Metaverso no RH: como essa realidade virtual pode beneficiar este setor

Para entender mais o que é metaverso no RH e qual a sua função no RH, confira o artigo e saiba como o mesmo pode contribuir para este setor! Veja
Sumário
metaverso no rh

O conceito de mundo virtual atrelado ao mundo físico parecia algo muito distante da realidade atual. Imagine realizar entrevistas virtuais, por meio de plataformas online, ou até mesmo promover uma gestão de equipe à distância através de salas virtuais?! Pois é, o Metaverso no RH já é uma possibilidade, e vem beneficiando este setor em milhares de empresas.

Desde que o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou em seus planos a possibilidade da promoção de realidades online, como reuniões, treinamentos e outras funções, esses fatores que pareciam tão longe do cotidiano, fizeram uma revolução no mundo empresarial.

Esse fenômeno digital tem dominado a rotina de milhares de pessoas em todo o mundo. Por isso, com a finalidade de esclarecer dúvidas sobre o que é o metaverso, e como ele pode ser aplicável ao RH, confira este artigo que o Genyo preparou para você na íntegra!

O que é o Metaverso?

O metaverso trata-se de uma realidade virtual, na qual é possível interagir com outras pessoas, e ter uma experiência real, em um ambiente simulado. Este conceito surgiu nos anos de 1980, através de um livro chamado “Snow Crash” , porém este somente foi popularizado com o Facebook.

O mesmo, em 2021, mudou de nome, de Facebook para Meta Platforms, além de anunciar o investimento de cerca de 50 milhões de dólares na construção de um ambiente virtual tridimensional, o metaverso.

A concretização deste ambiente, pretende ser aplicado de forma concreta em um tempo de 15 anos. Ainda se faz necessário um longo caminho até o metaverso está completo, porém já encontramos situações muito avançadas ainda este ano.

A própria consultoria de TI Global, a Accenture, anunciou que ainda em 2022 criarão um ambiente virtual completamente novo para os seus mais de 600 mil colaboradores. Visto que boa parte de seus colaboradores trabalham de forma remota, a ideia por trás desse projeto é trazer, até mesmo os primeiros treinamentos, em ambientes virtuais.

A Accenture planeja realizar tanto treinamentos adicionais como reuniões de feedback pelo ambiente virtual. Dessa forma, em pesquisas feitas pelo estudo, pode-se concluir que a maioria dos executivos acreditam que o avanço dessas tecnologias terá um impacto muito positivo nas empresas, e por conta disso, a adesão deve ser imensa nas empresas.

Assim, o mesmo já virou uma pauta no setor de Recursos Humanos, afinal, já é possível observar essa tecnologia transformando a experiência neste setor.

 Os efeitos do Covid-19 e o avanço da tecnologia

Um grande motor para o avanço ainda mais veloz da tecnologia passou a ocorrer devido à pandemia do Covid-19, visto que boa parte dos trabalhos precisavam acontecer de maneira remota.

Desde então, parte significativa das instituições entenderam o quão benéficas as tecnologias podem ser para o favorecimento dos setores de suas empresas. Nesse sentido, foi possível identificar o que seria o “efeito metaverso” nas corporações.

Reuniões online e o trabalho remoto já foram mudanças que impactaram bastante o mercado, e estimulando novas tecnologias a agitar o mundo corporativo. Assim, percebe-se que quando a crise sanitária forçou a mudança para o home office, uma verdadeira revolução foi iniciada nas relações de trabalho.

Sem a possibilidade do “presencial” existir, softwares e aplicativos se tornaram uma extensão das empresas, diretamente para a casa de seus trabalhadores. Além disso, processos que anteriormente vinham a ser extremamente burocráticos e complexos, passaram a ser simplificados através da digitalização.

O metaverso no ambiente de trabalho atualmente

A própria Meta Platforms lançou uma plataforma corporativa em ambiente virtual, chamada Horizon Workrooms, ainda no ano de 2021. Por meio desta plataforma, e do uso do óculos de realidade virtual, é possível que os profissionais ingressem em salas onde encontram e interagem com os colegas e os computadores.

Essa foi uma tecnologia lançada, e já existe em diferentes níveis fora do universo da empresa, podendo ser utilizada fora do comando do Facebook. Dessa forma, já existem muitas empresas que utilizam dessa tecnologia para o processo de recrutamento e seleção.

Essas acontecem em ambientes virtuais, e assim, os candidatos interagem com o avatar da empresa e participam de dinâmicas. Também já existem escritórios de advocacia que criam salas no metaverso para atender clientes.

Dessa forma, esses se colocam à frente de outras empresas, assim como conquistam atenção de clientes que prezam por escritórios comprometidos com suas causas e avançados no quesito tecnologia.

Papel do RH no metaverso

Diante dos fatos supracitados, é possível perceber como o RH pode aproveitar as oportunidades dessa nova postura digital e usufruir dos mesmos para promover melhorias neste setor.

A recente necessidade do home office fez com que profissionais do setor de recursos humanos de diversas empresas precisassem encontrar novos caminhos para realizar a gestão das pessoas. Por isso, evoluindo tecnologicamente, o setor incorporou a tecnologia como uma aliada de suas rotinas.

Porém, mais do que usar a tecnologia, o papel do RH exige a capacidade de entender como os colaboradores da empresa irão se comportar no ambiente digital, e fazer a gestão a partir disso.

O RH pode utilizar da tecnologia para selecionar candidatos para novas vagas da empresa. Porém, embora a ideia do metaverso seja simular ambientes físicos reais, cabe a esse setor também compreender que a adaptação dessa realidade pode acontecer de maneira diferente para pessoas diferentes.

Por isso, uma proposta ideal para o setor de RH é reduzir os possíveis efeitos negativos do home office e do modelo de trabalho híbrido. Dessa forma, cabe a estes gestores observarem se, de fato, a produtividade e o desempenho dos trabalhadores e equipes é, efetivamente, melhor no ambiente simulado.

Ademais, também fica a cargo desses profissionais perceber como os colaboradores reagem e se comportam, para assim distinguir quais práticas devem ser abolidas e quais precisam ser instigadas.

Benefícios da utilização do metaverso no setor de RH

Contratação

Atualmente, processos de seleção virtual para contratações já existem e se tornam cada vez mais recorrentes. Porém, com o advento do metaverso, esse promove uma experiência mais realista, que tende a favorecer ainda mais a atração de talentos.

Nesse caso, visando trabalhadores que recusam oportunidades de trabalho remoto, por preferirem a experiência presencial, o metaverso atua promovendo um equilíbrio que favoreça a contratação de figuras-chave para os quadros da empresa.

Trabalho mais organizado e produtivo

Um dos benefícios que podem ser citados sobre a utilização do metaverso em prol do setor de RH é como este pode melhorar o clima organizacional e o desempenho da equipe. Isso acontece devido ao ambiente favorável à aproximação dos colaboradores, eliminando barreiras comuns, muito presentes no ambiente de home office tradicional.

Dessa maneira, os avanços da tecnologia podem criar um local de trabalho produtivo, além de muito colaborativo, sem que haja necessariamente preocupações recorrentes de barreiras físicas.

Maior inclusão de colaboradores

É muito comum que em ambientes físicos, principalmente tratando-se de locais não preparados, ocorram problemas de mobilidade, por exemplo. Através do uso da tecnologia, por meio da realidade virtual aumentada, barreiras como essa, apresentadas no mundo físico, se quebram.

Em ambientes de realidade virtual, não há problemas de deslocamento, principalmente em ambientes físicos que não estejam preparados.

Maior inclusão cultural de colaboradores

Além disso, é possível contar com o ambiente virtual para contactar pessoas de diversas outras culturas e realidades. Fatores como esse, enriquecem a experiência profissional de todos os colaboradores, e fazem da empresa um ambiente mais diverso.

O ambiente virtual possibilita a potencialização do encontro de talentos de diversos países diferentes, com culturas diferentes. Coisa que não aconteceria presencialmente, devido a um fator muito relevante: o da distância física.

Clima organizacional

Mais um dos benefícios do metaverso para o RH é a contribuição ao clima organizacional da empresa, visto que esse pode aproximar pessoas, além de promover ambientes mais acolhedores.

Nessa realidade virtual, empresas podem criar ambientes de troca e conexão que permitam que pessoas interajam durante o trabalho e até mesmo durante as pausas, ocorrem conversas mais descontraídas, que aproximam colaboradores.

Maior engajamento por parte dos funcionários

Manter um colaborador engajado está entre as tarefas mais desafiadoras do RH, principalmente em tempos de trabalho remoto. Trabalhar de casa, apenas com o contador do computador, e sem contato humano, pode ser muito monótono, o que tende a reduzir  a produção daquele colaborador.

Nesse caso, o metaverso ocupa um papel importante, pois  reduz o autismo desse ofício. No RH, por exemplo, há a possibilidade da gamificação, que pode ser utilizada nos processos seletivos, promovendo atividades que visam o desenvolvimento de habilidades.

Mudança para os trabalhadores

É muito importante mencionar, que para os trabalhadores, também há uma mudança muito positiva. A comodidade advinda do ambiente de home office é algo muito favorável. Dessa forma os trabalhadores não precisam acordar duas horas antes para pegar seu meio de transporte e chegar até o trabalho a tempo. Nem mesmo chegar muito tarde em casa, após duas horas de trânsito.

Além disso, a ampliação das oportunidades de trabalho com o trabalho remoto, e autônomo é algo que favorece muito os colaboradores. Sem contar que, com esse tempo a mais, devido a não necessidade de se transportar até a área de trabalho, impacta diretamente em um aumento da produtividade do funcionário.

Desafios presentes ao se tratar do metaverso

metaverso no rh

Os desafios do metaverso no setor de RH tendem a ser muito mais relacionados ao comportamento dos colaboradores perante a tecnologia aliada ao ambiente corporativo.

Comportamento e conduta dos colaboradores

Citado anteriormente, mencionamos o Horizon Venues, um mundo virtual criado pelo Facebook. Este, mesmo com pouco tempo de uso, já registrou casos de assédio entre avatares.

Isso cria um desafio muito grande para o setor de RH, que precisa não apenas dispor de regras de conduta no meio online, como também realizar o monitoramento da postura de seus colaboradores.

Mesmo que a ocorrência de assédio seja um fator muito presente no mundo presencial, a internet ainda é vista como um espaço livre de regras, o que faz com que muitas pessoas acreditem ter uma liberdade ainda maior do que aquelas que elas possuem no mundo real.

Entretanto, especialmente no mundo do trabalho, isso não pode ocorrer. Por conta disso, há a necessidade do reforço das normas de convivência e regras de decoro no ambiente de trabalho, mesmo esse em realidade virtual.

Cuidado com o uso excessivo da tecnologia e as jornadas de trabalho

Ademais, um outro ponto muito válido de ser mencionado nesse setor de desafios, é tratando-se da saúde mental dos colaboradores. O fenômeno da virtualização do ambiente de trabalho promove algo que pode ser perigoso: a transferência do ambiente de trabalho para onde aquele colaborador está, espaço esse que muitas vezes trata-se da moradia do mesmo.

Assim, ocorre do mesmo não conseguir lidar com o desligamento do seu trabalho, que faz a favorecer ambientes de descanso, essenciais para a saúde mental de qualquer funcionário. Dessa forma, é muito comum que trabalhadores excedam o tempo da jornada de trabalho, e não consigam mais dividir o que é tempo de trabalho, do que é tempo de descanso.

Além disso, um outro fenômeno surgiu com a maior utilização das plataformas online, após a pandemia. Chamada “Zoom Fatigue”, esse é o nome dado a constante realização de reuniões virtuais, que tendem a causar um tipo de cansaço excessivo mental extra nos colaboradores.

Por isso, seja pelo uso excessivo das tecnologias, ou pela dificuldade de adaptação, os gestores responsáveis pela área de recursos humanos precisam ficar de olho no indivíduo, e prezar não apenas pela entrega dos trabalhos, mas como esta está sendo feita e como anda o colaborador por trás daquela tarefa.

O futuro do RH com o Metaverso

Devido aos fatores supracitados, há uma série de conquistas, assim como desafios a serem enfrentados no setor de RH. Por isso, é necessário que as empresas se especializem e apostem na inovação da tecnologia em seus setores.

Porém, com isso também é importante humanizar o RH, levando em consideração o auxílio da tecnologia. Sendo assim, procurar recursos nas oportunidades surgidas para criar ambientes virtuais de trocas e conexões, que prezam pela efetividade como também pelo emocional de seus colaboradores.

Gostou desse conteúdo? Acesse nosso Blog Genyo e tenha acesso a demais pautas relevantes para você e a sua empresa!

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog