Análise SWOT no RH: aprenda agora como aplicá-la!

A análise SWOT é uma ferramenta que pode ser utilizada no planejamento estratégico, ou nos planos de negócios, saiba como utilizá-la no RH.
Sumário
Análise swot no RH

Para garantir um funcionamento com excelência da área de Recursos Humanos de uma empresa, é preciso que essa tenha uma profunda ciência sobre todos os pontos relevantes da empresa. Pensando nesse fato, não há quem tenha feito um curso básico de gestão, e não conheça sobre as bases da análise SWOT, que serve justamente para avaliar forças e fraquezas de um determinado cenário. É nesse aspecto que entra a Análise SWOT no RH.

Utilizando de estratégias disponibilizadas pela técnica SWOT, é possível avaliar forças, fraquezas, oportunidades e ameaças que um negócio pode sofrer. Assim, em decorrência dessa análise, percebe-se um auxílio no planejamento e organização de empresas.  

Assim, prático e capaz de trazer grandes benefícios, este é um recurso muito utilizado e recomendado na gestão empresarial. Combinando-o para a área de recursos humanos, os efeitos são ainda melhores.

Portanto, para te informar todo o necessário sobre a Análise SWOT no RH, o Genyo preparou esse artigo com todas as informações relevantes sobre o assunto. Confira o artigo na íntegra e saiba mais!

O que é Análise SWOT?

Seu nome é originado do inglês “Strengths; Weaknesses; Opportunities e Threats” o que significa respectivamente “Forças, fraquezas, oportunidades e ameaças”, o que condiz justamente na análise que essa matriz propõe.

Basicamente, esses pontos são utilizados no planejamento estratégico e na gestão da empresa e dos colaboradores, com o objetivo de analisar seu ambiente interno (forças e fraquezas) e externo (oportunidades e ameaças).

Tratando-se das forças, essa destaca os pontos fortes da empresa, que podem ser intensificados em busca do objetivo e melhorar os resultados. Já as fraquezas, demonstram os pontos fracos, capacitando a empresa em buscar melhorias que a fornecem melhores resultados.

No quesito oportunidades, este utiliza dos dois resultados acima para assim identificar como essas influenciam em questões externas da empresa, avaliando as principais medidas. Assim como as ameaças são uma forma de prever os possíveis riscos ao empreendimento, aliado ao planejamento para solucioná-las.

Dessa forma, ele é um sistema simplificado de detalhamento de informações que cruza os mais variados dados para verificar a posição estratégica de uma empresa em seu setor. A análise SWOT é muito usada por profissionais de RH na organização de diferentes tipos de pesquisa, como uma forma de evitar gastos desnecessários.

Levando em consideração os fatos citados, essa é uma metodologia que se trata de um recurso qualitativo que auxilia na investigação de quais são as situações que merecem atenção na organização.

Strenghts – Forças

Nesta parte da análise, é necessário levantar todo e qualquer fator que corresponda às forças da organização. Esses são aqueles elementos reconhecidos como diferenciais, fatores que a clientela logo percebe e elogia.

Weaknesses- Fraquezas

Já nesta etapa, é muito importante a procura minuciosa, dedicando um tempo para investigar e relacionar os pontos fracos do empreendimento. As fraquezas são características desfavoráveis ao negócio e consequentemente para seus resultados.

Por isso, se atente àqueles produtos e/ou serviços que são os maiores alvos de reclamação. Assim, procure analisá-los e identificar as formas como esses reverberam, para poder categorizar todas as fraquezas.

Opportunities- Oportunidades

Esta é uma categoria que diz respeito àquilo que tem potencial de trazer bons resultados para os negócios. No entanto, não se trata apenas disso. Essa categoria também revela onde há falta de investimento para que possa levar a empresa ao sucesso.

Em vista disso, é uma categoria que precisa ser muito bem aproveitada. É preciso compreender que as oportunidades não se trata meramente de fatores externos, é preciso que existam fatores de atração internos também. Esses abrirão portas para novos investimentos.

Threats- Ameaças

Por fim, mas de suma importância: as ameaças. Essas são imprescindíveis para que não surjam mais empecilhos para o sucesso do seu negócio.

Dentre as ameaças, devem ser categorizados processos, práticas e ferramentas que podem não trazer os resultados esperados. Além disso, é preciso levar em consideração os fatores externos, como até mesmo o contexto sociopolítico do país e do mundo.

