Adicional por tempo de serviço: O que é e como funciona?

Entenda tudo sobre o adicional por tempo de serviço e as vantagens de aplicar esse benefício na sua empresa. Veja mais neste artigo!
Sumário
Adicional por tempo de serviço

O mercado de trabalho é altamente competitivo e muitos trabalhadores estão sempre em busca de melhores oportunidades e condições de trabalho. No entanto, existem empresas que valorizam seus funcionários e reconhecem a importância de mantê-los em seu quadro por longos períodos de tempo. Uma das maneiras pelas quais essas empresas recompensam seus trabalhadores é oferecendo o adicional por tempo de serviço.

Neste artigo do Genyo, explicaremos o que é o adicional por tempo de serviço, como funciona, quem tem direito a recebê-lo, quanto é pago e muito mais.

O que é o adicional por tempo de serviço?

O adicional por tempo de serviço é um benefício trabalhista que algumas empresas oferecem a seus funcionários para recompensá-los por permanecerem na empresa por muitos anos. Geralmente, esse benefício é pago como um percentual do salário do funcionário e aumenta conforme ele permanece mais tempo na empresa. Em outras palavras, quanto mais tempo o trabalhador fica na empresa, maior é o valor do adicional por tempo de serviço.

Como funciona o adicional por tempo de serviço?

O adicional por tempo de serviço é geralmente pago mensalmente ou anualmente, dependendo da política da empresa. O percentual pago varia de acordo com o tempo de serviço do funcionário e a política da empresa. Algumas empresas oferecem uma taxa fixa por ano de serviço, enquanto outras oferecem um percentual crescente a cada ano.

Quanto é pago de adicional por tempo de serviço?

O valor pago de adicional por tempo de serviço varia de acordo com a política da empresa. Geralmente, o valor é calculado como um percentual do salário do funcionário, que aumenta com o tempo de serviço. Em algumas empresas, o percentual pode ser fixo para cada ano de serviço, enquanto em outras ele pode ser progressivo.

Já para os servidores públicos, o pagamento funciona diferente. O valor a ser pago a título de ATS pode variar de acordo com a legislação específica de cada esfera de governo e categoria de servidor.

No âmbito federal, por exemplo, a Lei nº 8.112/1990, prevê que o ATS será de 5% do vencimento básico do cargo para cada período de 5 anos de efetivo exercício. Assim, um servidor público que tenha completado 25 anos de serviço público terá direito a um ATS de 25% sobre o seu vencimento básico.

Já em algumas unidades federativas, como São Paulo, o ATS pode ser calculado com base em uma porcentagem sobre o valor do salário-base do servidor, que varia de acordo com o tempo de serviço prestado. Em São Paulo, por exemplo, o ATS é de 5% do salário-base para cada 5 anos de serviço público.

Contudo, vale destacar que o valor do ATS pode ser afetado por outras disposições legais, como os tetos salariais previstos na Constituição Federal ou em leis específicas. Além disso, é necessário verificar a legislação específica que rege o ATS para cada categoria de servidor e esfera de governo, a fim de conhecer os critérios de concessão e o valor do benefício.

Experimente o Genyo e comece a economizar tempo e dinheiro agora mesmo! Com o nosso software de registro de ponto digital, você pode automatizar o cálculo do adicional por tempo de serviço e garantir que seus funcionários recebam o valor correto de maneira simples e eficiente.

Relação do adicional por tempo de serviço com a rescisão trabalhista

O adicional por tempo de serviço também pode ter um impacto no cálculo da rescisão trabalhista.

Quando um funcionário é demitido sem justa causa, ele tem direito a receber alguns benefícios, como aviso prévio, férias proporcionais, 13º salário proporcional e a multa de 40% sobre o saldo do FGTS. Além disso, ele também pode ter direito ao adicional por tempo de serviço.

No cálculo da rescisão trabalhista, o adicional por tempo de serviço é calculado com base no tempo de serviço do funcionário e no valor do salário atual. Se o funcionário tiver direito a receber o adicional por tempo de serviço, esse valor será incluído no cálculo da rescisão, o que aumentará o valor a ser pago pelo empregador.

Quem deve receber o adicional por tempo de serviço?

O adicional por tempo de serviço, conforme diz a legislação de alguns estados, é devido aos seus respectivos servidores públicos. Nesse caso, estando previsto na legislação do estado, será devido o ATS ao servidor público, independente de qual seja seu cargo ou qual área atue.

O adicional por tempo de serviço para os servidores públicos é uma forma de reconhecer o bom trabalho prestado pelo profissional ao serviço público.

Contudo, no que diz respeito às empresas privadas, estas não são obrigadas a ofertarem o adicional por tempo de serviço, sendo algo completamente opcional. O direito ao adicional por tempo de serviço varia de acordo com a legislação de cada país e a política da empresa.

Em alguns países, o adicional por tempo de serviço é obrigatório por lei, enquanto em outros, como no Brasil, é opcional. Entretanto, muitas empresas privadas acabam fornecendo aos seus funcionários o referido benefício, pois estes acabam sendo muito vantajosos para o empregador também.

Como funciona o Adicional por tempo de serviço para funcionários públicos?

O Adicional por Tempo de Serviço (ATS) para funcionários públicos funciona como um benefício concedido aos servidores que já completaram determinado período de tempo de trabalho na administração pública. O objetivo do ATS é reconhecer e valorizar a experiência e a dedicação do servidor ao longo de sua carreira na administração pública.

O ATS para funcionários públicos está previsto em legislações específicas que regulamentam a concessão do benefício para cada categoria de servidor e esfera de governo. Em geral, o ATS é concedido com base em um percentual sobre o vencimento básico do cargo ocupado pelo servidor. Esse percentual pode variar de acordo com o tempo de serviço prestado pelo servidor, geralmente de 5% a cada 5 anos de serviço público.

O ATS pode ser concedido a partir de um período mínimo de tempo de serviço público, que varia de acordo com a legislação específica de cada categoria de servidor. Em geral, o período mínimo é de 5 anos de efetivo exercício na administração pública.

O adicional por tempo de serviço é incorporado ao salário?

O Adicional por Tempo de Serviço (ATS) pode ser incorporado ao salário do servidor público, dependendo da legislação específica que rege o benefício para cada categoria de servidor e esfera de governo.

No âmbito federal, por exemplo, a Lei nº 8.112/1990, que dispõe sobre o Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União, prevê a incorporação do ATS ao vencimento básico do cargo ocupado pelo servidor, após o décimo ano de recebimento do adicional.

Já em outras unidades federativas, como São Paulo, o ATS é incorporado ao salário do servidor após 20 anos de efetivo exercício na administração pública. Em outros estados, como Minas Gerais e Rio de Janeiro, o ATS é incorporado ao salário do servidor de forma gradual, a cada período de tempo de serviço prestado.

Vantagens do adicional por tempo de serviço para empresas privadas

Adicional por tempo de serviço

Embora o adicional por tempo de serviço somente seja obrigatório para os servidores públicos, as empresas privadas e os funcionários dessas empresas também podem se beneficiar bastante de oferecerem esse tipo de benefício. Vamos listar agora algumas das vantagens de se oferecer adicional por tempo de serviço para os seus funcionários:

Motiva os funcionários

Para os funcionários, o ATS pode ser um incentivo a mais para permanecer na empresa, além de reconhecer o seu tempo de dedicação e esforço no trabalho. A concessão do ATS pode também ser um fator motivador para o trabalhador se empenhar ainda mais em suas atividades, buscando se desenvolver profissionalmente e contribuindo para o crescimento da empresa.

Aumenta a remuneração dos funcionários

Além disso, o ATS pode ajudar a aumentar a remuneração dos funcionários ao longo do tempo, o que pode ser especialmente importante em setores em que os salários iniciais são mais baixos. Dessa forma, o ATS pode ajudar a garantir uma maior estabilidade financeira e segurança para o trabalhador e sua família.

Retém talentos

Para as empresas, o ATS pode ser uma forma de reter talentos e de manter funcionários mais experientes na empresa. Isso pode trazer benefícios para a organização em termos de conhecimento acumulado, produtividade e qualidade do trabalho, além de reduzir os custos de treinamento e capacitação de novos funcionários.

Melhora a imagem da empresa

O ATS também pode contribuir para a imagem positiva da empresa, sendo uma ótima estratégia de endomarketing, eis que demonstra um compromisso com o reconhecimento e valorização de seus funcionários. Isso pode ser especialmente importante em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, em que as empresas precisam atrair e reter talentos para se destacarem no mercado.

Otimize a gestão de tempo e aumente a produtividade da sua equipe com sistema de controle de ponto do Genyo! Experimente agora mesmo e veja como é fácil gerenciar os benefícios dos seus funcionários com a ajuda do Genyo!

O adicional por tempo de serviço tem natureza salarial nas empresas privadas?

A jurisprudência trabalhista tem entendido que o Adicional por Tempo de Serviço (ATS) tem natureza salarial e deve ser integrado à remuneração do trabalhador para todos os fins legais. Isso significa que o ATS deve ser considerado como parte da remuneração do trabalhador e deve ser incorporado às demais verbas trabalhistas, como férias, décimo terceiro salário e FGTS, por exemplo.

Isto porque, o ATS é concedido em razão do tempo de serviço do trabalhador, que é um elemento essencial da relação de trabalho. Além disso, o ATS é pago em dinheiro e tem reflexos nas demais verbas trabalhistas, o que reforça a sua natureza salarial.

Como aplicar o adicional por tempo de serviço nas empresas privadas?

Para aplicar o ATS em uma empresa privada, é necessário que a empresa estabeleça critérios claros para sua concessão e os inclua em seus regulamentos internos ou em acordos e convenções coletivas de trabalho. É importante definir o período mínimo de tempo de serviço para que o trabalhador tenha direito ao adicional e a porcentagem a ser concedida em cada ano adicional de serviço.

É comum que as empresas concedam o ATS de forma progressiva, ou seja, aumentando a porcentagem do benefício conforme o tempo de serviço do trabalhador na empresa. Por exemplo, é possível conceder um adicional de 5% do salário após 5 anos de serviço, 10% após 10 anos e assim por diante.

Vale lembrar que a concessão do ATS deve estar em conformidade com a legislação trabalhista brasileira, ou seja, a Consolidação das Leis Trabalhistas, e que é importante que a empresa tenha uma política transparente e justa para a concessão do benefício.

Dicas para os empregadores que desejam oferecer o adicional por tempo de serviço

Se você é um empregador e deseja oferecer o adicional por tempo de serviço aos seus funcionários, aqui vão algumas dicas:

Defina uma política clara

Antes de implementar o adicional por tempo de serviço, defina uma política clara sobre como ele será pago e quem terá direito a recebê-lo. Certifique-se de que todos os funcionários estejam cientes dessa política.

Considere o impacto financeiro

O adicional por tempo de serviço pode ter um impacto significativo nas finanças da empresa, especialmente se ela tiver muitos funcionários com muitos anos de serviço. Por isso, leve em consideração o impacto financeiro antes de implementar o benefício.

Comunique aos funcionários

Certifique-se de que todos os funcionários estejam cientes do adicional por tempo de serviço e como ele funciona. Isso ajudará a valorizar os funcionários e a incentivá-los a permanecer na empresa por mais tempo.

Conclusão

O adicional por tempo de serviço é um benefício valorizado por muitos trabalhadores e pode ser uma excelente forma de recompensar os funcionários que permanecem na empresa por longos períodos de tempo. No entanto, é importante lembrar que cada país tem sua legislação específica e que a política de adicional por tempo de serviço pode variar de empresa para empresa. Por isso, é importante estar ciente da política da sua empresa e dos seus direitos como funcionário.

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog

Consentimento de Cookies

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando, você declara ciência dos: Termos de Uso, Políticas de Privacidade e Cookies.