O que é a gestão democrática e como utilizá-la?

A gestão democrática é uma ferramenta utilizada por empresas de todo o mundo. Saiba como ela ajuda a melhorar a produtividade. Veja mais neste artigo!
Sumário
gestão democrática

Para gerir um negócio, não basta apenas ter noção de mercado e questões financeiras. Apesar de esses dois pontos serem importantes, é preciso que eles estejam atrelados a uma forma de gestão eficiente. A técnica de gestão democrática é uma maneira de habilitar a equipe para alcançar o sucesso. Neste artigo, discutiremos um pouco mais sobre o que é a gestão democrática e como utilizá-la.

Afinal, o que é gestão democrática?

A gestão democrática surgiu como uma opção para quem procura uma forma de utilizar a cultura colaborativa de maneira eficiente. A ideia é permitir que a equipe faça parte das decisões de maneira ativa e ajude a empresa a crescer.

Diversos profissionais compartilham sobre os seus problemas com as empresas devido a um excesso de autoridade dos superiores. Isso cria uma sensação de competitividade que ultrapassa o limite saudável e cria problemas profundos. A gestão democrática permite que os funcionários deem suas opiniões e transformem a empresa.

Como fica a questão da liderança com a gestão democrática?

Muitas pessoas acreditam que a gestão democrática acaba com a liderança ou com a ordem dentro de uma empresa. Porém, o que é observado é exatamente ao contrário disso. Nas empresas em que a gestão democrática é utilizada, a imposição dá lugar para o respeito. Respeito esse que acontece em ambos os lados, tanto do empregado para com a empresa, quanto o contrário. Assim, a probabilidade de que os direcionamentos dos líderes sejam seguidos e respeitados é bem maior. O objetivo dessa ferramenta não é obrigar o trabalhador a seguir um plano de trabalho, e sim permitir que ele tenha autoridade sobre o seu próprio papel.

Para quem é a gestão democrática?

Apesar de  ser um método inovador e que traz diversas vantagens, a gestão democrática não se mostra eficiente para todas as empresas, nem para todos os funcionários. Na maioria das vezes, a gestão democrática funciona para aquelas empresas que estão interessadas em atualidades e em proporcionar a melhor experiência para os colaboradores. Geralmente, há uma grande parcela de funcionários da Geração Z nessas equipes. Essas pessoas se interessam por este tipo de dinâmica e trabalham bem com a gestão democrática.

Quanto a área de atuação, empresas dos mais diversos ramos podem fazer uso das técnicas da gestão democrática, basta conhecer as ferramentas necessárias.

Como aplicar a gestão democrática nas empresas?

Para aplicar a gestão democrática é preciso saber os objetivos e limites da empresa antes de iniciar o processo. Conhecer a equipe de funcionários é o primeiro passo para alcançar esse conhecimento. Para isso, avalie a capacidade da equipe de se comunicar e  conversar tranquilamente sobre assuntos importantes. Para que a gestão democrática funcione, é preciso que os colaboradores estejam dispostos a encontrar meios-termos. Com essa constatação, é possível iniciar o trabalho com base na gestão democrática. Veja abaixo algumas formas de praticar essa ferramenta.

1- Apresente a gestão democrática para a equipe

Para que esse estilo de trabalho funcione, os colaboradores precisam entender todos os detalhes sobre ela. Então, é importante promover rodas de conversa e até workshops sobre a gestão democrática. Essas ações podem ser promovidas pelo time de RH de forma bem didática e simples de compreender. Permita que os trabalhadores façam perguntas e realmente conheçam como a gestão democrática funcionará.

2- Prepare os líderes

É comum que pessoas em cargos de liderança se sintam rebaixadas após a implantação da gestão democrática. Isso porque suas visões sobre autoridade estão ligadas diretamente no direito de obrigar outros funcionários a realizarem certas ações. Quando a gestão democrática é instalada, essas pessoas podem causar danos à empresa ao não se adaptarem ao novo sistema.

Dessa maneira, o melhor a ser feito é conversar com os colaboradores em cargo de liderança sobre as mudanças que irão acontecer. É preciso deixar claro que essas mudanças não farão com que o trabalho deles deixem de ser importantes. E que esse tipo de gestão o auxiliará a obter resultados ainda melhores.

