Golpe do Exame Admissional: Tome cuidado!

Golpe do exame admissional faz milhares de vítimas! Confira nossas dicas de segurança para se proteger na hora de procurar emprego. Veja mais neste artigo!
Sumário
golpe do exame admissional

Você já ouviu falar no golpe do exame admissional? Nas últimas semanas, milhares de relatos divulgados nas redes sociais acenderam um sinal de alerta na mente de muitos brasileiros que, atualmente, estão desempregados.

Nesse novo tipo de fraude, criminosos se passam por grandes empresas e cobram pelo exame admissional, que na verdade é responsabilidade do empregador.

É importante ficar atento para não cair nesse golpe. A seguir, vamos entender como funciona o golpe e como se prevenir! Leia com atenção e tome cuidado na hora de procurar um emprego.

O que é o exame admissional? Como funciona?

Em primeiro lugar, antes de falarmos sobre o golpe do exame admissional, devemos explicar o que é essa consulta, como ela funciona, e qual é sua relevância para as milhões de pessoas que estão em busca de um emprego.

O exame admissional é um procedimento médico realizado antes da contratação de um funcionário por uma empresa.

Seu objetivo é verificar se o candidato está apto a desempenhar as funções do cargo para o qual está sendo contratado, além de identificar possíveis condições de saúde que possam interferir no trabalho ou representar riscos para o próprio trabalhador e seus colegas.

Este exame é realizado por um médico do trabalho ou por um profissional de saúde ocupacional e pode incluir diversos tipos de avaliações, como:

  • Anamnese: Entrevista com o candidato para coletar informações sobre seu histórico médico, hábitos de vida e exposição a riscos ocupacionais.
  • Exame físico: Avaliação das condições físicas do candidato, incluindo medição da pressão arterial, ausculta cardíaca e pulmonar, exame de visão, entre outros.
  • Exames laboratoriais: Podem incluir exames de sangue, urina e outros testes laboratoriais para verificar a saúde geral do candidato, detectar doenças infecciosas, metabólicas ou outras condições médicas.
  • Exames complementares: Dependendo da natureza do trabalho e dos riscos envolvidos, o médico pode solicitar exames complementares específicos, como exames de audiometria (para avaliar a audição), exames de imagem (como radiografias ou ultrassonografias) ou testes ergométricos (para avaliar a capacidade cardiorrespiratória).

Após realizar todas as avaliações necessárias, o médico emite um parecer sobre a aptidão do candidato para o cargo em questão.

Em caso de identificação de problemas de saúde que possam interferir no trabalho, o médico pode sugerir adaptações no ambiente de trabalho, encaminhar o candidato para tratamento médico ou, em alguns casos, recomendar que o candidato seja considerado inapto para o cargo.

Como funciona o golpe do exame admissional?

O golpe do exame admissional consiste em uma prática criminosa na qual os golpistas se aproveitam da necessidade dos trabalhadores desempregados em conseguir uma oportunidade de emprego.

Eles enviam mensagens via SMS em nome de conceituados portais de emprego, como Infojobs, Vagas.com e Catho, oferecendo falsas oportunidades de emprego.

Nessas mensagens, os golpistas dizem que as vítimas foram “pré-aprovadas” no processo seletivo e, em seguida, solicitam o envio de documentos e exigem o pagamento do exame admissional, que na verdade, é responsabilidade do empregador.

Atraídos pela possibilidade de recolocação no mercado de trabalho, muitos trabalhadores acabam caindo nesse golpe ao realizar o pagamento via Pix. Com a transferência realizada, os golpistas deixam de responder as mensagens e bloqueiam a vítima.

golpe do exame admissional

Normalmente, o valor cobrado pelos golpistas no falso exame admissional costuma variar entre R$ 100 e R$ 200. O pagamento costuma ser realizado em chaves Pix aleatórias, o que torna mais complexa a identificação do responsável.

É importante destacar que essas mensagens costumam parecer legítimas e convincentes, o que dificulta a identificação do golpe. Além disso, é comum que os golpistas usem gatilhos emocionais, como a urgência de pagar o exame para garantir a vaga.

Para evitar se tornar vítima desse golpe, é fundamental desconfiar de mensagens recebidas via SMS ou WhatsApp que solicitam pagamento e envio de documentos.

Verifique sempre a veracidade da oferta de emprego, entre em contato diretamente com as empresas pelos canais oficiais e não realize nenhum pagamento antes de ter certeza da legitimidade da proposta.

Quem paga pelo exame admissional?

Para não cair no golpe do exame admissional, é importantíssimo conhecer as regras da legislação trabalhista sobre esse tipo de consulta.

Sendo assim, surge a dúvida: afinal de contas, quem paga pelo exame admissional?

O exame admissional é de responsabilidade do empregador, conforme estabelecido pela CLT. Todos os custos do exame devem ser arcados pelo empregador, e não pelo trabalhador.

Vale destacar que, sob o mesmo ponto de vista, não é comum as empresas pedirem para que o trabalhador pague pelo exame e depois seja reembolsado.

“Algumas quadrilhas chegam a informar que o valor será reembolsado pelo empregador após o início do contrato de trabalho, o que também não é o procedimento padrão e amparado por lei”, diz Janaína Bono de Oliveira Martins, advogada especialista na Justiça do Trabalho.

Em outras palavras, essa prática é ilegal, e quando aparece em processos seletivos, deve servir como um grande alerta para os trabalhadores.

Como identificar o golpe do exame admissional?

Para identificar e evitar cair no golpe do exame admissional, é importante seguir as recomendações e dicas de especialistas em segurança.

“Caso receba uma mensagem, ou quando entrar em contato com uma empresa buscando entrevista, e receber o aviso sobre a cobrança do exame admissional, ou qualquer outra taxa, não faça nenhum pagamento”, afirma Martins.

Desconfie de mensagens recebidas via SMS de empresas conhecidas, como Infojobs, Vagas.com e Catho, pedindo pagamento do exame admissional.

Verifique sempre se a oferta de emprego é legítima, entre em contato com as empresas pelos canais oficiais e não realize nenhum pagamento antes de ter certeza da veracidade da oferta.

O que fazer se cair no golpe do exame admissional?

Se você cair no golpe do exame admissional e realizar o pagamento, é importante agir imediatamente. O primeiro passo é fazer um boletim de ocorrência na polícia, registre todos os detalhes sobre o golpe e forneça todas as evidências disponíveis.

Esse registro é importante para auxiliar nas investigações e para que as autoridades possam tomar providências.

Além disso, entre em contato com o seu banco para tentar recuperar o dinheiro. Explique a situação e forneça todas as informações relevantes. O banco pode ajudar a rastrear a transação e bloquear qualquer movimentação suspeita em sua conta.

Também é fundamental denunciar o golpe para as empresas envolvidas no processo. Entre em contato com o serviço de atendimento ao cliente das empresas pelas vias oficiais, informe o ocorrido e encaminhe todas as evidências que você possui.

Da mesma forma, vale a pena denunciar o golpe para os órgãos responsáveis, como a Delegacia de Crimes Digitais e o Procon.

Esses órgãos podem investigar o caso e tomar as medidas cabíveis contra os golpistas. Ao fazer a denúncia, forneça todos os detalhes e informações que você possui, isso pode ajudar a evitar que outras pessoas sofram prejuízos semelhantes.

Sendo assim, se você cair no golpe do exame admissional, não fique parado. Faça um boletim de ocorrência, entre em contato com seu banco, denuncie para as empresas envolvidas e para os órgãos competentes.

Orientações das empresas citadas

Com o objetivo de conquistar a confiança das vítimas, os criminosos que praticam o golpe do exame admissional dizem representar empresas conhecidas por quem está em busca de um emprego, como InfoJobs, Catho e Vagas.com.

Procuradas pelo site G1, as empresas ressaltaram que não cobram taxas por exames admissionais e são rigorosas na validação das vagas e empresas registradas em seus sites.

“Infelizmente não temos como controlar o que as empresas praticam no seu dia-a-dia, principalmente se direcionam os candidatos para canais fora do site Infojobs. O que fazemos é eliminar o cadastro e não permitimos que publiquem novas vagas de emprego, uma vez que identificamos atividades desapropriadas”, diz a nota oficial do Infojobs.

Portanto, é importante que os usuários sempre verifiquem a autenticidade das ofertas de emprego e mantenham contato apenas pelos canais oficiais das empresas.

Caso os candidatos identifiquem qualquer comportamento inadequado por parte das empresas, é recomendado que enviem um e-mail de denúncia para que as medidas adequadas possam ser tomadas.

Outros golpes relacionados a vagas de emprego na internet

Além do golpe do exame admissional, existem outros golpes relacionados a vagas de emprego na internet. Infelizmente, criminosos se aproveitam da vulnerabilidade de pessoas em busca de trabalho para aplicar diversos tipos de fraudes.

Entre esses golpes, podemos destacar:

  • Manipulação de avaliações: alguns golpistas oferecem serviços para manipular avaliações em plataformas digitais, como sites de emprego e redes sociais. Eles prometem melhorar a reputação de empresas ou até mesmo de candidatos, usando práticas ilegais. É importante desconfiar de resultados muito positivos ou negativos, e sempre verificar a autenticidade das avaliações.
  • Esquemas de pirâmide: nesse tipo de golpe, os criminosos oferecem oportunidades de trabalho com ganhos extraordinários, mas na verdade estão montando uma estrutura de pirâmide financeira. Os participantes precisam investir dinheiro para aderir ao esquema e recrutar mais pessoas. No final, apenas os primeiros envolvidos lucram, enquanto os demais perdem dinheiro.
  • Roubo de dados: na modalidade phishing, os golpistas podem se passar por recrutadores ou empresas legítimas para obter dados pessoais e financeiros das vítimas. Eles podem solicitar informações como CPF, número de conta bancária e até mesmo senha de cartão de crédito. Com essas informações, os criminosos podem cometer diversos tipos de fraudes, causando prejuízos financeiros e até mesmo danos à reputação das vítimas.

Como se proteger contra esses golpes?

Para evitar cair em golpes relacionados a vagas de emprego na internet, é importante adotar algumas medidas de segurança:

  • Desconfie de ofertas muito vantajosas: se uma oferta de trabalho parecer boa demais para ser verdade, desconfie. Golpistas costumam usar ofertas tentadoras para atrair vítimas. Verifique sempre a veracidade das informações e investigue a reputação da empresa antes de prosseguir.
  • Pesquise sobre a empresa: antes de enviar dados pessoais ou realizar qualquer pagamento, pesquise sobre a empresa ofertante do cargo. Verifique se ela possui um site oficial, busque por informações sobre sua atuação e confiabilidade.
  • Entre em contato direto com a empresa: para confirmar a oferta de trabalho, entre em contato diretamente com a empresa pelos canais oficiais. Não confie apenas nas informações fornecidas por terceiros ou em mensagens recebidas sem solicitação prévia.

Ao adotar essas medidas de segurança, é possível diminuir os riscos de cair em golpes relacionados a vagas de emprego na internet.

Lembre-se sempre de proteger seus dados pessoais, estar atento a propostas suspeitas e confiar no seu instinto. Com cautela e cuidado, é possível evitar prejuízos e garantir um processo de busca por emprego mais seguro.

Dicas da Polícia Civil para evitar golpes na internet

Por fim, o Núcleo de Combate aos Cibercrimes da Polícia Civil oferece algumas dicas para evitar golpes na internet.

Em todos os casos, é importante lembrar de manter a calma em caso de golpe e não apagar nenhuma conversa ou evidência, pois essas informações podem ser importantes para investigações futuras.

Abaixo, listamos as principais recomendações da Polícia Civil para evitar cair em golpes na internet, seja na busca de emprego ou na navegação tradicional:

  • Não realizar pagamentos sob ameaça: Se você receber alguma mensagem ou ligação exigindo pagamento imediato sob ameaça de consequências, não faça nenhum pagamento. Golpistas muitas vezes tentam assustar as vítimas para obter dinheiro.
  • Não tente descobrir a identidade do golpista: Evite confrontar diretamente o golpista ou tentar identificá-lo por conta própria. Essa ação pode colocar sua segurança em risco. Deixe o trabalho de investigação para as autoridades competentes.
  • Faça registros das conversas: Sempre que receber mensagens suspeitas, faça prints das conversas e registre datas e horários. Essas informações podem ajudar na investigação e no rastreamento dos criminosos.
  • Entre em contato com o banco: Caso tenha sido envolvido em transações fraudulentas, entre em contato imediatamente com o seu banco para bloquear qualquer movimentação suspeita em sua conta.
  • Registre uma ocorrência na polícia: Se você for vítima de um golpe na internet, procure a delegacia mais próxima e registre uma ocorrência. Essa ação é importante para auxiliar nas investigações e para que outras pessoas não sejam vítimas dos mesmos golpistas.

Lembre-se, a prevenção é a melhor forma de evitar golpes na internet. Esteja sempre atento, desconfie de propostas muito vantajosas e procure sempre informações adicionais antes de realizar qualquer tipo de pagamento online.

FAQ

Como funciona o golpe do exame admissional?

Os golpistas enviam mensagens via SMS em nome de portais de emprego conhecidos, oferecendo falsas oportunidades de emprego e solicitando o envio de documentos, além do pagamento do exame admissional. Após realizar o pagamento, os trabalhadores não recebem mais nenhum retorno dos golpistas.

Quem paga pelo exame admissional?

O exame admissional é de responsabilidade do empregador, conforme estabelecido pela CLT. Todos os custos do exame devem ser arcados pela empresa, e não pelo trabalhador.

Quais são as dicas de segurança para identificar o golpe do exame admissional?

Desconfie de mensagens recebidas via SMS de empresas conhecidas, como Infojobs, Vagas.com e Catho, pedindo pagamento do exame admissional. Verifique se a oferta de emprego é legítima, entre em contato com as empresas pelos canais oficiais e não realize nenhum pagamento antes de ter certeza da veracidade da oferta.

O que fazer se cair no golpe do exame admissional?

Caso você caia no golpe do exame admissional e realize o pagamento, é importante agir imediatamente. Faça um boletim de ocorrência na polícia, entre em contato com seu banco para tentar recuperar o dinheiro e denuncie o golpe para as empresas envolvidas e para os órgãos responsáveis.

Quais são as orientações das empresas envolvidas?

Empresas envolvidas, como Infojobs e Catho, orientam os usuários a não realizarem nenhum tipo de pagamento durante os processos seletivos. Elas reforçam que não cobram taxas por exames admissionais e são rigorosas na validação das vagas e empresas registradas em seus sites.

Quais são outros golpes relacionados a vagas de emprego na internet?

Além do golpe do exame admissional, existem manipulações de avaliações em plataformas digitais, esquemas de pirâmide, roubo de dados e dinheiro, entre outros.

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

Compartilhe este artigo

Consentimento de Cookies

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando, você declara ciência dos: Termos de Uso, Políticas de Privacidade e Cookies.

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog