Confira como ocorre o processo de fusão de empresas, seus desafios e benefícios!

Veja o que é importante na hora de se realizar uma fusão de empresas e porquê muitos negócios têm optado por esse processo! Veja mais neste artigo!
Sumário
fusão de empresas

Já imaginou poder unir forças com outra empresa do mesmo setor, tornando-se uma única companhia bem mais forte e estável? Estamos falando é claro da fusão de empresas, uma tendência em alta no Brasil e em todo mundo.

Essa atitude tem conquistado melhorias para diversas companhias, sobrevivendo inclusive os momentos de grande crise, como foi no caso da pandemia.

Você pode pensar que se fundir com outra empresa é algo simples de ser feito, certo? No entanto, essa prática é bem mais complicada, principalmente quando estamos falando de multinacionais. É preciso que o acordo firmado entre as partes seja o mais detalhado e individual, de acordo com a particularidade de cada empresa.

Se você quer entender como funciona esse processo, confira logo abaixo!

O que é a fusão de empresas?

A fusão de empresas pode ser definida como a junção voluntária de duas ou mais companhias. Normalmente ocorre através de empresas do mesmo ramo, que ao se fundir criam uma nova empresa (não necessariamente com um nome diferente).

Tudo isso ocorre judicialmente, e assim como toda atividade empresarial, também possui riscos. Fundir duas empresas não é sinônimo de sucesso. Portanto, toda fusão necessita de um estudo prévio, gestão de riscos e análises de mercado.

Durante a fusão, o patrimônio de ambas empresas são unificados, assim como também os seus funcionários. Mesmo com toda burocracia envolvida, a fusão de empresas tem se mostrado excelente para expandir a quantidade de clientes, lucratividade, ações, e diversos outros benefícios que movimentam bastante a economia.

Qual a diferença de fusão e cisão?

Nesse caso, a cisão é a ação contrária, onde uma única empresa decide dividir todo seu patrimônio e nome, em duas ou mais empresas. Enquanto na fusão ocorre a junção de empresas para criar uma única, a cisão diz respeito a quebra de uma única empresa, para criar diversas outras.

No entanto, nesse processo não significa que a empresa deixará de existir. Ela pode sofrer uma cisão de parte de seu patrimônio, sem comprometer seu andamento nem necessitar declarar falência.

Qual a diferença de fusão e incorporação?

Já a incorporação ocorre diferencialmente da fusão de empresas. Enquanto a fusão visa a junção das organizações, na incorporação uma empresa é absorvida por outra.

Normalmente um negócio que vai mal, vende a sua empresa para ser incorporada por outra. Dessa forma, a empresa que incorpora, se torna a proprietária de todos os direitos, patrimônio, obrigações e deveres da empresa que foi incorporada.

Na incorporação, a empresa que foi incorporada desaparece ou continua a existir, porém controlada por quem incorporou. É o exemplo do Instagram, que foi incorporado pelo Facebook (atualmente Meta), e continuou com seu nome e funcionalidades, passando agora a ser gerido por outra empresa.

Como é o processo de fusão? O que diz a lei

Inicialmente, empresas com objetivos de negócios parecidos se reúnem para discutir a possibilidade de uma parceria para a criação de um novo negócio. Nessas horas é feita uma extensa avaliação de mercado, os custos e o patrimônio de cada uma e quais serão os benefícios e os malefícios com essa decisão.

Após o negócio ser fechado, ambas empresas agora vão passar por um extenso processo de integração, devendo haver uma boa liderança e gestão para poder conduzir a fusão. Durante o acordo é firmado o termo de aliança, que irá nortear as partes, para que não haja nenhum tipo de prejuízo.

De acordo com a Lei 6.404, de 1976, conhecida como Lei das Sociedades Anônimas, toda fusão de empresas só é decidida através de uma assembleia na qual todas as partes envolvidas estejam presentes, sendo considerado abuso de poder, quando o acionista controlador visa receber alguma vantagem para si, em prejuízo dos demais acionistas.

Quais são as vantagens da fusão

Mesmo sendo um processo extenso, complicado e sensível, a fusão quando bem executada rende diversos benefícios para os envolvidos. Confira alguns deles:

Incremento da receita

Um dos benefícios mais evidentes em uma fusão é o aumento da receita da empresa fundida, visto que, com a maior captação de clientes, consequentemente também se eleva as vendas e oportunidades de negócio.

Esse é um dos principais focos de uma fusão, pois, o lucro que iria para seu concorrente, agora vai todo para a mesma empresa, o que gera um domínio do mercado.

Menores riscos

Os riscos de mercado estão a todo tempo rondando as empresas. Porém, com um patrimônio maior e estável, além da junção de conhecimentos das empresas que se fundiram, os riscos são diminuídos drasticamente, o que contribui para que a empresa consiga sobreviver as adversidades, problemas e crises.

Mercado mais diverso

Mesmo possuindo o mesmo ramo, as empresas de uma fusão podem ter nichos diferentes. Por exemplo, uma determinada empresa de comunicação tem como nicho moradores de uma região mais nobre da cidade, enquanto outra empresa é mais acessível para uma região mais popular.

Dessa forma, com a fusão dessas duas empresas de mesmo ramo, elas passaram a atender nichos diferentes, com um público diverso, expandindo ainda mais o seu local de atuação.

Menores gastos

Outro grande benefício da fusão de empresas é que ocorre as reduções dos gastos, principalmente os gastos desnecessários operacionais. Isso porque com a fusão, na maior parte dos casos a nova empresa passa a operacionalizar em um único local, com um único gasto de impostos, mão de obra, espaço físico, etc.

Com tantos funcionários novos atuando em um único local após uma fusão, é preciso ter em mãos um controle de ponto que comporte toda essa quantidade de pessoas, sem ter um grande custo e que ainda seja rápido, sem criar grandes filas na hora de bater o ponto.

Para isso, o mais recomendado é possuir um controle de ponto digital, como o Genyo, onde os profissionais podem registrar o horário de entrada e saída através de seu próprio celular, computador ou tablet. Dessa forma, o registro digital é feito sem precisar sair da cadeira, e de forma rápida e ágil.

Além disso, na hora do RH calcular o holerite de todos esses profissionais, é tudo bem mais prático, visto que o próprio sistema fornece o compilado de informações, como o total das horas trabalhadas, horas extras e noturnas. Confira como ter esse sistema em sua empresa, clicando aqui!

Tipos de fusão de empresas

Podemos dividir as fusões em 5 tipos diferentes. Essa diferença se dá com base no tipo de relação entre as empresas envolvidas, são elas: fusão do tipo horizontal, vertical, conglomerado, extensão de produto e extensão de mercado. Cada uma dessas categorias irá possuir detalhes para diferenciá-las, conheça.

Fusão horizontal

A fusão horizontal diz respeito a aquelas empresas que possuem produtos, serviços e clientes semelhantes. Dessa forma, o objetivo dessa junção é fazer com que o negócio consiga um mercado ainda maior, tornando o crescimento bem mais ágil, eliminando boa parte da concorrência e economizando mais.

Um exemplo desse tipo de fusão ocorre por exemplo quando dois escritórios de direito trabalhista (serviço semelhante) se unem, para que juntos consigam conquistar um número maior de clientes.

Fusão vertical

Nesse tipo de fusão, as empresas ainda fazem parte do mesmo setor, porém possuem níveis diferentes da cadeia produtiva. Por exemplo, uma fábrica de smartphones se funde com outra empresa que produz boa parte das peças para a sua fabricação.

Dessa forma, a empresa terá o controle da produção das peças e da fabricação do produto, sem necessitar de um gasto intermediário, tornando tudo bem mais econômico.

Além disso, seguindo esse mesmo exemplo, essa empresa ainda pode se fundir com outra responsável pela venda do smartphone. Com isso, ela estará presente em todas as etapas da cadeira produtiva, a produção de peças, fabricação do produto e venda aos clientes.

Conglomerado

Quando duas ou mais empresas de setores diferentes se unem, esse tipo de fusão é considerada como conglomerado, visto que, o único objetivo dessa junção é apenas o de aumentar a renda dos acionistas e expandir seu mercado, ganhando maior extensão em atividades não relacionadas.

Fusão de extensão de produto

Como o nome já diz, essa fusão resulta na extensão de produtos, podendo oferecer um novo produto para a companhia. Dessa forma, as empresas conseguirão ter uma maior quantidade de clientes e controle de mercado.

Um exemplo disso é quando uma rede de refrigerantes se funde com uma rede de sucos integrais, dessa forma, eles conseguirão vender produtos semelhantes (bebidas não alcoólicas) para públicos que preferem refrigerante ou sucos, complementando a renda.

Fusão de extensão de mercado

Nesse último caso, as empresas que se fundem buscando a extensão de mercado, possuem produtos semelhantes, competindo entre si, mas atuando em mercados diferentes, que ao se fundir, conseguem diversificar sua clientela e vender os mesmos produtos em outros locais.

Por exemplo, uma rede de roupas femininas se funde com uma rede de roupas masculinas, dessa forma, o produto vendido é o mesmo (vestuário), no entanto, voltadas para mercados diferentes, que ao se unirem, tem acesso a novos clientes.

Pontos importantes na hora de fazer uma fusão

fusão de empresas

Como falamos anteriormente, para se fazer uma fusão é preciso analisar criteriosamente todos os pontos importantes desse processo. Um deslize, pode gerar resultados desastrosos. Por esse motivo, conheça abaixo algumas formas de se realizar uma fusão corretamente.

Tenha uma comunicação direta e transparente

Durante uma fusão, funcionários de uma organização podem se sujeitar a um alto nível de estresse devido à grande transformação e incerteza que uma fusão pode oferecer.

Por esse motivo, para combater a insegurança e o receio de não ter perspectiva do futuro, seja transparente com seus funcionários, adotando uma comunicação direta e clara, para que todos tenham consciência do processo de fusão, do porquê isso está sendo feito, e quais benefícios eles terão.

Além disso, também adote esse tipo de comunicação com seus fornecedores, pois eles também serão impactados com uma fusão.

Realize acordos claros

Um ponto importante durante a fusão é o acordo feito entre as empresas que estão se fundindo. O acordo entre empresas deve possuir a maior quantidade de detalhes possíveis, para que não exista nenhum tipo de brecha.

É importante deixar todos os pontos bem estabelecidos, para que também não haja objeções durante a fusão, nem que sujam imprevistos que podem atrapalhar ou atrasar a fusão.

Ouça seus funcionários

Antes de decidir sobre uma fusão, ouça seus funcionários. Entenda quais são as suas necessidades e o que seus colaboradores tem a dizer sobre esse processo. Dessa forma, você saberá se terá apoio ou não de seus colaboradores, o que irá refletir no sucesso de uma fusão.

Delegue responsabilidades

Durante uma fusão e qualquer outra mudança importante que sua empresa possa enfrentar, é preciso definir algumas responsabilidades. Cargos importantes como líderes de equipes e grupos são importantes para auxiliar na adaptação.

Junto a isso, outra opção é durante uma fusão, dividir suas equipes de forma multidisciplinar, em pequenos grupos, para que cada um deles sejam trabalhados individualmente, se alinhando as características da nova empresa que surgiu após a fusão.

Faça a incorporação dos profissionais

Um ponto importante antes de pôr em prática uma fusão é iniciar com a incorporação e adaptação dos profissionais para a integração com a nova empresa. Demonstre quais serão todos os benefícios com a fusão, como será a nova cultura da empresa, o tipo de trabalho realizado, etc.

Dessa forma, se torna bem mais fácil a incorporação, visto que os profissionais já conhecerão o novo trabalho, as partes envolvidas na fusão e a cultura organizacional.

Uma grande dificuldade dos gestores durante a incorporação de novos funcionários é no momento de realizar o controle de ponto. Nessas horas, o Genyo se torna a melhor opção, visto que cadastrar novos profissionais na plataforma é simples, sem precisar de um gasto de tempo e dinheiro.

Com o cadastro feito, o profissional só precisa registrar o ponto por meio de seu celular, computador ou tablet, sem precisar fazer crachás, cartões de ponto ou cadastrar biometria, sendo um método bem mais prático e ágil. Confira tudo sobre esse sistema de ponto aqui em nosso site!

Não tenha pressa

Um sério problema durante uma fusão, é quando os envolvidos tentam apressar o processo de mudança. Toda mudança é gradativa e lenta, quando ocorre abruptamente gera prejuízos para o relacionamento e produtividade.

Por esse motivo, considere o tempo necessário para que a fusão se conclua, sem apressar a mudança nem buscar objetivos e benefícios que ainda não estão prontos. Com o tempo você perceberá que os frutos de sua fusão irão se revelar.

Confira mais sobre o sistema que auxilia na fusão de empresas, clicando aqui!

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

Consentimento de Cookies

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando, você declara ciência dos: Termos de Uso, Políticas de Privacidade e Cookies.

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog