Avaliação 90 graus: o que é e quando usar?

Você gestor de empresa, sabe o que é avaliação 90 graus e como usar? Nesse artigo te explicamos tudo a respeito, basta clicar aqui! Veja mais neste artigo!
Sumário
avaliação 90 graus

Por se tratar de uma avaliação de desempenho, muitas pessoas ainda ficam apreensivas, com o coração acelerado e preocupadas com o seu futuro na empresa quando o assunto é avaliação 90 graus.

Entretanto, quando feita da maneira correta, ela é uma verdadeira estratégia de crescimento para gestores e colaboradores.

Através das avaliações de desempenho, como é o caso da avaliação 90 graus, é possível identificar lacunas e oportunidades que devem servir como trampolim para o crescimento de cada setor da empresa e seus profissionais.

Mesmo com a evolução na forma de acompanhar a performance dos funcionários, a avaliação 90 graus continua sendo amplamente adotada no mundo corporativo. Isso porque, ela é muito simples de ser aplicada.

Para que você não fique com nenhuma dúvida sobre o que é a avaliação 90 graus, como usar, vantagens e desvantagens, o Genyo preparou este artigo. Então, acompanhe a leitura até o final e fique por dentro de tudo!

O que é uma avaliação de desempenho?

Para que você possa entender o que é uma avaliação 90 graus, antes você precisa saber o que é uma avaliação de desempenho. Ela pode ser categorizada como uma ferramenta de gestão de pessoas, capaz de avaliar individualmente ou em grupo, o desempenho dos funcionários.

Quem aplica esse tipo de avaliação em seu empreendimento, consegue extrair diversos benefícios, como a identificação de competências profissionais, melhora da comunicação e desempenho, realiza feedback, identifica talentos escondidos, desenvolve o potencial de toda empresa, e diversos outros.

São muitos os tipos de avaliação de desempenho existentes, sendo cada uma delas indicada para um tipo de situação, empresa ou objetivo a ser alcançado. Tudo isso irá depender dos cargos e função a serem avaliados.

O que é avaliação 90 graus?

Como já mencionamos acima, a avaliação 90 graus é um tipo de avaliação de desempenho em que o líder direto de um profissional analisa a performance do colaborador dentro do time.

Seu principal objetivo é identificar competências, dentro da lista de critérios estabelecidos pelos líderes diretos e pelo setor de RH.

Entre os critérios que podem ser considerados temos: competências comportamentais, habilidades técnicas, capacidade de cumprimento de metas, qualidade do trabalho realizado e muitas outras.

Bom, mas para que tudo isso funcione, é necessário definir os indicadores que serão avaliados em cada avaliação 90 graus, de modo que fique garantido que o profissional será avaliado de acordo com critérios preestabelecidos e não por uma visão subjetiva de seu trabalho.

Caso a avaliação seja feita da maneira correta, tanto a empresa, quanto o colaborador tem muito o que aproveitar, afinal os pontos de melhoria ficam mais claros e podem ser trabalhados com foco e dedicação.

Consequentemente o desenvolvimento profissional e o reconhecimento profissional se tornam combustível para a motivação do funcionário e a empresa ganha com uma equipe em constante evolução, ampliando produtividade e resultados em busca de alta performance.

Como funciona a avaliação 90 graus?

Como se trata de uma avaliação de desempenho com um contato direto, na avaliação 90 graus, o gestor, geralmente, já conhece todos os profissionais que serão avaliados, dessa forma fica mais fácil para ele conseguir identificar os pontos fracos e forte dos seus colaboradores.

Por esse motivo, todo o processo se torna mais assertivo e o gestor pode ajudar todos os colaboradores com suas dificuldades ao direcioná-los a tomar as melhores atitudes para lidar melhor diante de cada situação que surgir.

As informações coletadas, vão servir de base para que o gestor saiba exatamente como deve agir e o que deve fazer para deixar a equipe mais motivada.

Além disso, os resultados também são repassados para o setor de Recursos Humanos, que consegue identificar se existem colaboradores que não têm o perfil da empresa ou que não se adaptaram aos outros profissionais da equipe.

Como é feita a avaliação 90 graus?

O primeiro passo é a definição dos critérios que serão avaliados por parte do gestor e do RH, que podem ser a pontualidade, responsabilidades, entre outros pontos.

Na hora de elaborar os critérios da avaliação 90 graus, eles devem estar ligados aos objetivos e valores da empresa, assim como precisam receber uma pontuação que pode variar em uma escala de 0 a 10 ou de 0 a 5.

Além disso, também é importante considerar a periodicidade com que a avaliação será aplicada. Ela costuma ser realizada a cada 12 meses.

Mas, como os critérios são predefinidos, a frequência pode ser diferente, já que ela está relacionada a determinados projetos que são executados ou à necessidade de verificar o desempenho dos profissionais.

Dessa forma, cabe ao gestor avaliar a melhor forma de acompanhar esse comportamento. Afinal, é ele quem elabora, executa e comunica aos seus colaboradores os resultados.

O feedback individual é importante, pois é através dele que o colaborador consegue ter um retorno sobre os pontos relevantes do processo e as suas características positivas, assim como o que precisa ser melhorado para que os desafios sejam cumpridos.

Qual o objetivo da avaliação 90 graus?

Como dito anteriormente, uma avaliação de desempenho é, talvez, a melhor forma para mensurar a qualidade do trabalho exercido pelos colaboradores. Isso porque, ela ajuda a identificar se eles estão aptos às suas funções e se estão colaborando com o objetivo da empresa.

Outro ponto importante que a avaliação 90 graus tem é a possibilidade dos líderes identificarem problemas e criarem uma base que fortaleça seus colaboradores, os auxiliando a melhorar suas habilidades e desenvolver aquelas necessárias para a organização.

Inclusive, através da avaliação 90 graus torna-se possível identificar aqueles colaboradores que possuem uma capacidade superior à esperada, capazes até mesmo de serem candidatos a promoções ou projetos mais desafiadores.

Você consegue perceber até aqui quantas responsabilidades e demandas um gestor e/ou profissional de RH tem? Pois é, como forma de tentar facilitar a vida destes profissionais, você tem o Genyo, que é um sistema de controle de ponto eletrônico digital. Clique aqui e conheça as suas funcionalidades!

Vantagens e desvantagens da avaliação 90 graus

Só de ter acompanhado a leitura do texto até aqui, você já conseguiu perceber que existem muitas vantagens na realização de uma avaliação 90 graus, como é o caso da possibilidade de uma análise realizada pelo líder direto do profissional, o que permite uma identificação mais fácil de todos os pontos fortes e fracos.

Ao mesmo tempo, essa mesma proximidade pode ser uma desvantagem da avaliação 90 graus, já que é possível que haja interferência nos resultados mais objetivos da avaliação.

Por esse motivo, os critérios que são listados previamente precisam estar muito bem definidos, alinhados às necessidades da empresa, e usados para todos os colaboradores.

Principais vantagens

  • O principal benefício de se realizar uma avaliação 90 graus é a sua precisão, devido a proximidade entre avaliador e avaliado. Ele é o mais capacitado para realizar a avaliação e acompanhar os resultados de seu time;
  • A liderança direta deve conhecer os melhores indicadores de desempenho esperados em cada função de sua equipe. Ele está sempre por perto para identificar quais medidas deram certo e o que ainda precisa ser melhorado na próxima avaliação.

Principais desvantagens

  • A proximidade também pode ser considerada o principal ponto negativo, pois a relação do líder com o avaliado pode causar distorções em sua percepção e julgamento;
  • A avaliação pode ser comprometida pelo desgaste no relacionamento interpessoal ou por conflitos anteriores entre o líder e seus subordinados. Além disso, uma amizade entre eles também pode interferir na opinião do gestor.

Quando usar a avaliação 90 graus?

avaliação 90 graus

O mais indicado é que a avaliação 90 graus seja feita pelo menos uma vez ao ano, para avaliar o trabalho feito nos últimos 12 meses, de preferência usando relatórios já pré-arquivados sobre incidentes e informações relevantes obtidas nesse tempo.

Com isso, identificando os pontos fortes e fracos do colaborador no último ano e discutindo estratégias de como melhorar seu desempenho, gestor e colaborador podem criar um plano de objetivos a serem alcançados nos próximos 12 meses.

Dessa forma, torna-se possível que ao final da avaliação, depois que o feedback é dado, o colaborador poderá debater além do trabalho em si, quais pontos foram alcançados, quais não e qual foi a melhora do profissional nesse tempo.

Mas vale ressaltar, que esse tempo de um ano não é algo que deve ser levado como regra, e a periodicidade pode variar de acordo com a identidade da empresa ou necessidades das equipes que estão sendo avaliadas.

Algumas empresas, por exemplo, podem realizar essa avaliação de desempenho a cada projeto feito, criando assim um relatório de como cada integrante trabalhou.

Diferenças da avaliação 90, 180 e 360 graus

Bom, é importante deixar claro, que a avaliação 90 graus não deve ser a única feita na empresa, isso porque, dentro das empresas não existe apenas a relação entre líder direto e liderados.

O desempenho de uma empresa e dos colaboradores também depende de outras relações como a existente entre os colaboradores que atuam juntos em um mesmo projeto.

Por isso que existem as avaliações de desempenho, que são as avaliações 90, 180 e 360 graus. Entenda mais sobre cada uma, a seguir:

  • avaliação de desempenho 90 graus, o gestor avalia diretamente os seus liderados,
  • avaliação 180 graus, o gestor avalia diretamente os seus liderados, o colaborador faz uma autoavaliação e avalia o líder,
  • avaliação 360 graus, os líderes e liderados avaliam seus colegas de trabalho, gestores, superiores e subordinados, tudo isso permite uma visão geral da empresa e do funcionamento de cada área, bem como permite uma avaliação de cada profissional, para uma identificação mais profunda dos pontos fortes e fracos de cada setor, e da empresa como um todo.

De modo geral, as três opções de avaliação de desempenho apresentadas acima possuem vantagens e desvantagens. Então, o desafio de cada empresa é identificar qual delas está mais alinhada com os seus objetivos organizacionais.

Junto a isso, também é possível implementar outras opções de avaliação de desempenho, para setores específicos, como o de vendas, por exemplo.

Ao fazer isso, inclusive, muitas companhias chegam à conclusão de que explorar mais de uma forma de avaliar os colaboradores é o melhor caminho.

Por que optar por um sistema de controle de ponto eletrônico digital?

Para quem acompanhou a leitura do texto até aqui, viu que são muitas as responsabilidades e demandas que uma empresa precisa lidar, além disso se você é um gestor ou profissional de RH, com certeza deve passar por uma série de demandas no seu dia a dia que podem ser evitadas ou otimizadas ao optar por fazer uso de um controle de sistema de ponto eletrônico digital.

Você também já deve saber que toda empresa com mais de 20 funcionários tem obrigação de fazer o controle da jornada de trabalho dos seus funcionários e para isso, poder contar com uma solução prática que permite o acesso diretamente do smartphone ou tablet do trabalhador otimiza o processo e dá segurança.

Fazer uso de um sistema de controle de ponto eletrônico digital é a melhor escolha para quem quer gerir o seu negócio com segurança e qualidade, além de diminuir as muitas demandas que fazem parte do dia a dia de uma empresa. O Genyo está entre os melhores sistemas de controle de ponto do mercado.

Com ele é possível fazer o registro de ponto pelo computador, celular ou tablet, seu funcionamento é online e offline, ou seja com ou sem internet. Além disso, através do aplicativo o funcionário consegue ser notificado na hora que deve fazer o registro do ponto, evitando esquecimento e gastos com horas extras que não eram necessárias.

São muitas as funcionalidades e vantagens que este sistema oferece. Inclusive, é possível fazer um teste grátis. Ou seja, você não paga nada para experimentar e ver se realmente funciona. Bom, o difícil é não se apaixonar pelo sistema que é inteligente até no nome.

Ficou interessado? Clique aqui e conheça o Genyo!

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog

Consentimento de Cookies

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando, você declara ciência dos: Termos de Uso, Políticas de Privacidade e Cookies.