Pirâmide de Maslow: Entenda para que ela serve e como funciona!

Está pensando em usar a pirâmide de maslow como ferramenta para melhor conhecer os profissionais da sua empresa? Entenda sobre! Veja mais neste artigo!
Sumário
pirâmide de maslow

Se você é um profissional de RH, com certeza já deve ter ouvido falar na Pirâmide de Maslow. Ela é uma ferramenta, conhecida mundialmente, que é comumente utilizada por profissionais da psicologia. Por ser uma teoria com muitos ensinamentos, pode ser aplicada em diversos contextos, tanto pessoal, quanto empresarial.

Além disso, a Pirâmide de Maslow, que também é conhecida como Teoria das Necessidades Humanas, foi desenvolvida pelo psicólogo norte-americano Abraham Maslow (1908-1970) com o intuito de separar, de forma hierárquica, as diferentes necessidades que os seres humanos têm.

Esse conceito nos leva a uma reflexão importante sobre as necessidades humanas, principalmente por que, muitas delas estão diretamente relacionadas ao cotidiano do nosso trabalho. Até porque, ter o sentimento de realização profissional é algo que todo mundo deseja.

Então, o Genyo preparou este artigo, para que você possa ter acesso, em detalhes, sobre o que é a Pirâmide de Maslow, para que ela serve, como ela funciona e como ela pode ser aplicada na sua empresa. Acompanhe a leitura até o final para não perder nenhum detalhe!

O que é a Pirâmide de Maslow?

A Pirâmide de Maslow, também conhecida como Teoria das Necessidades Humanas, organiza de formas hierárquicas as necessidades humanas e as classifica de acordo com o nível de importância de cada uma delas.

Criada por Abraham Maslow, a metodologia vai identificar quais são os aspectos essenciais da vida de um indivíduo, que o levam a alcançar a satisfação ou felicidade plena.

De acordo com a teoria, os indivíduos são motivados pelo desejo de satisfazer cada tópico e só sentem desejo de passar para o próximo nível de realização quando conseguem preencher as carências do nível anterior.

Isso significa que, caso o indivíduo não tenha suas necessidades básicas sanadas, ele não vai conseguir nem mesmo se preocupar com as outras mais complexas. Por isso que elas são feitas gradativamente, uma após a outra.

A pirâmide de Maslow é composta pelas seguintes etapas (de baixo para cima):

  1. Fisiologia: respiração, sono, digestão, satisfazer a necessidade de comer e beber, além da reprodução;
  2. Segurança:  manter a segurança do próprio corpo, do emprego, ter uma moradia, segurança dos recursos e para a família;
  3. Social: amizade, relações familiares, relacionamento amoroso, grupos sociais (escola, trabalho, religiosos, grupos de esporte, grupos culturais etc.);
  4. Estima: autoestima, confiança, conquista, respeito das outras pessoas e respeito por outras pessoas;
  5. Realizações pessoais: moralidade, criatividade, espontaneidade, solução de problemas, ausência de preconceitos e aceitação de fatos.

A base da pirâmide é composta pelas necessidades mais urgentes, que estão relacionadas às nossas necessidades fisiológicas. Já no topo, estão as realizações pessoais.

Ou seja, de acordo com Maslow, as pessoas só perseguirão suas realizações pessoais depois de resolver as necessidades relacionadas à fisiologia, segurança, amor/relacionamento e estima.

Reflexões sobre a pirâmide

  1. As necessidades fisiológicas são as mais simples de serem satisfeitas, afinal de contas se trata de necessidades básicas que são inerentes ao ser humano desde o seu nascimento;
  2. Em contrapartida, as necessidades de realização pessoal são praticamente impossíveis de serem satisfeitas,isso porque não se trata de necessidades estáticas, mas sim de necessidades que mudam o tempo todo, principalmente quando surgem novas metas e objetivos;
  3. Um ponto interessante, é que quando variados componentes de uma mesma necessidade são conquistados, a pessoa automaticamente sente-se mais apta para atingir as próximas etapas.
  4. Já quando uma necessidade não consegue ser satisfeita, isso pode acabar gerando frustrações e comportamentos negativos, que podem interferir diretamente na evolução daquele indivíduo.

Abraham Maslow

Abraham Maslow foi o criador da hierarquia das necessidades, era psicólogo e norte-americano. Ele é considerado o pai da Psicologia Humanista e foi um grande contribuinte neste campo, que é um ramo da psicologia em geral e da psicoterapia, considerada a terceira força, ao lado da psicanálise e da psicologia comportamental.

Ao longo dos seus estudos, para a criação da pirâmide, ele percebeu que existiam uma série de necessidades que o ser humano possuía e que poderiam ser hierarquizadas, de acordo com o seu grau de relevância. Assim, ele as organizou em uma pirâmide, partindo da base e indo até o topo.

Depois de criar e ordenar os tópicos que preencheram a pirâmide, Maslow também identificou outras três necessidades inerentes aos seres humanos que são importantes. Se fôssemos colocá-las na pirâmide, elas ficariam acima da realização pessoal.

Vamos conhecer um pouquinho mais sobre elas a seguir!

Necessidades além da Pirâmide de Maslow

Necessidade de aprendizado

Todo ser humano tem, individualmente, vontade de aprender, entender e conhecer a respeito do mundo em que vive.

Necessidade de satisfação estética

Pode ser entendida como a ânsia pela beleza, simetria e, até mesmo, pela arte como um todo.

Necessidade de transcendência

Essa é uma necessidade que está relacionada à espiritualidade do indivíduo, com a sua fé, conexão com a natureza, aceitação da mortalidade etc.

Como funciona a Pirâmide de Maslow?

Como mencionado anteriormente, de acordo com a pirâmide, as necessidades são satisfeitas uma de cada vez. Isso porque, segundo os estudos de Maslow, o ser humano só sente necessidades de níveis hierárquicos mais altos quando as necessidades consideradas mais básicas já estão satisfeitas.

Ou seja, isso quer dizer que um indivíduo não vai partir para realizar necessidades de estima, se suas necessidades sociais ainda não estiverem satisfeitas.

Por isso que a Pirâmide de Maslow é uma ferramenta essencial para que o RH de uma organização consiga mostrar para os seus colaboradores que se eles estiverem em níveis superiores da pirâmide, logo eles estarão,  produzindo e tendo melhores resultados dentro do ambiente organizacional.

Da mesma forma, a pirâmide vai servir como um termômetro para que os gestores possam perceber o lugar que o colaborador realmente ocupa na sua empresa, e quais são as necessidades que ele tem para conseguir continuar a fazer o seu trabalho.

Uma excelente ferramenta que também pode servir de ajuda para as demandas do RH e dos gestores com os seus colaboradores, é um sistema de controle de ponto eletrônico digital. Clique aqui e conheça as funcionalidades do Genyo!

Para que serve a Pirâmide de Maslow no ambiente organizacional?

Se uma empresa deseja que seus colaboradores sejam motivados e realizem suas funções com excelência, então para conseguir isso ela vai precisar manter um ambiente capaz de atender às necessidades básicas deles. Como por exemplo as necessidades fisiológicas e de segurança, é importante que encontre métodos para garanti-las.

Quando pensamos em um ambiente organizacional, a Pirâmide de Maslow serve para dar conta das necessidades dos gestores de compreender em qual dos degraus da pirâmide os colaboradores estão.

Alguns pontos que podem ser avaliados, por exemplo, são a existência de desmotivação e sua origem, quais necessidades não estão sendo atendidas e o que é possível ser feito para atendê-la.

As empresas que optam por usar a Pirâmide de Maslow demonstram que estão interessadas e preocupadas com as necessidades de seus colaboradores e não há nada melhor em um ambiente organizacional do que ter funcionários motivados e engajados, pois eles sabem que a empresa também se preocupa com eles.

Dessa forma, ao perceber que existe foco da corporação em agir positivamente, o colaborador automaticamente sente-se motivado a alcançar os próximos degraus da pirâmide.

Aplicações da Pirâmide de Maslow

Agora que você já sabe o que é a Pirâmide de Maslow, suas necessidades, seu funcionamento e para que ela serve, está na hora de aprender quais são as suas aplicações. Veja a seguir!

Motivacional

Quando pensamos em motivação, estamos falando de algo em que a Pirâmide de Maslow se encaixa perfeitamente, como ferramenta. Isso porque, sua principal função é expor os motivos pelos quais os indivíduos buscam evoluir.

Um ponto interessante é que apesar de Maslow afirmar que só pensamos nos níveis posteriores depois de cumprirmos os anteriores, na prática, é totalmente possível considerarmos tópicos de níveis diferentes para nos motivar a ter um melhor desempenho no trabalho.

Inclusive, podendo usar como estímulo às necessidades de: garantir a segurança da família, ter uma moradia, autorrealização, moralidade, ser estimado pelos outros. Mesmo sendo necessidades de diferentes categorias, elas são levadas em conta quando se trata de um objetivo motivacional.

Profissional

A Pirâmide de Maslow além de motivar, também pode ser útil em outros aspectos profissionais direcionados para cada indivíduo, inclusive como uma ferramenta de autoconhecimento. É possível usar as suas etapas e definições de necessidades para identificar quais delas são os principais catalisadores.

Além disso, também é possível identificar os motivos pelos quais o seu colaborador trabalha, o que faz ele querer crescer e evoluir, entre outras. O autoconhecimento é um exercício importantíssimo, ele tem o poder de além de motivar, ajudar a tomar decisões necessárias sobre onde se está e aonde quer chegar.

Organizacional

Já no ambiente organizacional, a Pirâmide de Maslow é uma técnica riquíssima para entender quais são as motivações de seus colaboradores e também de seus clientes. Além de ser ótima para usar como base de pesquisas de clima organizacional ou questionários de satisfação.

Principalmente para os profissionais de RH que, por trabalharem com gestão de pessoas, precisam realizar atividades voltadas para os funcionários da empresa, para que eles possam ter um melhor desempenho no trabalho e isso impacta em um clima organizacional favorável.

Prospecção de clientes

Usar as informações coletadas ao aplicar a Pirâmide de Maslow, entendendo quais são as  necessidades que motivam aquele indivíduo, pode ser uma excelente forma de conseguir montar procedimentos que estudem as melhores formas de atrair ou abordar o consumidor.

Para isso é necessário entender que o cliente está sempre em busca de suas necessidades e de avançar nas etapas da pirâmide. Mas é importante ter cuidado para que as ações não acabem sendo excessivas e isso afaste os cliente ao invés de atraí-los.

Marketing

Neste aspecto, a Pirâmide de Maslow vai ser fundamental para o entendimento de que não se deve acessar os clientes em contextos excessivamente racionais.

Isso porque, o lado emocional do indivíduo é o que mais influencia em suas decisões e comportamentos, ou seja, para além daquilo que o cliente enxergar, a estratégia deve ser montada com base nas suas respostas emocionais e, claro, nas necessidades daquele público.

Gestão de pessoas

A Pirâmide de Maslow é uma ferramenta fundamental para melhorar a experiência do colaborador em todos os seus níveis.

Com ela é possível identificar formas de  horário de almoço, garantir sua saúde, descanso, plano de carreira, garantia de estabilidade, promoções, aumento de salário, etc.

Possibilitando que o colaborador possa conquistar autonomia e realização profissional

Além disso, a pirâmide também é muito útil para auxiliar no desenvolvimento de ações de engajamento, atraindo o trabalhador e o motivando a querer permanecer na empresa.

Como a Pirâmide de Maslow pode ajudar a entender a motivação do seu colaborador?

pirâmide de maslow

É inegável que todo empresário e/ou gestor de uma empresa sonha em ter uma equipe motivada, que pensar aja como se fosse o próprio dono da empresa e que tenha orgulho de pertencer àquela organização.

Para que isso seja possível, é importante que o reconhecimento exista, que se desenvolva um plano de carreira, políticas de bonificação, entre outras coisas.

Mas o que muitos gestores ainda não compreendem, é como eles podem avaliar a motivação dos seus funcionários e adotar estratégias para aumentar esse sentimento.

Bom, a pirâmide de Maslow é um recurso que pode ajudar a pensar e encontrar soluções assertivas sobre este assunto.

O que podemos aprender com a pirâmide de Maslow é que de nada adianta tentar motivar um colaborador que está, literalmente, lutando pela sua sobrevivência.

Para conseguir mudar essas circunstâncias, é importante promover um ambiente de trabalho seguro e estável, onde o colaborador se sinta motivado a buscar novas etapas de realização.

Outro ponto importante para se ter em mente é que as pessoas não trabalham apenas para comer e ter um teto para dormir, elas precisam de motivações diferentes para continuar seu desenvolvimento rumo à realização pessoal.

Por isso, aspectos como conexão verdadeira com o propósito da empresa, podem fazer toda a diferença na motivação do funcionário.

Se você gostou do texto e quer conhecer um sistema de controle de ponto eletrônico digital que pode trazer soluções inovadoras e revolucionárias para o

RH da sua empresa, clique aqui, faça um teste grátis e conheça o Genyo!

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog