PcD o que é? Veja o que significa a sigla

PCD o que é? Descubra neste artigo quais as vantagens de contratar esse tipo de funcionário para sua empresa. Veja mais neste artigo!
Sumário
pcd o que é

Atualmente, em um universo corporativo marcado pela constante evolução e diversidade, muita gente se pergunta: PCD o que é?

Pessoas com Deficiência (singular Pessoa com Deficiência, abreviado como PcD) são pessoas afetadas com um ou mais tipos de deficiência. A definição de pessoa com deficiência varia de um lugar para outro, pois várias leis locais/nacionais definem a deficiência de forma diferente.

No entanto, em geral, uma pessoa com deficiência é alguém que tem uma condição física, mental ou emocional que a impede de viver uma vida social/funcional que é considerada normal para os seus pares.

Há uma falta de consenso sobre qual é o termo apropriado para designar uma pessoa com deficiência. Portanto, não existe uma terminologia apropriada aceita globalmente. Em diferentes culturas e línguas, uma pessoa com deficiência é abordada de forma diferente. Contudo, no Brasil o termo aplicado é PcD.

As opiniões das pessoas sobre uma organização são influenciadas pelas pessoas que trabalham nela. O sucesso de uma organização pode depender de sua capacidade de aproveitar diversas habilidades e experiências de todas as pessoas que nela trabalham. Por isso, continue lendo esse artigo que nós do Genyo preparamos para você e descubra os benefícios de se contratar um PcD.

PCD o que é segundo a legislação?

Existem algumas legislações que se ocupam de estabelecer direitos ao PcD. Vamos conhecer algumas delas nesse artigo que o Genyo preparou pra vocês:

●     Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência

A Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, uma convenção global sob a égide das Nações Unidas, garante que todas as pessoas com deficiência tenham os mesmos direitos, independentemente de sua nacionalidade, gênero, religião, idioma ou qualquer outro critério.

Dessa forma, espera-se que as nações signatárias da Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência formulem leis para conceder direitos às pessoas com deficiência de acordo com a Convenção.

O Brasil é um dos signatários da Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, tendo o seu texto sido promulgado em 2009, através do Decreto 6.949.

●     Lei de Cotas

Outra importante legislação no que diz respeito ao PcD no ambiente de trabalho é a Lei 8.231/91, também conhecida como Lei de Cotas. Essa legislação estabelece que empresas com cem ou mais empregados devem preencher uma parte dos seus cargos com pessoas com deficiência.

As cotas para PcD segundo a Lei de Cotas funcionam da seguinte forma:

  • Empresas com 100 a 200 funcionários, devem reservar 2% das suas vagas para PcD.
  • Empresas com 201 a 500 funcionários, devem reservar 3% das suas vagas para PcD.
  • Empresas com 501 a 1000 funcionários, devem reservar 4% das suas vagas para PcD.
  • Empresas com mais de 1001 funcionários, devem reservar 5% das suas vagas para PcD.

Ocorre que, na prática, a Lei de Cotas não tem funcionado tão bem assim. Os dados do Portal da Inspeção do Trabalho indicam que, no ano de 2020, das vagas destinadas a PcD’s, somente 49,50% foram ocupadas.

Essa porcentagem diminuiu com relação ao ano de 2019, onde as vagas ocupadas correspondiam a 53,02%. No entanto, é importante destacar que do ano de 2020 para 2019 a quantidade de vagas reservadas foi aumentada consideravelmente.

Quais as vantagens de se contratar um PcD?

Melhorar as oportunidades de emprego e os resultados para pcd pode melhorar significativamente a economia, a comunidade e a vida dos indivíduos. Mas você sabia que as empresas também desfrutam de certas vantagens quando contratam uma pessoa com deficiência?

Vamos conhecer algumas dessas vantagens:

●     Uma cultura de resolução de problemas

Um PcD pode trazer uma tenacidade incomum para seus trabalhos. Eles resolveram problemas durante toda a vida e podem trazer essa mentalidade de solução de problemas para o trabalho. Como as pessoas com deficiência geralmente precisam encontrar maneiras diferentes de fazer as coisas, elas podem abordar seu trabalho com uma nova visão, que pode ser contagiante.

●     Uma melhor colaboração

Quando os membros da equipe de diversas formações trabalham juntos, eles geralmente desenvolvem soluções criativas para os problemas porque têm uma compreensão mais rica de sua base de clientes. A contratação de um funcionário com deficiência pode trazer um ponto de vista essencial para suas discussões.

●     Um ambiente acolhedor

Pessoas com deficiência trazem informações adicionais para seus clientes que se encontram em circunstâncias semelhantes. Os clientes com deficiência (junto com suas famílias, amigos e associados) representam um enorme segmento de mercado. Como qualquer outro grupo de consumidores, eles compram produtos e serviços de empresas que melhor atendem às suas necessidades.

●     Conexões mais fortes com os clientes

A maioria das empresas trabalha duro para melhorar a fidelidade de seus clientes, e não é uma tarefa fácil! Com tanta concorrência na maioria dos setores, você precisa encontrar uma maneira de se destacar.

Por isso, as pessoas que você contrata podem lhe dar uma vantagem. Nesse caso, as pessoas com deficiência geralmente criam fortes conexões com os clientes, o que pode incentivá-los a retornar ao seu negócio novamente.

●     Menos rotatividade

Uma empresa com alta rotatividade de funcionários luta para criar uma equipe coesa. Com pessoas indo e vindo o tempo todo, é um desafio desenvolver uma cultura social forte.

Como os funcionários com deficiência geralmente permanecem em seus cargos por mais tempo do que a média, eles se tornam uma influência social constante em seus negócios.

●    Marca Aprimorada

Uma força de trabalho diversificada melhora a marca da sua empresa. A contratação de pessoas com deficiência mostra o compromisso do gestor com os talentos e contribuições de todos os tipos de pessoas em nossa sociedade. Ver pessoas com habilidades diferentes trabalhando juntas para atingir um objetivo é inspirador para todos!

●     Um impulso moral

Ao ser mais inclusivo e apoiar a diversidade no local de trabalho, você pode criar um ambiente onde inovação e uma maneira diferente de pensar são trazidas à mesa por funcionários com origens culturalmente diversas

●     Maior inovação

Por fim, outra vantagem de empregar uma pessoa com deficiência é uma mudança na cultura da empresa em direção a mais inovação.

Muitos PcDs contam com inovações tecnológicas em suas vidas cotidianas, desde legendas ocultas e ativação por voz até verificação ortográfica e robótica. Devido à sua familiaridade com a tecnologia, eles podem trazer uma perspectiva única e incentivar colegas de trabalho e supervisores a abordar seu trabalho e clientes de maneiras novas e inovadoras.

Dicas para trabalhar com PcD

pcd o que é

Há muitas maneiras pelas quais as deficiências podem afetar a capacidade de desempenhar com eficácia o trabalho. Níveis de deficiência e habilidade são únicos para um indivíduo. A maioria das acomodações são alternativas simples e criativas para formas tradicionais de fazer as coisas.

Seguir essas dicas simples ajudará as pessoas com deficiência a participar plenamente das experiências de aprendizagem no trabalho.

●     Baixa visão

Para pessoas com baixa visão, os materiais escritos padrão podem ser muito pequenos para serem lidos e os objetos podem parecer borrados. Outros podem ver apenas objetos dentro de um campo de visão específico. Outros ainda veem imagens com seções faltando ou apagadas.

Aprender através de um meio visual pode levar mais tempo e pode ser mais cansativo mentalmente para pessoas com baixa visão.

Exemplos de acomodações para pessoas com baixa visão incluem texto em letras grandes, folhetos, sinais e etiquetas de equipamentos.

Algumas pessoas com baixa visão também podem se beneficiar de publicações de desenvolvimento de carreira, instruções de trabalho ou outros materiais impressos gravados em formato de áudio.

Outros exemplos de acomodações para pessoas com baixa visão incluem o fornecimento de assentos onde a iluminação melhor atende às suas necessidades individuais; e equipar computadores com monitores grandes e software de ampliação de tela.

●     Cegueira

Pessoas que não têm visão desde o nascimento podem ter dificuldade em entender descrições verbais de materiais visuais e conceitos abstratos. Além disso, as demonstrações baseadas em diferenças de cores podem ser mais difíceis de entender para as pessoas com cegueira do que as demonstrações que enfatizam mudanças na forma, temperatura ou textura. Durante apresentações, reuniões e demonstrações no local de trabalho, uma narração clara e concisa dos pontos básicos representados em recursos visuais é útil.

Outros exemplos de acomodações para pessoas cegas incluem o fornecimento de modelos táteis e desenhos em relevo de materiais gráficos; equipamentos adaptativos, como computadores com leitores ópticos de caracteres, saída de voz, telas em Braille e impressoras em Braille.

●     Deficiência auditiva

Algumas pessoas com deficiência auditiva podem ouvir em um nível funcional com a ajuda de dispositivos de amplificação, como aparelhos auditivos. Outros ouvem apenas frequências específicas, sons dentro de uma determinada faixa de volume ou nada.

Indivíduos com deficiência auditiva costumam usar alguma combinação de leitura labial, linguagem de sinais e amplificação para entender as informações faladas. As pessoas que são surdas de nascença geralmente têm mais dificuldade para falar e entender a estrutura da linguagem do que aquelas que perderam a audição mais tarde na vida.

Em um ambiente de trabalho, os ruídos cotidianos – ventiladores e luzes – que não incomodam as pessoas que ouvem, podem ter um efeito profundo na capacidade de ouvir das pessoas com deficiência auditiva. Por isso, os gestores devem fazer ajustes no local de trabalho para permitir que os funcionários maximizem seu potencial de aprendizado e sucesso.

●     Distúrbios da fala

Algumas deficiências afetam a capacidade de falar. Como o e-mail não exige a capacidade de falar, ele fornece um meio eficiente de comunicação. Outra forma de comunicação útil é o fornecido pelo sistema Genyo, que permite que o gestor se comunique com os funcionários via chat.

●     Dificuldade de aprendizado

O fato de uma pessoa não usar uma cadeira de rodas, aparelhos auditivos ou uma bengala não significa que ela não tenha uma deficiência. Algumas deficiências são invisíveis. Estes incluem dificuldades específicas de aprendizagem.

Indivíduos com dificuldades de aprendizagem geralmente têm inteligência média a acima da média, mas podem ter dificuldades em demonstrar conhecimento e compreender conceitos abstratos. Por isso, informações auditivas, visuais ou táteis podem ficar confusas a qualquer momento quando são transmitidas, recebidas, processadas e retransmitidas.

Além disso, algumas pessoas com dificuldades de aprendizagem podem levar mais tempo para processar informações escritas. Tarefas ou tarefas longas de leitura ou escrita podem ser difíceis de concluir em um período de tempo padrão.

Já outras pessoas podem organizar e comunicar seus pensamentos em conversas individuais, mas acham difícil articular essas mesmas ideias em um local de trabalho barulhento.

Exemplos de acomodações para pessoas com dificuldades de aprendizagem incluem instruções gravadas em áudio; um espaço de trabalho tranquilo; demonstrações visuais, auditivas e táteis incorporadas às instruções; e computadores com saída de voz e corretores ortográficos e gramaticais.

Esteja também ciente dos fatores ambientais que tendem a distrair as pessoas. Evite colocar pessoas que se distraem facilmente perto de áreas de tráfego intenso e considere o posicionamento de assentos, janelas e portas em relação a elas. Forneça um local tranquilo para que eles trabalhem.

●     Deficiências de Mobilidade

As deficiências de mobilidade variam de deficiências na parte inferior do corpo, que podem exigir o uso de bengalas, andadores ou cadeiras de rodas, até deficiências na parte superior do corpo, que podem resultar em uso limitado ou inexistente das mãos.

Pode levar mais tempo para pessoas com problemas de mobilidade irem de um local de trabalho para outro. Além disso, pode-se exigir acomodações especiais para que cheguem aos locais de trabalho de campo ou reuniões fora do local.

Algumas pessoas com problemas de mobilidade acham difícil ou impossível manipular objetos, virar páginas, escrever com uma caneta ou lápis, digitar em um teclado ou recuperar documentos relacionados ao trabalho sem acomodações.

Exemplos de acomodações para funcionários com problemas de mobilidade incluem o fornecimento de assistentes de escritório para tarefas específicas, locais de escritório acessíveis, mesas ajustáveis, equipamentos localizados ao alcance, materiais relacionados ao trabalho disponíveis em formato eletrônico e acesso a recursos relacionados ao trabalho na Internet.

Além disso, os computadores podem ser equipados com dispositivos especiais, como entrada de voz, entrada de código Morse e teclados alternativos. Itens relacionados ao trabalho precisam ser alcançados e acessados, e cadeiras de rodas e andadores precisam de espaço. Evite desordem e mantenha um local de trabalho bem organizado.

Como aprendemos neste artigo, as pessoas com deficiência podem ser bastante beneficiadas pelo uso de tecnologias. Nada melhor do que você gestor adquirir a tecnologia do Genyo para ajudar os seus funcionários PcD.

Confira as nossas funcionalidades!

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog

Consentimento de Cookies

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando, você declara ciência dos: Termos de Uso, Políticas de Privacidade e Cookies.