3- Faça anotações sobre a produtividade

O grande objetivo das empresas que trabalham com a gestão democrática é conseguir resultados melhores de produtividade.Desse modo, é interessante obter anotações sobre a produtividade antes da implementação do novo sistema. A partir disso, a empresa consegue comparar os dados e descobrir se a ferramenta realmente funciona.

 4- Estude a possibilidade de divisão de tarefas em equipes

Muitas empresas têm problemas com a gestão democrática devido a falta de divisão de tarefas. Quando as pessoas possuem demandas individuais, é mais fácil sentir que a interferência de terceiros pode prejudicar o trabalho. Então, quando a empresa tenta dividir o trabalho em equipes, os funcionários se sentem mais à vontade para contribuir um com os outros. Assim, a gestão democrática funciona de maneira mais fluida e interessante.

5- Invista em outros benefícios

Modificar a forma com que a equipe trabalha pode ser algo bem estressante, por isso, uma boa ideia é oferecer outros benefícios aos colaboradores. Isso ajuda a melhorar os níveis de aceitação e faz com que a mudança seja relacionada a algo bom. Veja abaixo alguns exemplos de benefícios que podem ser oferecidos:

  • Vale-alimentação;
  • Melhorias no espaço de trabalho;
  • Possibilidade de flexibilidade de horas de trabalho;
  • Investimento em controle de ponto eletrônico.

Vale-refeição

O vale-refeição é um dos benefícios mais procurados por profissionais em todas as áreas do mercado. Essa ferramenta permite que o trabalhador tenha acesso a alimentação mais balanceada para ele e sua família com gastos menores. As empresas que oferecem esse tipo de benefício ou similares costumam ter turnover menor e maior aprovação entre os trabalhadores.

Melhorias no espaço de trabalho

Ter um espaço de trabalho confortável e tranquilo é essencial para produzir bons resultados. Então, realizar reformas pode ser uma boa forma de melhorar a relação dos colaboradores com a empresa. Com isso, eles se sentem mais motivados para realizar as suas demandas de modo eficiente.

Possibilidade de flexibilidade de horas de trabalho

Outro ponto que costuma agradar profissionais de todas as áreas é a flexibilidade de horas de trabalho. Assim, ele tem ainda mais autoridade sobre o seu trabalho e consegue ter uma qualidade de vida melhor. Isso porque é possível adaptar as horas de trabalho para conseguir realizar outras atividades, como consultas com médico, participação em algo da escola dos filhos etc.

Controle de ponto eletrônico

Você sabia que o controle de ponto eletrônico é uma das tecnologias mais procuradas por empresas de todas as áreas? Essa tecnologia pode ser utilizada por toda e qualquer empresa que trabalhe com um time de colaboradores. Com o auxílio dessa plataforma, o trabalhador perde menos tempo ao entrar e sair da empresa e se sente mais seguro.

O Genyo é um dos maiores fornecedores deste serviço e atende empresas de todos os tamanhos pelo Brasil. Se você se interessou pela possibilidade de trabalhar com essa tecnologia, confira o site e veja mais informações sobre o controle de ponto eletrônico.

Como funciona a gestão democrática no Home Office?

Agora que a possibilidade de trabalhar com o Home Office está mais presente do que nunca, muitas empresas se perguntam como adaptar suas atividades. Para aquelas empresas que trabalham com a gestão democrática, é possível haver um pouco de dúvida quanto ao seu uso nessas condições.

Todo mundo sabe que ao trabalhar em Home Office, a empresa possui menos autoridade sobre o trabalhador. Isso acontece devido a dificuldade de saber realmente como o trabalhador está se comportando durante o expediente. Então, o único controle que o empregador possui é a avaliação dos resultados apresentados.

Ou seja, esse é um ótimo exemplo de gestão democrática que funciona. Isso pode ser utilizado como um treinamento para o uso da ferramenta no cotidiano.

Quais as vantagens da gestão democrática?

gestão democrática

O que mais motiva as empresas a buscarem pelo sistema de gestão democrática é a quantidade de vantagens que ele oferece. Veja abaixo algumas das principais vantagens que as corporações que adotam esse sistema possuem.

Maior velocidade no solucionamento de crises

De fato, é muito mais fácil resolver uma crise quando se pode contar com mais uma pessoa para encontrar a solução. Pensando nisso, essa gestão permite que um grupo de pessoas avalie o mesmo problema em conjunto. Por conta disso, as empresas que utilizam esse tipo de sistema têm menos problemas e resolvem crises rapidamente. Essa é uma grande vantagem para o Setor Financeiro da empresa que evitar gastar desnecessariamente durante as crises.

Alcança mais objetivos

Ao trabalhar em conjunto, é mais simples garantir a motivação de todas as pessoas e auxiliar a proporcionar uma ajuda mútua. Isso faz com que a equipe alcance mais objetivos.

Isso é ótimo para aquelas empresas que trabalham com o atingimento de metas ou outras ferramentas semelhantes.

Melhor relação entre os funcionários

Ao compartilhar conquistas e dificuldades com um grupo de pessoas, é compreensível que elas se tornem mais próximas. A gestão democrática permite que os colaboradores conheçam o dia a dia do trabalho dos colegas. Desse modo, eles possuem mais empatia pelos outros, o que é essencial para melhorar o relacionamento entre eles.

Igualdade

É comum observar falta de igualdade nas empresas por conta de preconceitos, favorecimento e interesse. Uma forma de evitar que isso aconteça é possibilitar a gestão democrática. Essa ferramenta coloca os funcionários em um lugar parecido e dá voz para que eles comuniquem sobre problemas na empresa.

Quando a gestão democrática não dá certo?

Infelizmente, nem sempre esse tipo de gestão funciona. Ainda existem muitas pessoas que se baseiam na autoridade para lidar com as responsabilidades no trabalho. Ao perder essa autoridade, elas se veem perdidas e podem não saber como agir. Nesse caso, o melhor a fazer é voltar ao sistema normal de funcionamento. Contudo, é preciso garantir que esse funcionário não está se aproveitando da sua posição.

Para isso, converse com os funcionários que respondem a esse superior e pergunte como é a sua postura no trabalho. Apesar de ser comum e corriqueiro, ser um líder autoritário não corresponde mais com as necessidades do mercado.

Qual a relação do plano de carreira com a gestão democrática?

Pode não parecer, mas a gestão democrática é super importante para o plano de carreira. Considerando que o objetivo desse plano é fazer com que o profissional permaneça na empresa e cresça, o ideal é que ele se relacione bem com a equipe. Ao instalar a gestão democrática, o profissional possui desde cedo uma relação mais profunda com os colegas. E, ao chegar à posição de líder, ele entenderá melhor o que cada funcionário tem como desafio  na empresa. Dessa maneira, ele consegue criar um espaço mais compreensivo para o crescimento desse profissional dentro da empresa.

Como talent acquisition pode ajudar nesse tipo de gestão?

Para que a gestão democrática funcione, é importante contar com pessoas dispostas a fazer esse sistema dar certo. Essas pessoas naturalmente são aquelas que possuem talentos na comunicação. Então, ao pensar em montar uma equipe focada na gestão democrática, o ideal é encontrar aquelas que se comunicam bem e gostam de ajudar. Além disso, é importante contar com pessoas com talentos de liderança para que mantenham o time motivado durante os desafios.

Diante disso, a empresa deve solicitar que, durante o recrutamento, sejam realizadas atividades que facilitem a observação de talentos nos candidatos. As técnicas de talent acquisiton são as mais indicadas para isso.

Como evitar que o engajamento caia?

A verdade é que a gestão democrática funciona como qualquer outro tipo de gestão e, por isso, deve ser avaliada de perto pelos superiores. Para manter o engajamento é importante lembrar a equipe sobre os benefícios desse tipo de gestão, especialmente se ela estiver passando por problemas. Outro ponto importante pode ser demonstrar a evolução dos resultados desde a implantação do sistema.

Conclusão

A gestão democrática pode ser uma ferramenta de grande sucesso, caso a empresa se prepare para colocá-la em prática. É essencial poder contar com os profissionais corretos para garantir a produtividade da equipe a todo instante.

Se você achou este conteúdo interessante, não deixe de conferir outras pautas no blog do Genyo. Clique aqui para acessar o site e saber mais sobre as tecnologias presentes no mundo corporativo e sobre os serviços de controle de ponto eletrônico para empresas de todos os tamanhos.

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

Consentimento de Cookies

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando, você declara ciência dos: Termos de Uso, Políticas de Privacidade e Cookies.

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog