Como a dinâmica de grupo podem ajudar na motivação da sua equipe

Entenda como a dinâmica de grupo traz motivação para sua equipe e quais as melhores opções para aplicar essa estratégia! Veja mais neste artigo!
Sumário
Dinâmica de grupo

Todo bom gestor procura por meios e estratégias para desenvolver suas equipes, o que pode exigir um espírito de liderança forte e muito planejamento. Entre elas, uma das mais populares é o uso de dinâmica de grupo, especialmente quando os colaboradores apresentam baixos níveis de motivação.

No entanto, nem todo mundo sabe exatamente como elas funcionam, suas principais características e de que formas aplicá-las no ambiente corporativo.

Nesses casos, esses processos podem acabar gerando ainda mais ruídos na comunicação e desconfiança entre os funcionários. Pensando nisso, preparamos umas dicas sobre as melhores dinâmicas de grupo para motivação e como aplicá-las. Confira logo abaixo!

O que é uma dinâmica de grupo

Apesar de ter se popularizado nos últimos anos, as dinâmicas de grupo são bem antigas, mas foram cunhadas apenas em 1940 pelo psicólogo Kurt Lewin. Segundo o pesquisador, as pessoas tendem a apresentar comportamentos distintos quando estão realizando alguma atividade em grupo, sejam eles bons ou ruins.

Dessa forma, se tratando da vida organizacional e dos ambientes de trabalho, a importância do gerenciamento de equipes vem se tornando cada vez maior. Afinal, através da interação das pessoas umas com as outras, os objetivos de uma organização podem ser alcançados com mais facilidade e eficiência.

Inclusive, elas não são utilizadas apenas no ambiente corporativo, mas também em entrevistas de emprego, análise do perfil comportamental de crianças, terapia em grupo e muito mais.

É uma excelente forma de identificar e entender como cada indivíduo reage ao  ao se deparar com cenários de competitividade, pressão ou em que grandes problemas devem ser resolvidos.

Tipos de grupos para dinâmicas

Apesar de muitos gestores entenderem o que são dinâmicas de grupo, acabam não levando muito a sério a importância de conhecer os diferentes tipos de grupo.

No entanto, cada um deles pode alterar completamente os resultados dessas atividades e a forma como cada um deve agir. Para começar, a própria definição de grupo pode ser confusa para alguns, visto que geralmente é ligada a um grande número de indivíduos. No entanto, quando pelo menos duas pessoas interagem entre si e apresentam certa influência sobre os outros, as dinâmicas já podem ser feitas.

Ademais, existem algumas regras implícitas no que caracteriza os grupos, especialmente no ambiente do trabalho. Entre elas, a mais importante é a de que todo grupo tem um líder formal, geralmente o gestor.

Além disso, é comum encontrar um “líder informal”, aquela pessoa que se envolve nas atividades da liderança, mas que não foi reconhecida no direito de fazê-las por ninguém.

Por fim, também é importante entender que cada membro deve desenvolver uma atividade específica, mas sempre influenciando as expectativas e percepções de outros membros. Com isso em mente, conhecer os tipos de grupos pode deixar o trabalho de qualquer líder ou gestor muito mais fácil.  São eles:

Grupos primários e secundários

Basicamente, os grupos primários são formados por aquelas pessoas com um objetivo em comum. Por conta disso, seus membros tendem a apresentar características e valores semelhantes, o que geralmente os deixa com um menor número de indivíduos, como um grupo de amigos. Já os secundários contam com relações interpessoais não tão profundas, sem nenhum objetivo comum, como setores de empresas e outros órgãos profissionais.

Grupos formais e informais

Esses são os grupos mais fáceis de serem visualizados em um contexto organizacional. Para resumir, os grupos formais são criados de forma deliberada para alcançar tarefas específicas. Por conta disso, possuem tarefas bem delegadas, canais de comunicação, regras e uma cadeia hierárquica.

Por outro lado, os informais não são criados por nenhuma gerência ou liderança, mas nascem de forma espontânea através da interação entre os seus membros. Podem até contar com uma hierarquia, mas nada determinado por regras ou normas sociais.

Grupos grandes e pequenos

Por fim, os grupos pequenos e grandes possuem nomes autoexplicativos. Ainda assim, é importante entender que grupos grandes, por exemplo, se caracterizam por interações interpessoais mais tímidas ou menos comuns, visto que eles não se comunicam ativamente uns com os outros.

Quais são os elementos mais importantes da dinâmica de grupo?

Independente do tipo de grupo, toda dinâmica conta com quatro estágios básicos essenciais para que ela apresente bons resultados. Através disso, os líderes podem rastrear melhor o comportamento de cada membro e orientá-los da melhor forma possível. São eles:

Formação

Essa fase ocorre logo nas primeiras reuniões da equipe, onde ainda surgem muitas dúvidas como: “Por qual motivo estou aqui?”, “O que devo fazer nesse momento?” o que é muito comum durante entrevistas de emprego ou novos cargos.

Nesse momento, o importante é que os membros passem a interagir mais, desenvolvendo mais conforto e se apresentando uns aos outros.

Brainstorm 

Nesse estágio, os indivíduos passam a expressar suas ideias e diferenças com mais conforto, geralmente se aproximando daqueles com princípios e objetivos semelhantes. Ainda assim, é um momento mais sensível, visto que estão se conhecendo e disputando um lugar na hierarquia do grupo. Por conta disso, essa fase exige que eles já estejam bem envolvidos, sempre com o acompanhamento do líder para que possam se expressar.

Normatização

Nesse momento, o objetivo em comum do grupo passa a se tornar mais claro, onde geralmente já são estabelecidas as ideias de como eles podem ser alcançados. Assim, o líder da equipe deve se concentrar em delegar os papéis para cada um deles, a estrutura hierárquica e quais as regras para que eles possam alcançar suas metas.

Desempenho

Como último estágio, esse é o momento em que a equipe já está engajada e trabalhando em conjunto para alcançar os seus objetivos. É o momento em que o líder deixa-os “caminharem com as próprias pernas” e passa a assumir uma participação menos direta na dinâmica.

O que são as dinâmicas de motivação?

Basicamente, as dinâmicas de motivação possuem o objetivo de avaliar quais funcionários apresentam a capacidade de realizar suas tarefas e objetivos. Para isso, exigem que os próprios colaboradores já apresentam uma certa predisposição, além de se identificarem com as causas e princípios da organização.

É um tipo de estratégia utilizada especialmente durante o recrutamento e treinamento de novos profissionais, podendo ser feito das mais diversas maneiras. No entanto, muitos gestores acreditam que esse processo inclui coerção e certo medo entre os funcionários, então acabam usando suspensões e demissões para tentar estimulá-los.

Porém, o verdadeiro propósito das dinâmicas de motivação em grupo é fazê-los entender a importância de suas tarefas para que possam trabalhar com mais vontade e eficiência.

Para muitos, é uma excelente forma de engajar todos os profissionais de qualquer parte da hierarquia do trabalho. Além disso, pode reduzir bastante os gastos da empresa com a troca constante de empregados. Ainda assim, é necessário ter um ambiente com certas características mais amigáveis às dinâmicas.

Como começar as dinâmicas de grupo

Dinâmica de grupo

Agora que você entende os tipos de grupo e o que são as dinâmicas de motivação, elas podem se tornar muito mais fáceis de serem planejadas.

Ainda assim, não é incomum se deparar com empresas que gastam muitos recursos com atividades que tentam envolver seus funcionários, mas que muitas vezes acabam sem sucesso.

Esse é um sinal claro de falta de comunicação e transparência dentro da empresa. Neste sentido, é importante estabelecer os seguintes pontos:

Criar uma espírito de equipe

Sem exceção, toda empresa enfrenta desafios, o que pode criar momentos de tensão e estresse entre os funcionários. Caso os líderes não consigam elaborar estratégias eficazes, elas podem ser até mesmo levadas à falência.

Porém, segundo especialistas, esses momentos também podem servir para construir o espírito de equipe entre os colaboradores, tornando-os mais proativos na hora de enfrentar problemas.

Isso deve exigir um espírito de liderança bem forte à frente do time, especialmente quando um gestor precisa estimular alguns indivíduos a deixarem seus medos e aflições para trás.

Incentivar a socialização entre os membros do grupo

Como em qualquer ambiente, cada indivíduo de uma equipe possui características e personalidade próprias. Logo, é importante que cada um saiba como interagir com o outro, sempre conhecendo e respeitando suas qualidades ou defeitos.

Para isso, muitos gestores já experientes recomendam incentivar a socialização entre esses indivíduos, o que pode tornar o dia a dia ainda mais leve.

Melhores dinâmicas de motivação em grupo

Algumas dinâmicas motivacionais podem trazer resultados bem significativos, mas é preciso saber como elas funcionam e de que forma executá-las.

Dinâmica das cores

Essa dinâmica é muito utilizada para fortalecer o laço entre os membros do grupo, além de construir um canal mais aberto de comunicação entre os indivíduos.

É uma excelente forma de introduzir a cultura de feedback na empresa, por exemplo. Para isso, vai precisar de papel sulfite e caneta. Com os materiais em mãos, deverá distribuir todos os participantes em uma mesa redonda e logo em seguida, através de um sorteio, eles deverão saber sobre qual outro membro devem opinar.

