Como fazer o controle da produtividade dos funcionários
23 nov 2020

Como fazer o controle da produtividade dos funcionários

controle da produtividade

Ter o controle da produtividade dos funcionários é indispensável para o planejamento estratégico de uma empresa. Esse controle ajuda a estabelecer metas, descobrir gargalos e entender quais resultados pode se esperar do desempenho de cada colaborador.

Como consequência, é possível traçar estratégias para aumentar o grau de competitividade no mercado. Além disso, trata-se de uma forma perfeita para conhecer a saúde dos processos de produção aí da sua organização. Afinal de contas, esse assunto está diretamente relacionado ao capital humano, um dos patrimônios imateriais mais importantes para o funcionamento do mercado de trabalho.

Neste texto, vamos abordar algumas das questões mais importantes da análise de desempenho dos colaboradores. Além de entender sua importância, você terá direcionamentos e ferramentas para desenvolver – em sua plenitude – essa tarefa fundamental para a gestão de pessoas.

Ficou interessado no assunto? Então, vem comigo e aproveite essas informações que nós da equipe de Controle de Ponto Digital Genyo temos para você.

 

O que é produtividade?

Como um bom gestor que se preze, você certamente já observou que uns colaboradores produzem mais que outros. De maneira individual, cada um tem seu modus operandi para realizar todas as etapas dos processos de produção. É conhecida como produtividade, a relação entre o que se produz, o tempo e os recursos gastos.

Com o controle de produtividade da equipe em mãos, você consegue dar dois passos valiosíssimos para elevar a qualidade de sua gestão:

  1. entende os problemas a serem solucionados;
  2. identifica os pontos positivos que podem ser motivados

A partir dessas duas observações acima, fica mais fácil traçar as estratégias e planejamentos ideais para suavizar, otimizar e agilizar os processos que desenvolvem o trabalho do time. Agora que compreendeu o conceito, chegou a hora de conhecer um cálculo que te ajudará a entender os níveis de produtividade do seu pessoal.

 

Como calcular a produtividade dos funcionários?

Ah, a matemática! A maravilhosa ciência das fórmulas e números é uma ótima alternativa para explicar e compreender quase tudo. Dito isso, o cálculo da produtividade pode ser representado assim:

Produtividade = Output / Input

Calma, que já te explico o significado de cada um desses termos usados na conta acima. Veja bem como é fácil:

  • Output: é a quantidade de produtos e serviços produzidos.
  • Input: é a quantidade de recursos utilizados, como, por exemplo, a quantidade de horas trabalhadas empresa.

Você pode adaptar a fórmula para diversos campos em sua empresa, ou seja, é possível medir a eficiência de um maquinário utilizado, calcular a produtividade de um determinado funcionário, entre outras coisas.

Exemplo prático: suponha que em uma determinada equipe, os profissionais Paulo e Marcos são os dois responsáveis pelo serviço de suporte ao cliente. Para mensurar a produtividade deles, você pode pensar em dois itens, sendo que o primeiro é a quantidade de atendimentos realizados por hora.

  • Paulo atendeu a 14 pessoas (output), em 8 horas de trabalho (input), durante um dia. Usando a fórmula (14/8), descobrimos que sua produtividade foi de 1,75 pessoa/hora.
  • Marcos orientou a 16 clientes, na mesma jornada de trabalho. Logo, sua produtividade foi de 2 [duas] pessoas/hora.

Em primeira análise, Marcos é mais produtivo do que o colega. Agora, vamos considerar como índice a quantidade de atendimentos que receberam avaliação positiva pelo cliente:

  • Paulo atendeu a 11 pessoas de maneira satisfatória em 8 horas de trabalho. Sua produtividade é de 1,3 atendimento de qualidade/hora.
  • Já Marcos atendeu 12 clientes de forma satisfatória no mesmo período. Logo, sua produtividade foi de 0,75 atendimento de qualidade/hora.

Viu só como o resultado sobre produtividade mudou? O funcionário mais ocupado, nem sempre é o mais produtivo. Do ponto de vista da satisfação do cliente, Marcos é o atendente mais produtivo. Se a qualidade for um dos indicadores de produtividade da empresa, o segundo cálculo é mais importante para o seu trabalho como gestor.

É importante, no entanto, frisar que as diretrizes acima não são as únicas formas de conhecer a capacidade produtiva da sua equipe. Para completar o seu entendimento sobre esse assunto, você precisa compreender mais sobre esses índices. Continue comigo, e já te explico tudo sobre essa questão.

 

Os indicadores de produtividade dos funcionários

Os chamados “indicadores de produtividade” têm a função de diagnosticar o despenho do funcionário. Entre outras variáveis, esses índices consideram tempo, quantidade, qualidade do serviço entregue e cumprimento de metas. A seguir, você confere um esqueminha com os principais indicadores:

  • Indicadores de qualidade: medem se o objetivo traçado foi alcançado. Em uma transportadora, por exemplo, cada entregador tem a meta de cumprir 85% das entregas com no máximo 3 minutos de atraso.
  • Indicadores de capacidade: são os termômetros que medem o tempo necessário para que seus funcionários cumprissem a meta. Com esses dados, é possível identificar se a meta foi cumprida ou superada, bem como se é viável aumentar os níveis de exigência da sua equipe.
  • Indicadores estratégicos: é o cruzamento de dados entre o que foi estabelecido na estratégia e os resultados obtidos. Essas informações possibilitam análises sobre a eficiência da estratégia, isto é, se você está no caminho certo, ou se precisa de rever posicionamentos e recursos.

Os indicadores de produtividade se adaptam às demandas de sua empresa. Para fazer suas escolhas, o gestor precisa conhecer bem de perto a sua equipe.

 

Considerações importantes para fazer o controle de produtividade

Antes de partir para suas análises, projeções e cálculos, o gestor precisa considerar uma série de situações. Fatores como nível de satisfação, identificação com a empresa, relacionamento com colegas de equipe, por exemplo, estão entre os que podem comprometer a produtividade de um funcionário. Se usar a metodologia People Analytics, você consegue mapear todas essas questões.

Para acompanhar os dados bem de perto, nada melhor do que a cultura do feedback. Uma eficiente reunião no formato One-On-One pode te ajudar a coletar várias informações atualizadas e sinceras, bem como humaniza a sua relação entre empresa e funcionários.

 

Genyo: tecnologia para ajudar no controle de produtividade

Se você chegou até aqui, certamente percebeu que o tempo é um fator imprescindível para fazer o controle de produtividade dos funcionários de sua equipe. Com o controle de ponto digital, você é capaz de monitorar os indicadores que ilustram o desempenho dos membros do seu time. É aí que entra em cena o Genyo, a solução que vai suavizar a sua gestão de pessoas.

Além de automatizar o fechamento da folha de ponto, esse serviço te ajuda a entender quais colaboradores conseguem gerenciar melhor o próprio tempo. E não se preocupe, pois, essa plataforma é respaldada pela portaria 373 do Ministério do Trabalho.

No cotidiano corporativo, fazer a marcação de ponto é o primeiro item da to do list de um funcionário. De forma automatizada, são computadas as horas trabalhadas, intervalos e horas extras, por exemplo. Com base nesses dados, é possível associar a minutagem trabalhada com os índices de produtividade de cada colaborador. A partir daí, o gestor consegue observar quem produziu mais, em quanto tempo e – consequentemente – descobrir os motivos que possam ter estagnado a produção.

Quer conhecer mais benefícios do controle de ponto digital para a sua gestão de pessoas? Não perca mais tempo e venha conhecer o Genyo, um serviço que é inteligente até no nome.

Seja o primeiro

Qual sua opinião sobre o assunto?

Seu email não será publicado ;)