Tudo o que você precisa saber sobre gestão de benefícios

Você já ouviu falar em gestão de benefícios? Caso nunca tenha ouvido esse termo ou queira saber mais sobre o assunto, confira o artigo! Veja mais neste artigo!
Sumário
Gestão de benefícios

Na disputa pelo destaque de marca no mercado de trabalho, as empresas que buscam voltar os seus investimentos para a melhora no clima organizacional e gestão de benefícios têm uma grande vantagem em relação aos concorrentes.

Isso se dá pelo fato de que essas duas ferramentas estão fortemente relacionadas e ajudam a elevar os níveis de satisfação, produtividade e segurança de todos os membros da equipe.

Desse modo, ao contrário do que muitos empregadores pensam, investir em melhorias na gestão de benefícios não é um custo a mais para o negócio mais, sim, um investimento que gera retorno para toda a corporação.

Afinal, ampliar a carteira de benefícios dos funcionários contribui para melhorar os resultados além de elevar os índices de satisfação interna. Além disso, ter trabalhadores engajados e comprometidos em cumprir suas metas e tarefas diárias que levam o negócio ao sucesso, é o sonho de qualquer empreendedor.

Portanto, conceder bons benefícios e fazer uma boa gestão deles é um dos primeiros passos que os gestores devem dar para fazer com que os funcionários sintam vontade de vestir a camisa da empresa e darem o seu melhor para alcançar cada vez mais resultado.

Desse modo, fica claro que, apesar de o salário ser um ponto muito importante para o funcionário, ele não é o único fator que leva o colaborador a decidir sobre a sua permanência ou não na corporação. Como é tratado e os benefícios oferecidos são, sem dúvida, o maior diferencial.

Visto isso, nós da equipe Genyo elaboramos esse artigo para esclarecer o que é, como funciona, quais são os benefícios, além de explicar o porquê da sua importância dentro do ambiente de trabalho.

Portanto, continua a leitura atenta do texto, com cuidado para não deixar nenhuma informação importante. Ao final, você irá entender como o simples redirecionar investimentos pode reter os funcionários e trazer resultados incríveis para a sua empresa.

O que é gestão de benefícios?

A gestão de benefícios é um conjunto de mecanismos alinhados à visão da empresa cujo objetivo é oferecer outras formas de remuneração ao funcionário além de seu salário fixo. Assim, visa trazer resultados em relação à motivação e segurança da equipe, tendo como consequência, o aumento da produtividade e  retenção de talentos.

Em resumo, é como uma corporação organiza e gerencia os direitos e benefícios oferecidos aos trabalhadores, desde a escolha dos incentivos até o seu efetivo recebimento pelos funcionários.

Desse modo, quando a empresa não investe em uma boa gestão pessoal, pode acarretar inúmeros prejuízos tanto para a corporação, que perde os investimentos e não consegue agregar valor aos cargos oferecidos, quanto para os trabalhadores, que não sentem motivação para dar o seu melhor no serviço.

Assim, ter uma gestão de benefícios com funcionários bem preparados para exercer essa administração é fundamental também para assegurar um clima organizacional saudável dentro da empresa, além de garantir que os funcionários alcancem seus objetivos pessoais e profissionais e sejam assim motivados a permanecerem em seus cargos.

Ademais, o investimento em benefícios que não estão necessariamente previstos na constituição, é também uma forma da empresa melhorar a sua imagem externa, afinal, uma vez satisfeitos com o seu trabalho, os próprios funcionários reforçam e disseminam a ideia de que é uma corporação de confiança, empática, prestativa e respeitável.

Além disso, geralmente a parte empresarial que fica responsável por esse gerenciamento dos benefícios é o setor de Recursos Humanos (RH) ou departamento pessoal. Esse trabalho é considerado uma ferramenta estratégia de gestão, pois, uma empresa que faz um gerenciamento de qualidade já tem uma boa vantagem em relação aos concorrentes.

Desse modo, parte dos custos com benefícios concedidos pode ser subsidiado pela empresa ou pago parcialmente pelo funcionário, com descontos entre outras vantagens opcionais.

Em suma, a gestão de benefícios é uma remuneração indireta e é importante que no momento de decidir quais benefícios serão conhecidos, a corporação analise os perfis dos funcionários para oferecer aqueles que de fato atendam as suas necessidades.

Alguns desses benefícios são regulamentados pela lei e outros são incluídos na lista de gratificação conforme o perfil da organização e de seus colaboradores. A seguir confira os principais benefícios previstos na lei:

Férias

As férias são um período de descanso essencial para todos os trabalhadores, é o momento em que eles consegue recarregar as energias desgastadas pela rotina exaustiva do trabalho e cuidar da sua saúde física e mental.

Afinal, ter 30 dias de férias a cada 12 meses trabalhados é um direito do funcionário previsto pela CLT. Porem, essas ferias também podem ser proporcionais ao período trabalhado com  duração inferior a um ano.

Vale-transporte

O vale-transporte é um benefício trabalhista cujo objetivo é permitir que o colaborador possa se deslocar até o local de trabalho, assim como possa voltar para casa ao final do seu dia de trabalho.

O valor do vale-transporte é, segundo a legislação, obrigatório de ser transferido no início de cada mês, para que o funcionário tenha condições de se deslocar ao local de trabalho durante aquele período.

Em outras palavras, o vale-transporte é um benefício cujo valor é antecipado a todos os funcionários. Por isso, esse valor acaba sendo descontado do salário dos empregados, sendo repassado para cada um deles após isso.

Licença maternidade

Esse  é um dos direitos trabalhistas mais conhecidos, a licença maternidade. É um período que assegura que a mulher que está prestes a conceber um filho ou acabou de adotar uma criança permaneça afastada do trabalho.

Esse afastamento tem uma duração de 120 dias e a solicitação pode ser realizada em até 28 dias antes do parto por meio de um atestado médico. Assim a mulher poderá se ter um período de preparação antes da chegada da criança e após o nascimento ou adoção.

Auxilio doença

O auxílio-doença é um tipo de licença de caráter previdenciário concedido em situações de doenças ou lesões graves. Ou seja, quando o trabalhador está com alguma doença debilitante ou sofre alguma lesão que impossibilite exercer suas atividades laborais, ele tem direito ao auxílio.

Lembrando que essa doença ou lesão pode ser sido causada no serviço, ou não. O profissional precisa, por um atestado médico, comprovar que está incapaz de realizar suas funções no trabalho por mais de 15 dias.

Um exemplo dessa situação é quando o funcionário precisa passar por alguma cirurgia ou sofreu alguma fratura e necessita se afastar para se recuperar. Nesses casos, o afastamento dura uma média de 6 meses.

Ademais, existem outros benefícios legais que a empresa tem a obrigação de oferecer a seus funcionários e, justamente por estarem previsto na lei, exigem uma gestão ainda mais atenta para não atropelar nenhum direito e acarretar problemas judiciais futuros, são eles:

O décimo terceiro salário, aposentadoria, previdência privada corporativa, seguro contra acidentes de trabalho, folga semanal remunerada, adicional noturno, de insalubridade ou de periculosidade e horas extras.

Somado a isso, entre os benefícios espontâneos, isto é, aqueles que a empresa oferece aos funcionários para os motivarem e que não são obrigatórios pela lei, podemos citar:

Licença remunerada em caso de doença, seguro de vida em grupo, plano de saúde medico, hospitalar ou odontológico, check-up médico periódico, refeições subsidiadas, cestas básicas, bolsas de estudos, estacionamento, auxilio funeral, academia, empréstimo de automóvel, entre outros.

Qual a importância e as vantagens da gestão de benefícios?

Gestão de benefícios

Para que a gestão de benefícios em uma corporação tenha de fato os resultados esperados, é preciso que o gestor ofereça incentivos conforme as necessidades dos funcionários, identificando os pontos mais valorizados por eles e que também concorde com a cultura da empresa.

Desse modo, a importância de uma boa gestão está na valorização do capital humano, elevando os níveis de engajamento, dedicação e satisfação dos funcionários naquele ambiente de trabalho, além de melhorar o clima. Somado a isso é uma ferramenta estratégica capaz de alavancar os resultados da corporação.

Afinal, colaboradores satisfeitos e seguros, se sentem mais motivados para exercerem as suas funções com o máximo de eficiência possível. Desse modo, a gestão de benefícios é de suma importância tanto para o crescimento e desenvolvimento pessoal e profissional dos funcionários, quanto para o sucesso da organização.