Claro, é importante estabelecer que eles não podem escrever ofensas, mas preencher os seguintes pontos: “continue a”, “comece a” e “pare de”. Depois do feedback, sem identificar os autores, entregue a folha para os respectivos colaboradores.

Dinâmica do sociograma

Muito popular, a dinâmica do sociograma utiliza observação e contextualização para apresentar um gráfico com as relações entre os membros do grupo.

Através disso, é possível apontar os vínculos e de que forma esses indivíduos se influenciam no dia a dia. Esse é o tipo de processo que ajuda a reconhecer a estrutura hierárquica do time, muitas vezes destacando os indivíduos mais influentes.

Bem semelhante ao exercício anterior, ele vai exigir que papel e caneta sejam distribuídos para membros, nos quais deverão responder às seguintes perguntas:

  • Se você fosse para uma ilha deserta, levaria qual pessoa do time?
  • Na hora de organizar uma festa, quem desse grupo escolheria para ajudá-lo?
  • Se você fosse sorteado com uma viagem e pudesse levar 3 pessoas desse grupo, quem você levaria?

Por fim, é só comparar essas respostas para entender quem é a pessoa mais confiável ou maior referência da equipe.

Dinâmica das histórias

Para aqueles que amam contar histórias, essa pode ser a dinâmica perfeita, especialmente em empregos que exigem um pouco dessa habilidade.

Muitas lojas, por exemplo, utilizam esse processo para estimular a imaginação dos seus colaboradores e fazer com que possam trabalhar com os problemas encontrados no dia a dia.

Basicamente, o grupo deve ser dividido em equipe de até 5 pessoas, onde cada uma dessas equipes devem receber uma lista com substantivos e verbos.

Em seguida, deverão escrever uma história usando todas as palavras da lista de acordo com a ordem que forem apresentados. Dessa forma, os membros poderão trabalhar em equipe e enfrentar seus desafios, mesmo com opiniões contrárias e discussões.

Dinâmica dos objetos pessoais

Essa dinâmica funciona de forma bem simples, mas é um fator motivacional bem forte para muitas pessoas. Nela, cada membro do grupo deverá entregar um objeto de valor sentimental nas mãos de outro alguém.

No começo, pode parecer uma tarefa bem difícil, visto que ninguém sabe se esse item será cuidado com respeito e zelo. Quando os objetos forem distribuídos, será estipulada uma data para que eles possam ser devolvidos para os seus donos.

Ao chegar esse dia, todos devem falar o que descobriram sobre o colega a partir do item que passaram a cuidar. Esse é o tipo de dinâmica de grupo perfeita para equipes e empresas onde existem muitos conflitos entre os colaboradores e a desconfiança é constante.

O que causa uma dinâmica de grupo ruim?

Você conheceu a dinâmica de grupo e pôde conferir diversas opções dessa estratégia, mas é importante saber o que evitar para não ter seu objetivo fracassado durante a dinâmica.

Geralmente, os líderes dos grupos são determinantes para uma dinâmica apresentar resultados positivos ou negativos. Afinal, quando a liderança é franca, outro membro mais dominante pode acabar assumindo o comando, gerando conflitos de legitimidade, brigas internas e prioridades erradas.

Por outro lado, quando essa autoridade é aplicada de forma excessiva, pode acabar limitando os funcionários, especialmente na comunicação.

Além disso, outras questões que causem bloqueios nas dinâmicas, como uma timidez natural de um indivíduo ou sabotagem de outros, pode acabar atrapalhando o fluxo de informações nesse processo.

Portanto, também é papel de todo gestor verificar se existem indivíduos apresentando esse tipo de comportamento e desenvolver a melhor estratégia para lidar com eles.

Ao conhecer sua equipe, poderá orientar o desenvolvimento dos indivíduos com muito mais precisão. É por esse motivo que entender as fases e tipos de grupos é tão importante, visto que eles podem ajudar bastante a antecipar os possíveis problemas e identificá-los ainda na fase inicial.

Por fim, manter os funcionários engajados e motivados é muito importante, seja através de horários de trabalho mais justos e que podem ser acompanhados com um controle de ponto, uma boa cultura de comunicação ou até objetivos em comum.

Para isso, é só seguir algumas das dicas citadas acima e elaborar estratégias que possam manter sua equipe engajada em seus objetivos. Se você quer encontrar outras dicas para o seu negócio, clique aqui  e tenha acesso a muitos outros artigos.

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

Compartilhe este artigo

Consentimento de Cookies

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando, você declara ciência dos: Termos de Uso, Políticas de Privacidade e Cookies.

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog