desenvolvimento de liderança e de equipes. Na indústria 4.0, soft skills serão prioridade. É mais que necessário, e sim fundamental, incentivar e investir em conhecimento sobre transformação digital, comunicação, negócios e tendências no RH.

Vantagens do RH 4.0

rh 4.0

Centralização de dados

Recrutar por meio de plataformas especializadas em processo seletivo, os ATS (Applicant Tracking System), garante ao setor de recrutamento uma facilidade maior para reunir informações importantes para a análise das atividades e tomada de decisões assertivas.

Isso acontece porque essas ferramentas centralizam as informações em um único sistema, sem a necessidade de diversos arquivos.

Com isso, a gestão remota e integrada dos processos seletivos também é simplificada, uma vez que todos os profissionais responsáveis pela vaga possuem acesso às mesmas informações, de qualquer lugar, bem como a atualização simultânea.

É interessante destacar que a gestão remota vem se tornando cada vez mais uma necessidade devido aos novos modelos de trabalho flexível, o que também se torna atrativo para a marca empregadora.

Inteligência Artificial

Sem dúvidas, a Inteligência Artificial é uma das principais tecnologias quando falamos de digitalização do setor de recursos humanos. Com isso, ao falar de RH 4.0 precisamos reforçar a importância dessa tecnologia para otimizar os processos seletivos.

Atualmente, a grande maioria dos softwares contam com o recurso de Inteligência Artificial, que viabiliza o chamado aprendizado de máquina. No RH 4.0 essa ferramenta tem como funcionalidade mapear e armazenar dados de contratações, comportamento do recrutador e o perfil da empresa, a fim de identificar os candidatos mais aderentes às vagas.

Com isso, o RH torna-se mais ágil para decidir pela escolha dos candidatos, diminui custos e otimiza tempo, além de eliminar o viés inconsciente das contratações.

People Analytics

Esse é outro recurso tecnológico cada vez mais utilizado no RH 4.0. O People Analytics tem como objetivo analisar informações qualitativas dos colaboradores, a fim de acompanhar a evolução das equipes e aprimorar o recrutamento visando as necessidades reais da empresa.

Além disso, com essa metodologia de análise, os gestores conseguem entender exatamente como direcionar uma nova vaga. Esse ponto auxilia o RH em contratações mais assertivas, com base em informações lógicas.

Armazenamento em nuvem

As soluções em nuvem passam a ser cada vez mais utilizadas pelas empresas para armazenar dados e informações comuns para um grupo de colaboradores, em um ambiente virtual.

Além da redução de custos com servidores e o aumento da segurança, esse modelo de armazenamento traz mais acessibilidade e facilidade para compartilhar arquivos.

Outro fator de destaque para o armazenamento em nuvem é o viés sustentável do modelo, uma vez que os arquivos podem ser organizados apenas no servidor, sem a necessidade de utilizar papel.

Colaboradores mais produtivos

A produtividade é uma consequência de uma série de fatores. Sua variação está muito mais relacionada à satisfação dos colaboradores com a empresa e o ambiente de trabalho do que com qualquer outro fator. Limitações muito comuns em organizações que ainda atuam de forma tradicional têm um peso muito grande nessa questão.

Ter que enfrentar horas no trânsito para chegar ao escritório, cumprir o mesmo horário de sempre e ser penalizado por sair desses padrões em algum momento, são exemplos de coisas que vão minando a satisfação dos colaboradores e afetando sua produtividade.

O RH tecnológico permite que essas situações sejam minimizadas, ou mesmo eliminadas da rotina dos profissionais. As equipes podem atuar de maneira remota, os horários de trabalho são mais flexíveis e o principal valor está nas entregas realizadas por cada pessoa. Tudo isso as motiva a darem o melhor de si, gerando mais produtividade para o negócio.

Como colocar o RH 4.0 em prática

Para quem quer acompanhar os avanços e não ficar para trás, afinal, o futuro dependerá também de gestão de pessoas, liderança e aprendizado compartilhado.

Implementar o RH 4.0 pode ser uma boa ideia. Veja como a seguir!

Priorize a experiência dos colaboradores

O sentido de trabalho tem sido ressignificado pelas novas gerações. Agora, pessoas buscam por empresas que tenham propósito significativo e condizente com seus ideais. E com a chegada da era 4.0, o modelo de trabalho provavelmente terá que se adequar: horas padronizadas de trabalho e presencial não serão o ideal.

Sendo assim, é preciso priorizar a experiência dos colaboradores para que se sintam pertencentes e valorizados.

Empresas que criam um ambiente focado em pessoas e diverso, que se importam com bem-estar dos colaboradores e desenvolvem uma experiência única, tendem a ter equipes com um alto desempenho e melhores resultados financeiros.

Invista em capacitar os líderes

A revolução 4.0 não irá demandar apenas de conhecimentos tecnológicos, mas também humanos; de empatia e liderança. Por isso, desenvolva sua liderança com foco na transformação da era digital. Líderes não são mais administradores, agora carregam consigo a responsabilidade da cultura e propósito da empresa.

Líder é um treinador que ajuda seu time a se construir e desenvolver. Conforme cresce a importância da cultura organizacional, os líderes cada vez mais tornam-se embaixadores. E para direcionar a área para o propósito e ambição da empresa, a liderança precisará contratar e treinar o time e buscar preencher os gaps de experiência e diversidade do setor.

RH não mais será a área que “apenas contrata”, e sim peça fundamental no desenvolvimento e crescimento do negócio, com base em cultura, propósito e valores.

Fortaleça o mindset dos seus colaboradores

Mindset ou modelo mental em português, é como nosso cérebro está pré-condicionado a raciocinar sobre diversos temas. Um modelo mental comum na área de RH é sobre como a inovação não é necessária e, muitas vezes, só existe para diminuir a geração de empregos.

Achar que o desenvolvimento tecnológico é inimigo acaba matando a inovação. E pensar dessa forma é um dos motivos do porquê muitos setores ainda estão travados em velhas práticas.

Dessa maneira, é importante trabalhar um modelo mental focado em aprendizado e inovação. Assim, os próprios colaboradores saberão qual caminho traçar e quais mudanças são fundamentais para o setor.

Por que optar por um sistema de controle de ponto eletrônico digital na sua empresa?

Quem acompanhou a leitura até aqui, conseguiu perceber que o RH 4.0 é o futuro e quem não estiver alinhado, pode ficar para trás. Além disso, também é possível perceber que são muitas as demandas e obrigações que o setor de RH tem.

Outro ponto importante de atenção que quem é gestor ou profissional de RH deve saber é que toda empresa com mais de 20 funcionários tem obrigação de fazer o controle da jornada de trabalho dos seus funcionários.

Por isso, poder contar com uma solução prática que permite o acesso diretamente do smartphone ou tablet do trabalhador otimiza o processo e dá segurança.

Fazer uso de um sistema de controle de ponto eletrônico digital é a melhor escolha para quem quer gerir o seu negócio com segurança e qualidade, além de diminuir as muitas demandas que fazem parte do dia a dia de uma empresa. O Genyo está entre os melhores sistemas de controle de ponto do mercado.

Com ele é possível fazer o registro de ponto pelo computador, celular ou tablet, seu funcionamento é online e offline, ou seja com ou sem internet. Além disso, através do aplicativo o funcionário consegue ser notificado na hora que deve fazer o registro do ponto, evitando esquecimento e gastos com horas extras que não eram necessárias.

São muitas as funcionalidades e vantagens que este sistema oferece. Inclusive, é possível fazer um teste grátis. Ou seja, você não paga nada para experimentar e ver se realmente funciona. Bom, o difícil é não se apaixonar pelo sistema que é inteligente até no nome.

Ficou interessado? Clique aqui e conheça o Genyo!

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog

Consentimento de Cookies

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando, você declara ciência dos: Termos de Uso, Políticas de Privacidade e Cookies.