Visto isso, confira as principais vantagens que essa gestão consegue trazer para a corporação:

Aumento da produtividade

Quando uma empresa começa a investir na gestão de benefícios, é certo que a produtividade da empresa irá aumentar gradativamente.

Isso se dá pelo fato de que quando os funcionários percebem que a organização se preocupa em investir no desenvolvimento pessoal e nas necessidades de cado um, eles se sentem mais valorizados e enxergados. Sentem que não são vistos apenas como ferramentas.

A partir disso, os colaboradores se sentem mais motivados em se dedicar mais nas suas tarefas e buscar meios de aprimorar as suas funções. Consequentemente, esse engajamento influencia positivamente nos resultados de produtividade da empresa.

Retenção de talentos

Quando o índice de rotatividade, isto é, entrada e saída de novos funcionários, está muito alto, isso não é um ponto positivo para a empresa. Isso porque, a organização acaba arcando com o prejuízo de novas contratações e treinamentos de recrutamento.

Dessa forma, quando a organização investe em um bom gerenciamento, dos benefícios, consequentemente, acaba diminuindo o índice de turnover. Isso porque, gradativamente, os profissionais da equipe vão ficando cada vez mais motivados a exercerem as funções em seus cargos  e não sentem vontade de mudar para outra empresa.

Consequentemente, com uma maior dedicação, os profissionais se tornam mais qualificados e a promoção de cargo acontece com mais facilidade, o que também estimula os colaboradores a permanecerem na corporação.

Melhora o clima na empresa

Outro benefício super perceptível em uma empresa que adota essa ferramenta de gestão, é um ambiente de convívio organizacional mais saudável.

Com esse investimento, os trabalhadores se sentem mais confiantes, valorizados e seguros dentro de seu cargo. Assim, isso contribui para amenizar o clima de tensão e competição na organização.

Visto que, ao conceder bonificações, prêmios por desempenho, viagens, entre outros benefícios, o bem-estar dos colaboradores aumenta e, consequentemente, o ambiente de convivência tem uma melhora significativa.

Promoção da imagem da empresa

Dentro do universo empresarial, é normal que o maior objetivo de qualquer empresa é crescer do mercado de trabalho e ganhar mais visibilidade do público.

Logo, fica claro que se aquela corporação vira um lugar em que muitas pessoas almejam trabalhar, por ter um processo de gestão de benefícios de qualidade e inclusivo, possivelmente, é porque já alcançou um patamar elevado no mercado.

Dessa forma, quando os funcionários criam uma identidade e uma sensação de pertencimento com a empresa, é normal que contribua para construiu uma imagem positiva sobre ela dentro e fora do ambiente de trabalho.

Afinal, o trabalhador é a ferramenta chave na construção de uma organização de qualidade. Ele é o principal fator capaz de fazer o nível da empresa subir ou diminuir.

Aumenta a integração entre a empresa e o funcionário

A gestão de benefícios  também são uma ótima oportunidade de promover uma melhor comunicação entre todos os membros de uma equipe.

Assim, quando uma empresa começa a investir nessa ferramente e, consequentemente, na comunicação interna, é certo que a sua produtividade irá aumentar gradativamente.

Isso acontece pelo fato de que quando os funcionários percebem que a organização se preocupa em investir em meios para que as suas demandas e necessidades sejam ouvidas, eles se sentem mais valorizados e enxergados.

Além disso, alguns desses benefícios podem incluir tanto os líderes quanto os ideados como, cafés da manhã, ou lanches da tarde gratuitos que envolvam todos, visando sair um pouco da rotina e possibilitar a integração com os membros de outros setores e, consequentemente, um estreitamento nas relações.

Desse modo, é criado um sentimento de pertencimento a empresa. Assim, com o conhecimento de tudo o que está se passando no ambiente de trabalho, a produtividade da equipe será afetada positivamente.

Chegamos ao fim de nosso artigo e a nossa equipe espera que após todas essas informações você tenha conseguido entender o que é a gestão de benefícios e qual a importância dela no ambiente de trabalho.

Para mais artigos sobre o universo profissional  e empresarial o confira mais textos em nosso site e ao contratar nosso serviço, ganhe 15 dias grátis!

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog