O que é franqueado? Franquia é bom ou ruim para a carreira e os negócios?

Muitas pessoas tem uma graninha pra investir, mas não sabem se a ideia de franquia é bom ou ruim. Vem evitar trocar gato por lebre neste artigo! Veja mais neste
Sumário
franquia é bom ou ruim

Ao pensar em franquias, é normal que você pense logo em marcas gigantes e que são encontradas em todos os lugares do mundo. Realmente, essas franquias costumam ter bastante sucesso, mas também um grande investimento. Será que isso também é uma verdade para franquias menores? Para explorar um pouco mais sobre esse assunto, preparamos esse material com as principais informações se franquia é bom ou ruim. Confira na íntegra!

O que é um franqueado?

Um franqueado é uma pessoa jurídica ou física que obtém direitos sobre uma ou mais franquias da mesma ou de diferentes empresas. Possuir uma franquia é uma estratégia empresarial que diversos investidores buscam. Isso porque a ideia de possuir um negócio pode parecer menos assustadora quando se pode contar com uma rede de apoio. Apesar de a franquia possuir de certa forma a sua independência, ela pode aproveitar de benefícios que só uma corporação de grandes redes oferece.

Franquia é bom ou ruim? Vantagens e desvantagens

Se você está estudando a possibilidade de ter uma franquia e ainda está na dúvida sobre as vantagens desse negócio. Confira a seguir os principais benefícios que um franqueado possui ao entrar nesse tipo de parceria.

1- Entrada no mercado

Você já ouviu dizer que as empresas costumam ter prejuízo por até 3 anos após as suas inaugurações? Isso acontece devido a dificuldade que essas redes podem sofrer ao tentar se tornar algo confiável para o público. Isso significa que ao implantar uma empresa que já é conhecida pelo público, as chances de sucesso são bem maiores.

2- Velocidade no lançamento

Diversas empresas, especialmente aquelas que possuem fachadas e estruturas marcantes, oferecem serviços de montagem para as franquias. Dessa maneira, a empresa consegue ter uma estrutura pronta para o atendimento de maneira completa e bem rápida.

3- Contato com colaboradores

Outra vantagem de investir em uma franquia é a possibilidade de manter o negócio sem precisar procurar por fornecedores e parceiros. Com a base de dados da empresa franqueadora, o franqueado pode aproveitar as vantagens sem preocupação.

4-Economia com gestão

As grandes empresas costumam investir em serviços de treinamento para que a equipe atenda o público com eficiência. Porém, como as franquias já possuem uma forma de trabalho conhecido, é comum que elas ofereçam esses serviços para

5- Solucionamento de crise

Em caso de possíveis crises, seja na área que for, a empresa pode contar com a franqueadora para resolver. É claro que nem tudo será responsabilidade da franqueadora, já que situações como essa são resolvidas por contrato.

Quais as desvantagens de ser um franqueado?

Infelizmente, não existem apenas vantagens em ser um franqueado, portanto franquia é bom ou ruim depende muito. É preciso compreender que as franquias também possuem desvantagens e devem ser avaliadas antes de iniciar qualquer negócio. Veja abaixo algumas das principais desvantagens de se ter uma ou mais franquias.

1- Dependência

Realmente, ser um franqueado exige que a rede siga as regras e comandos da empresa principal. Apesar de ajudar na organização de eventos, isso pode ser um problema para quem é bastante criativo. Porém, isso pode ser conversado entre as partes para garantir uma certa possibilidade de escolhas.

2-Falta de suporte

É preciso entender que uma franqueadora não é responsável apenas por uma empresa, e sim por várias. Então, o que pode acontecer é que a empresa fique temporariamente sem suporte, pois a matriz está lidando com outros franqueados.

3- Localização restrita

O que muitas pessoas não sabem sobre os franqueados é que muitos deles não podem nem mesmo escolher em que local ficarão suas empresas ou lojas. A matriz faz um estudo sobre o local e decide onde é melhor colocar a franquia.

4-Problemas com a matriz

Relacionamentos humanos estão fadados a ter desentendimentos. Então, ao ter uma franquia, o responsável deve estar ciente de que problemas individuais com a matriz podem afetar os negócios. Dessa forma, é preciso muita tranquilidade para saber separar as duas relações.

Quais as diferenças de ser um franqueado?

Ao imaginar o negócio dos sonhos, a maioria dos empresários pensa em como colocar a sua cultura e identidade na empresa. Essa é uma forma de trazer para a realidade os sonhos que duraram por anos. Porém, no caso das franquias, nem sempre é possível colocar tanto da personalidade do proprietário. Como a empresa deve seguir uma linha bem marcada quanto a tratamento de cliente, políticas de marketing e similares, é difícil personalizar a marca.

franquia é bom ou ruim

Além disso, para iniciar ou finalizar trabalhos, é preciso de toda uma reunião com a empresa principal. Ou seja, existe uma programação séria e fixa que deve ser seguida por todas as franquias dessa rede.

Como montar uma equipe para franquias?

Assim como qualquer empresa, é necessário fazer uma escolha cuidadosa com a equipe que trabalhará nela. Então, a primeira medida a ser tomada é entender qual a área de atuação da empresa em questão. Depois disso, a empresa precisa saber como atrair as pessoas corretas para os cargos. Para isso, é preciso estudar o mercado e conhecer as possibilidades. Atualmente, o que mais tem funcionado para novas empresas é enviar e-mails para profissionais reconhecidos sobre o interesse da empresa. Depois disso, será necessário realizar um processo de recrutamento comum para selecionar aqueles que melhor se adaptam às vagas.

Contudo, é importante lembrar que algumas franquias exigem certas qualidades dos funcionários. Por isso, a empresa precisa fazer

Como fazer talent acquisition em uma franquia?

Você sabia que quem controla franquias também pode ter acesso a ferramentas de talent acquisition para seus times? Para isso, é preciso de uma certa colaboração entre a matriz e o franqueador. A ideia é promover liberdade suficiente para que o proprietário possa realizar algumas mudanças na equipe.

Com essa liberação, a empresa pode estabelecer quais pontos gostaria de melhorar e quais talentos são necessários para isso. É preciso ter cuidado para que essa movimentação não interfira naquilo que já está dando certo. Esses profissionais, geralmente, são classificados como talentos de liderança, pois ensinarão os mais novos.

Por último, uma boa ideia é explorar essa ideia a partir de uma divisão dentro da própria empresa. A divisão é feita a partir das áreas da empresa, como: setor financeiro, setor de marketing, setor de atendimento, etc. Desse modo, é mais fácil fazer alterações ou encontrar falhas no quadro de colaboradores.

Pode fazer controle de ponto em franquia?

Ao pensar em todo esse pessoal que será preciso recrutar e treinar, muitos empresários se perguntam se podem fazer controle de ponto. A resposta para essa pergunta é: sim! Alguns franqueados dependem das franquias para realizar o controle de ponto, mas na prática, a ferramenta funciona da mesma forma.

Qual o melhor controle de ponto para franqueado?

Atualmente existem diversas ferramentas utilizadas para fazer controle de ponto digital. Algumas empresas utilizam anotações à mão e outras preferem fazer uso de tecnologias como controle de ponto eletrônico. É possível perceber uma grande vantagem no controle de ponto eletrônico devido a sua facilidade de uso e eficiência.

Essa plataforma permite que a empresa faça um controle específico de quem entra e sai das estruturas da rede. Assim, a segurança é melhorada e informações sobre horas de trabalho são melhor administradas.

O Genyo é um dos maiores servidores de controle de ponto eletrônico de todo o país. Com serviços tanto para empresas grandes, quanto para pequenas empresas. Se você procura um serviço de qualidade e atencioso, conte com o Genyo. Para saber mais informações, acesse o site e confira as novidades.

Como funcionam as horas extra de franqueados?

Agora que você sabe que é possível fazer controle de ponto para franqueados, deve estar se perguntando se pode usar essa ferramenta para outros fins. O controle de horas extras trabalhadas é um desses fins. Assim como em qualquer empresa, os franqueados também podem precisar dos serviços dos colaboradores por mais horas.

Para isso, é preciso controlar o tempo que esses profissionais estão em trabalho. Segundo a CLT, os trabalhadores não podem ser obrigados a trabalhar mais do que 2 horas extras diariamente. Essa regra independe se a jornada de trabalho é de 6 ou 8 horas, ambas liberam apenas 2 horas extras por dia.

Com um bom sistema de controle de ponto eletrônico, é possível conferir se os colaboradores estão dentro das horas legais. Isso evita desgastes dentro da empresa e processos trabalhistas.

Como atrelar o treinamento da franquia com o do franqueado?

Depois de estudar a possibilidade de adquirir uma franquia, o proprietário já sabe se os seus ideais combinam ou não com os da empresa. Caso seja necessário e possível, uma boa ideia é fazer uma lista com as melhorias sonhadas para a empresa. A partir disso, fica mais fácil entender o que pode e o que não pode ser feito.

Isso conta tanto para reformas em:

  • Sistema eletrônico e digital;
  • Estrutura física;
  • Mudança no atendimento.

Além disso, é possível utilizar conceitos como a cultura colaborativa para entender melhor o que os colaboradores acreditam que pode ser modificado. Essa estratégia costuma se mostrar super eficiente e traz harmonia para as redes. Essa cultura colaborativa pode ser feita de forma isolada ou como uma comunicação entre as franquias.

Quais os principais erros de um franqueado?

A verdade é que ninguém gosta de pensar na possibilidade de não ter sucesso em um negócio. Porém, um empresário cuidadoso sabe que é preciso tomar alguns cuidados com os riscos de uma franquia.

Se você já tem ou estuda adquirir uma franquia, confira a seguir os principais erros cometidos por um franqueado.

1- Não fazer um projeto financeiro específico

Um franqueado não pode agir como se fosse um autônomo. Apesar de possuírem responsabilidades semelhantes, essas duas personalidades devem entender a diferença de seus projetos. Uma franquia funciona de acordo com a programação de toda uma rede e não segundo a própria empresa. Por isso, antes de iniciar uma franquia, é preciso conhecer o projeto e calcular a possibilidade de acompanhar o cronograma.

2- Não procurar por suporte

Diversos franqueados passam por problemas desnecessários por não buscarem ajuda da franqueadora. O suporte existe por uma razão e deve ser solicitado assim que necessário. Isso evita crises prolongadas e prejuízos para a empresa.

3- Não cumprir com os acordos

Ao se responsabilizar por uma franquia, o franqueado precisa cumprir com algumas regras. Isso não tem nada a ver com acordos entre as empresas, e sim com a Lei. Em caso de não cumprimento das regras, as empresas podem sofrer sérias multas e processos.

4- Erro ao calcular vendas

Outro grande problema que os franqueados enfrentam é não saber lidar com o volume de vendas. Essa situação é observada tanto em momentos em que há grandes volumes, quanto baixos volumes de venda. Por isso, é preciso estar atento à capacidade de venda e às estratégias que a matriz indica.

Quais as franquias de mais sucesso?

Ser franqueado pode até parecer simples na teoria, porém, é preciso estudar alguns casos de sucesso para entender melhor sobre o assunto. Para isso, separamos algumas das maiores franquias do mundo como exemplo abaixo.

Fast food

Com certeza, as empresas de fast food tem grande sucesso em todas as partes do mundo com grande facilidade. Além de as marcas serem conhecidas, essa área atrai clientes pela facilidade de consumo do produto.

Perfumaria e cosméticos

Outra área que vem crescendo no mercado mundial são os itens de perfumaria e cosméticos. Essas redes entram com facilidade em shoppings e estabelecimentos comerciais e costumam ter boa saída.

Educação

A área de franquias também conta com uma grande rede de marcas de educação. Dentro disso encontram-se escolas, escolas de idioma e até reforço escolar. A procura pela área é constante o que garante um bom retorno financeiro.

Tecnologia

Por fim, o ramo de tecnologia nunca para de crescer e as franquias da área aumentam a cada ano. Um investimento seguro, que promete trazer imensos lucros.

Conclusão

Para entender se franquia é bom ou ruim é preciso muita cautela e estudo sobre o mercado. Apesar de ser visto como um investimento mais seguro que os demais, os franqueados devem estar atentos a todas as suas responsabilidades em relação à matriz. Caso os planos de venda e gestão sejam seguidos corretamente, tudo indica que as franquias são uma grande chance de sucesso.

Se você achou este conteúdo interessante, não deixe de conferir outras pautas no blog do Genyo.

Outros artigos relacionados

pme
Gestão de negócios

PME: Tudo sobre as Pequenas e Médias Empresas

Domine o universo das PME com dicas de gestão, inovação e estratégias para impulsionar o crescimento de pequenas e médias empresas. Veja mais neste artigo!

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog

Consentimento de Cookies

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando, você declara ciência dos: Termos de Uso, Políticas de Privacidade e Cookies.