SWOT Cruzada

Os fatores analisados nesta metodologia podem ser avaliados de forma individual, porém é possível realizar através do cruzamento dos dados, proporcionando um planejamento ainda mais profundo das situações.

  • Forças x Oportunidades: como as forças da empresa podem gerar novas oportunidades?
  • Forças x Ameaças: como as forças da empresa podem ser usadas para diminuir possíveis ameaças?
  • Fraquezas x Oportunidades: de que forma corrigir fraquezas da empresa para impedir que oportunidades sejam perdidas?
  • Fraquezas x Ameaças: de que forma as fraquezas da empresa podem ameaçar seus resultados no mercado?

Qual a sua origem dessa análise?

Aos que os fatos indicam , o método SWOT foi criado nos anos de 1960 por Albert S. Humphrey. Na época, Albert era consultor de empresas nos EUA e trabalhava em um projeto de pesquisa do Stanford Research Institute (FSI), com patrocínio das maiores empresas do mercado.

Quais os benefícios da análise SWOT?

A análise SWOT não foi uma análise pensada para resolver questões, mas sim como uma fonte de identificação dos cenários conflitantes, sendo assim muito benéfica justamente para identificar o ponto de partida para tudo, principalmente no processo de tomada de decisão.

As estratégias de marketing, por exemplo, conseguem ser melhor direcionadas, aumentando os resultados ao lançar um novo produto, ou quando a empresa busca atingir novos nichos de mercado.

Aliar esta ferramenta aos Recursos Humanos favorece que as análises sejam feitas de uma forma que venha apresentar fatores que possam vir a serem questões futuras. Entre os benefícios do uso dessa matriz, estão:

  • Aumento do conhecimento sobre o cenário organizacional;
  • Identificar possíveis falhas na empresa;
  • Fortalecer pontos positivos desta;
  • Criação e direcionamento para resolução dos problemas identificados;
  • Prever nichos de mercado, assim como novas necessidades e desejos do público alvo.

Confira a seguir algumas especificações sobre benefícios ao utilizar o SWOT:

Identificação de questões

Como mencionado anteriormente, o SWOT funciona como uma forma de identificar os pontos fortes e fracos de um determinado negócio. Dentro do universo dos Recursos Humanos, o SWOT é utilizado justamente para visualizar o problema dentro da empresa e assim, preparar a solução adequada.

Processo de tomada de decisão

Através da análise SWOT, o RH pode avaliar, consoante o objetivo da empresa, o que pode ajudá-la, no âmbito das decisões. Dessa forma, obtendo um panorama completo das qualidades e problemas da empresa, assim como das oportunidades e ameaças, é possível tomar uma decisão de forma muito mais consciente e adequada.

Crescimento da empresa

Pensando de forma lógica, ao tomar decisões de forma mais assertiva, após ter estudado todo o cenário, é muito mais provável que os resultados obtidos sejam positivos. Assim, devido a esse papel estratégico, o próprio RH também consegue otimizar as soluções que impedem o crescimento da organização, contribuindo para que esta alcance de forma plena seus objetivos.

Porque implementar Análise SWOT no RH do seu negócio?

Foi visto que a matriz de análise SWOT auxilia o planejamento da sua empresa, tanto interna quanto externamente. Dessa forma, tratando-se do âmbito interno, o SWOT contribui para o planejamento de todos os setores da empresa.

Para essa finalidade, realizando as avaliações é possível que o setor de Recursos Humanos da empresa utilize esses dados para favorecer toda a gestão corporativa, permitindo que os profissionais da área identifiquem as questões positivas e negativas de todas as equipes.

Para que isso ocorra de forma ideal, se faz necessário que o RH domine a missão da empresa, entendendo quais os objetivos desta. Assim, ao iniciar o processo da análise, é necessário atentar-se a todas as particularidades que podem ser encontradas em um ambiente corporativo, tanto interno quanto externamente.

Tratando-se de questões internas, essas podem ser relacionadas à produtividade dos funcionários, ao número de vendas, à retenção de talentos na equipe, entre outras informações de desempenho e performance. Compreendendo esse cenário interno, é preciso visualizar estratégias de otimização para os problemas do ambiente corporativo.

Apenas após voltar-se às configurações internas é possível pensar nas questões externas, analisando os fatores que podem influenciar o setor de recursos humanos. Porém, se tratando de fatores externos, estes podem variar e surgir de diversos lugares por muitos motivos, como por exemplo uma crise econômica: um cenário que poderia impactar diretamente o RH, acarretando inúmeras consequências internas da empresa.

Recrutamento e seleção

Uma das maneiras excelentes do gestor de RH dar mais atenção às ameaças, bem como às fraquezas observadas, é planejando melhor as estratégias de organização. Pensando assim, imagine uma empresa que acabou de realizar um processo de seleção.

Assim como ocorrem com esses processos, pode ser gerado um aumento da rotatividade dos colaboradores. Portanto, cabe ao setor de Recursos Humanos desta empresa compreender o que ocorreu.

Sendo assim, o gestor da área precisa verificar as ocorrências, para compreender se houve algum problema na organização, ou algo relacionado a uma determinada área. Ademais, é preciso observar este fato através da ótica do ponto da cultura organizacional. Isso ocorre pois essa está diretamente ligada à atração e retenção de talentos.

Além disso, também é preciso levar em consideração o processo de treinamento, se este é satisfatório, assim como os salários, que podem estar defasados, ou mesmo um clima desagradável no ambiente organizacional.

Uma vez que toda a investigação foi realizada, para analisar com precisão todos os aspectos, colocá-los na forma de matriz SWOT possibilita que sejam identificados os aspectos que influenciam de forma positiva e negativa na empresa. E dessa forma, consequentemente, possibilita a melhoria dos resultados.

Qual a relação da matriz SWOT com outras ferramentas de análise?

Análise swot no RH

Mencionado algumas vezes anteriormente, a matriz SWOT é uma excelente ferramenta para iniciar um planejamento estratégico, devido ao mapeamento  de cenários que esta matriz consegue entregar. Através desses, é possível identificar questões que podem atrapalhar a evolução da organização no futuro, como também avaliar quais as melhores oportunidades do mercado.

Porém, existem outras ferramentas capazes de potencializar o efeito do SWOT, principalmente tratando-se do uso pelo setor de RH. Essas são as 5 Forças de Porter e Matriz de Ansoff.

Falando inicialmente das 5  forças de Porter, essas visam avaliar os mercados promissores. Caso a empresa esteja em busca de novas oportunidades, utilizando as 5 forças é possível obter uma análise completa da proposta.

Nesse caso, as 5 forças conduzem a: rivalidade entre os concorrentes; poder de barganha dos clientes; ameaça de novos entrantes; poder de barganha dos fornecedores; ameaça de produtos substitutos.

Já na ferramenta da Matriz de Ansoff, essa utiliza informações como pontos fortes, fracos, oportunidades e ameaças, dispostos no próprio quadro da Matriz SWOT, para definir uma estratégia viável.

Neste estudo, são avaliados a possibilidade de penetração no mercado (como conquista de novos clientes, sem a criação e gastos de novos produtos); tal como o desenvolvimento dos produtos (mensurando os custos dessa criação e desenvolvimento de novos produtos); desenvolvimento de mercado; além da diversificação.

Ou seja, ao aliar essa técnica com a Matriz SWOT, é possível obter uma análise muito mais completa, analisando os cenários de forma prévia e de inúmeras maneiras. Garantindo que, uma vez que o trabalho seja efetuado, possui maiores chances de sucesso.

Conclusão sobre análise SWOT no RH

A análise SWOT no âmbito dos Recursos Humanos é usada como uma estratégia de direcionamento. Assim, esta busca direcionar os gestores na criação de ações que venham a melhorar, ou pelo menos, solucionar questões cotidianas da empresa e/ou de seus funcionários.

Ou seja, essa ferramenta do planejamento estratégico e do gerenciamento de empresas analisa as forças e oportunidades, tal como as fraquezas e ameaças, que possam vir a interferir no ambiente interno ou externo dos negócios.

Ao obter a análise disponibilizada pela matriz SWOT, é possível criar mais estratégias para a organização. Dessa forma alertas podem ser desenvolvidos para a organização, juntamente com a identificação de pontos benéficos e maléficos para a empresa, tudo para que possa ser melhorada a gestão de pessoas daquele ambiente empresarial

Assim, obtém-se uma estratégia firme, que adquire como principal propósito a determinação de fatores que influenciam na conquista dos objetivos. Consequentemente, isso irá melhorar a empresa, para que esta possa funcionar de maneira plena em seu máximo poder.

Gostou desse conteúdo? Confira o nosso Blog e fique por dentro de outros assuntos relevantes para o setor empresarial!

 

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog