O que é workshop: Saiba o que significa, os benefícios e como realizar na sua empresa

Saiba o que é workshop, quais as vantagens de se realizar, além do passo a passo de como fazer uma oficina na sua empresa. Veja mais neste artigo!
Sumário
O que é workshop

É cada vez mais comum que as empresas promovam capacitações para seus colaboradores, contribuindo para que haja uma constante renovação dos conhecimentos e técnicas pertinentes. No entanto, muitas vezes as empresas precisam de treinamentos mais pontuais, com o objetivo de melhorar a performance de seus colaboradores em determinados temas.

Assim, muitas empresas optam por implementar um workshop no contexto da sua organização, com o intuito de garantir um aprendizado interativo. Mas o que de fato é um workshop e qual a diferença de um curso convencional? Além disso, é vantajoso implementar o modelo de workshop em uma empresa, e como é possível fazer isso?

Pensando em esclarecer todas essas questões, elaboramos um artigo que irá abordar tudo que você precisa saber sobre o que é workshop. Assim, será possível entender o que de fato é um workshop, quando ele pode ser aplicado e de que maneira pode ser organizado.

O que é Workshop?

Em primeiro lugar, é necessário abordar acerca do conceito de workshop, para que a sua aplicabilidade fique de fácil entendimento. Assim, o workshop pode ser entendido como um evento de curta duração de tempo, com metodologia dinâmica e objetivo de abordar um tema específico.

Dessa maneira, a primeira característica marcante em um workshop é a sua curta duração, quando comparado a um curso convencional. Isso acontece porque no workshop se pretende abordar um tema mais específico, muitas vezes relacionado com a prática. Assim, as palestras são com tempos mais curtos, e o conhecimento abordado é bem direcionado para a prática de determinado assunto.

Outro diferencial no workshop é a metodologia na qual ele é aplicado, que funciona de maneira dinâmica e com a participação ativa do público que está assistindo. Dessa maneira, essa é uma apresentação em que há colaboração e interação do público, que pode se dá por meio de discussões ou troca de experiências.

Da mesma forma, do ponto de vista social, a diversidade diz respeito às relações entre indivíduos com diferentes características e culturas, que podem se dar através de um espaço físico ou não. Assim, quando há convivência entre diversos grupos sociais, de diferentes gêneros, sexualidade, raça, classe social, dentre outros aspectos, entende-se que há uma diversidade social naquele espaço.

Por essas características, o workshop é muito utilizado nas empresas e em eventos empresariais, com o intuito de estimular o aprendizado dos funcionários e colaboradores. No entanto, muita gente se questiona: Qual a diferença entre um workshop e um curso convencional, que também é oferecido pelas empresas?

Existem diferenças entre um curso e um workshop?

Sim, mesmo possuindo semelhanças em alguns aspectos, como os assuntos e objetivos, existem diferenças importantes entre um curso e um workshop. Dessa maneira, essas diferenças estão relacionadas principalmente com a abrangência dos conteúdos e o tempo de duração das abordagens.

Em primeiro lugar, a principal diferença está na maneira como cada coisa é abordada, ou seja, a abrangência do tema em questão. Assim, um curso e um workshop podem até ter a mesma temática, mas o curso abordará a temática de forma mais abrangente. Por outro lado, o workshop abordará o conteúdo de maneira pontual e prática, aplicando ainda uma dinâmica de interação.

Além disso, por possuir temas mais abrangentes, no geral um curso é algo que demanda uma quantidade maior de tempo, acontecendo na maioria das vezes em mais de uma aula. Assim, mesmo podendo possuir um tempo mais curto, um curso é mais abrangente e precisa naturalmente de mais horas de abordagem. Ao contrário disso, o workshop acontece em um curto período de tempo, pois ele ocorre de maneira pontual, para um conteúdo específico.

Saiba como funciona o workshop nas empresas

As empresas utilizam o formato do workshop não apenas para o treinamento técnico de seus colaboradores, mas também para melhoria da capacidade emocional e estímulo. Assim, as empresas estão cada vez mais organizando eventos em formato de workshop, com o intuito de abordar de maneira mais pontual os assuntos demandados.

Mas como funciona na prática um workshop em uma empresa, e como se dá a dinâmica de apresentação? Como já foi dito, o workshop preconiza uma abordagem de participação ativa, em que os espectadores interagem com a apresentação em si. Assim, o workshop acontece através de dinâmicas que promovem debates e discussões entre os participantes, construindo conhecimento com essa troca de experiências.

De outra maneira, como já foi dito, o workshop acontece de maneira mais pontual, e por isso possui curta duração de tempo. Assim, geralmente um ou dois palestrantes são necessários para abordar o conteúdo, e a condução desse tema deve ser voltada para a prática. Portanto, quando se pensa em workshop corporativo é possível imaginar uma oficina de curta duração, sobre um tema prático e específico que funciona com uma dinâmica participativa.

Quais são os exemplos de workshop presente no cenário corporativo?

Os temas que podem ser abordados no workshop podem variar de acordo com a empresa, com os objetivos que ela possui e com a área de atuação. Assim, a empresa pode optar por realizar uma educação corporativa, com diversos objetivos envolvidos nisso.

Entretanto, algumas empresas podem realizar workshops que não necessariamente tenham a ver com a sua área de atuação. Um exemplo disso é uma para primeiros socorros, que pode ser realizada por todas as empresas, não necessariamente por aquelas que atuam na área da saúde.

Assim, para saber o tema do workshop precisa-se, antes de tudo, esclarecer quais são os objetivos na realização dessa oficina. Por isso, se o objetivo for capacitar os funcionários sobre equipamentos de segurança ou acidentes de trabalho, uma oficina de primeiros socorros é uma boa ideia. Por outro lado, se o objetivo for aplicar uma nova ferramenta de desenvolvimento, uma oficina voltada para essa funcionalidade na prática é também uma opção interessante.

Quais as vantagens de fazer workshop nas empresas?

O que é workshop
O que é workshop

Alguns benefícios são conseguidos ao seguir o modelo de workshop, já há melhorias na comunicação interna da empresa, sendo muito aderido no mundo corporativo. Existem inúmeros benefícios, mas os principais dizem respeito a aumentos significativos na produtividade, colaboração e confiança dos funcionários. Para esclarecer melhor como o workshop pode proporcionar todas essas vantagens, trataremos individualmente cada tópico a seguir.

Aumento da confiança dos colaboradores

A confiança ao exercer determinada função está muito relacionada com o aprendizado contínuo de determinado assunto, principalmente do ponto de vista prático. Nesse sentido, realizar workshop que auxiliam nas práticas de trabalho de uma empresa ajuda com que os funcionários sintam-se mais confiantes para exercê-las. Por isso, o aumento da confiança dos colaboradores ao realizar as suas funções é uma vantagem significativa conseguida com o workshop.  

Aumento da produtividade

É importante lembrar que o workshop é voltado tanto para a capacitação técnica, quanto para o desenvolvimento de habilidades emocionais do funcionário. Por isso, o workshop está muito relacionado com o aumento da produtividade e da qualidade com que as atividades laborais são realizadas. Isso porque os funcionários estão mais capacitados tecnicamente e emocionalmente, e exercem suas atividades de maneira mais assertiva, acarretando em um aumento na produtividade.

Aumento da colaboração dos funcionários

O workshop é um elemento muito motivador, já que sua dinâmica de integração favorece o debate e discussão, aprimorando tanto de habilidades técnicas quanto emocionais. Assim, o resultado disso é um aumento da participação dos funcionários nas atividades realizadas e no relacionamento com a empresa. Por isso, o workshop é uma atividade que está muito relacionada com o aumento do engajamento do funcionário com a corporação que ele presta serviço.

Como é possível fazer workshop nas empresas?

Os benefícios conseguidos ao implementar workshops nas empresas são inúmeros, e fazem com que as empresas se interessem por fazer eventos desse tipo. No entanto, mesmo que a empresa possua vontade de fazer um workshop, o planejamento para realizá-lo é algo que ainda preocupa muitos empregadores. Isso porque parece ser muito complicado organizar um evento desse tipo, e muita gente tem dúvida sobre o que é preciso ser feito.

Pensando nisso, separamos um passo a passo simplificado de como organizar um workshop em uma empresa. Essas dicas são gerais e servem de modelo para a aplicação dos mais diversos tipos de empresas. Assim, para conseguir realizar um workshop é preciso ficar atento a 6 etapas essenciais, que serão separadas nos tópicos a seguir.

1 – Definição da temática

Antes de tudo, o empregador necessita estabelecer qual temática pretende abordar no workshop, e qual a quantidade de tempo que esse tema vai demandar. Esse ponto é essencial, pois para um workshop as temáticas abordadas precisam ser pontuais, devido ao curto período de tempo que ela será ministrada. Além disso, deve-se ter cuidado na escolha dos temas, de forma a selecionar aqueles com relevância para a prática.

Além disso, outro fator importante que se deve pensar nesse momento são os objetivos da empresa ao realizar o workshop. Assim, a escolha do tema deve ser compatível com as demandas que a empresa precisa cumprir, requerendo um cuidado na escolha. Por isso, os objetivos devem estar alinhados com as demandas da empresa, sejam em necessidades de capacitação técnica ou de competências socioemocionais de seus funcionários.

2 – A escolha dos palestrantes

Ao estabelecer o tema e os objetivos, cabe à empresa nesse momento a escolha do sujeito que irá conduzir a dinâmica, ou seja, o palestrante. Assim, para que a oficina funcione conforme o planejado é necessário que pelo menos uma pessoa esteja apta para conduzir e ministrar o workshop.

Dessa maneira, esse palestrante pode ser um funcionário da empresa ou o próprio empregador, contanto que seja uma pessoa com experiência e domínio no conteúdo abordado.

De outra forma, caso não exista na empresa alguém com experiência no assunto abordado a empresa pode optar por trazer um palestrante de fora da empresa. Isso pode ser realizado através de parcerias com outras empresas, ou até mesmo através da contratação de um palestrante externo.

3 – A escolha do local

Assim como a escolha do palestrante, escolher o ambiente em que o workshop ocorrerá também é fundamental para sua organização. Dessa maneira, o workshop pode ser realizado de maneira presencial ou virtual, ficando a cargo da empresa a maneira na qual ele será realizado. Um exemplo de modalidade virtual é o treinamento online, realizado por muitas empresas, que confere algumas vantagens.

Além da escolha do local, nesse momento também deve ser definido por onde ocorrerão as inscrições, qual será a data e o horário da oficina. Deve-se pensar também se o evento será gratuito ou não, além da quantidade de tempo que ele ocorrerá.

4 – O planejamento da execução

Além dos aspectos de logística já pensados anteriormente, deve-se ficar atento ao planejamento da execução do evento. Nesse sentido, deve-se investir na organização, criando planilhas detalhadas contendo o orçamento, a quantidade de inscritos, os materiais utilizados, dentre outras coisas. É uma opção contratar alguém para ser responsável por essas questões logística, mas a escolha dos objetivos e da temática é responsabilidade da empresa.

5 – A divulgação do evento

Tão importante quanto organizar o evento, alocar os melhores palestrantes e pensar no local mais adequado é a divulgação da oficina. Assim, é importante que a empresa invista na divulgação do evento, para que todos os funcionários saibam que ele vai acontecer e os temas que serão abordados. Mas como é possível divulgar e garantir que todos os funcionários da empresa estão sabendo do acontecimento do workshop?

A melhor maneira de divulgar esse tipo de evento é através da utilização de um software de controle de ponto. Através dessa ferramenta é possível utilizar o chat com funcionários para postar comunicados, garantindo que todos os funcionários saibam o que está sendo informado. Assim, com a divulgação do evento pelo software, é possível que todos os colaboradores saibam do evento e possam efetivar as inscrições de maneira efetiva.

6 – A certificação e avaliação dos colaboradores

Por último, é importante fornecer aos participantes uma certificação que comprove a participação no workshop realizado. Essa é uma ferramenta muito útil para aumentar a adesão dos colaboradores pelo evento em questão. Assim, caso opte pela entrega do certificado a empresa deve garantir que ele contenha o nome do participante, o tema da oficina e a carga horária.

Além disso, a empresa precisa realizar uma avaliação sobre o workshop realizado, questionando a relevância da apresentação e os demais aspectos logísticos. É importante que a empresa tenha esse feedback para que possa aprimorar as próximas oficinas que serão realizadas. Isso pode auxiliar no planejamento, tanto com a escolha do tema como com o local realizado, a qualidade técnica do palestrante dentre outros aspectos.

Curtiu as informações? Então fique atento ao blog e conheça mais o produto oferecido pelo Genyo!

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

Compartilhe este artigo

Consentimento de Cookies

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando, você declara ciência dos: Termos de Uso, Políticas de Privacidade e Cookies.

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog