18 mar 2020

Home office com disciplina: como fazer controle de ponto de casa?

Controle_de_Ponto_Home_Office_Genyo_banner
Em tempos de agravamento do Coronavírus e Novo Coronavírus (o Covid-19), o Home Office pode ser uma alternativa viável para manter a empresa funcionando mesmo se os colaboradores estiverem em trabalho remoto.

Conduzir a própria jornada laboral, ser produtivo e desempenhar as tarefas no conforto do lar… no afago da montanha ou até mesmo de frente o mar? Apesar de ter previsto uma série de coisas, nem mesmo os roteiristas da trilogia De Volta Para o Futuro conseguiram imaginar situações parecidas para o meio corporativo. Porém, acontece que o mercado de trabalho do século XXI driblou a equipe do cineasta Steven Spielberg, pois o home office já é uma realidade em empresas espalhadas ao redor do mundo.

O texto de hoje ampliará seu leque de informações a respeito do trabalho remoto. Além de se inteirar sobre os aspectos legais e conhecer o funcionamento, você terá algumas dicas de boas práticas para nortear os seus colaboradores que trabalharão de casa. Ah! Também te apresentaremos a ferramenta digital que ajudará sua equipe de RH a fazer o controle de ponto desses funcionários que trabalham à distância.

Está pronto para uma conversa que vai realmente fazer a diferença nos seus negócios? Então continue por aqui. Ao longo das próximas linhas, a gestão de pessoas da sua empresa mudará para melhor.

 

Neste artigo você vai aprender:
→ O que é home office?
→ As 5 boas práticas para o trabalho remoto
→ Como fazer controle de ponto no trabalho remoto?

 

O que é home office?

Traduzindo ao pé da letra, home office é o escritório em casa. Também chamado de teletrabalho, este tipo de jornada possibilita que as funções sejam executadas nos locais mais variados possíveis. Regulamentado com a Reforma Trabalhista de 2017, o trabalho remoto segue as diretrizes que a CLT determina para as empresas: máximo de 44 horas semanais, controle de horas extras e benefícios previstos em lei. O único adendo é que empregador e funcionário precisam acordar sobre o fornecimento e manutenção dos equipamentos de trabalho.

É importante esclarecer que trabalhar de casa não significa  ficar 100% do tempo fora da empresa. Na verdade, o mais comum é que o trabalhador faça esse tipo de programa em dois ou três dias da semana. Nos casos de home office em tempo integral, recomenda-se que o funcionário compareça à empresa e participe de reuniões com os demais colegas. Afinal de contas, longas jornadas de trabalho à distância podem provocar comportamento relapso, dispersão e até queda na produtividade.

Há 10 anos o home office que conhecemos hoje era algo impensável. Diante do conservadorismo das empresas, o trabalho de forma remota não era visto com bons olhos, pois, daria margem para que o funcionário fizesse qualquer coisa, exceto trabalhar. Sendo assim, o caminho normal era deixar que o futuro resolvesse esse tabu.

Como o futuro sempre chega, essa modalidade de emprego é mais do que real. De acordo com uma pesquisa recente da agência de recrutamentos Catho, cerca de 25% dos profissionais trabalham de casa ao menos uma vez por semana. Segundo o mesmo estudo, 72% dos entrevistados acreditam que esse recurso provoca impactos positivos na produtividade profissional.

 

As 5 boas práticas para o trabalho remoto

Caso você imagine o home office como trabalhar de pijamas, com a TV ligada e com uma cervejinha bem gelada do lado do computador, saiba que sua imaginação foi longe demais. Na verdade, trabalhar de casa exige a mesma seriedade quando se está na sede da empresa.

Se está pensando em implantar o teletrabalho na sua empresa, aqui está um checklist com as 5 melhores práticas para o trabalho remoto.

  1.  Home office não é parque de diversões

    A nossa casa é o melhor lugar do mundo. É prazeroso ter o sofá, a cama, as guloseimas na cozinha, os pets e a família por perto. Agora, imagina só trabalhar a apenas alguns passos de distância disso tudo? Acontece que fazer home office exige disciplina, foco e seriedade. Sendo assim, é preciso lidar com as tentações que nosso próprio lar oferece, ou seja, na hora de trabalhar, o escritório em casa deve ter toda privacidade possível para que a produtividade não seja comprometida.

  2. Gerenciar o tempo

    Saber gerenciar o tempo é uma das habilidades fundamentais para a realização do teletrabalho. Como há mais comodismo e até mais conforto, pode ser que inconscientemente o funcionário trabalhe mais em casa do que no escritório tradicional. Por isso, é preciso ter cuidado para não converter os minutos antes perdidos no trânsito em banco de horas.

  3. Vestimenta adequada

    Fazer home office exige bastante profissionalismo e isso começa na hora de escolher a roupa para trabalhar. Aquele par de pantufas bem confortável, o moletom surrado e a camiseta mais levinha – que muita gente gosta de usar para dormir – em nada combinam com o trabalho à distância.

O desleixo na vestimenta pode refletir na qualidade e na seriedade com que as tarefas são executadas. Por isso sugerimos se vestir tal como fosse cumprir uma jornada normal de trabalho na empresa. A gravata e o sapato social estão dispensados no conforto do lar, pois também não é pra tanto.

4. Não deixar o escritório invadir o lar

Nos momentos em que estiver disponível para a família, o funcionário precisa sair de cena. Depois que terminar a jornada de home office, o ideal é não atender telefonemas ou checar e-mails relacionados ao trabalho. Caso contrário, vai ser difícil convencer os entes queridos de que as obrigações laborais não estão invadindo o lar. Por essas e outras, trabalhar de casa é uma motivação a mais para que cada minuto do horário de serviço seja realmente dedicado à realização das tarefas.

5. Obedecer os horários de trabalho

Por mais que tenha suas flexibilidades, o home office não pode dar brechas para que o funcionário acorde no meio da tarde e comece a fazer suas tarefas. Se a empresa funciona em horário comercial, das 09h às 18h, o ideal é que o colaborador que trabalha de casa siga esse cronograma. Desta forma, são evitados os desencontros que possam comprometer a boa execução e comunicação com a empresa.

 

Como fazer controle de ponto no trabalho remoto?

Conforme dito linhas acima, o teletrabalho exige muita disciplina com o tempo. Além disso, fazer home office não exclui a obrigação de contabilizar as horas trabalhadas. E já que é impossível instalar o obsoleto relógio de ponto onde o home office é realizado, qual é a melhor jeito de colher as informações para fechar a folha de ponto do funcionário? A resposta só pode ser o controle de ponto digital.

Trata-se de um sistema de controle de ponto regulamentado por lei e que fornece dados de forma prática e segura. Com alguns poucos toques, o RH tem em mãos todos os relatórios que indicam a jornada de trabalho completa dos funcionários.

 

Mas como fazer controle de ponto eletrônico em home office com disciplina?

O controle de ponto Genyo é a opção mais eficiente no mercado. Incrivelmente completa, a plataforma disponibiliza estatísticas em tempo real sobre os funcionários. Com base em informações blindadas, a tecnologia mostra quem cumpre a jornada de trabalho corretamente – e assim te ajuda a evitar problemas com a justiça do trabalho.

O sistema e aplicativo possui funcionalidades planejadas para deixar a gestão da jornada de trabalho remoto mais completa. Com o aplicativo em mão, seus colaboradores nunca esquecerão de registrar ponto graças aos lembretes agendados. Ao registrar o ponto, é possível saber a localização exata do colaborador em um mapa e até solicitar a identidade dele por meio de uma foto. Além disso, a plataforma mostra se seus colaboradores cumprem o expediente corretamente e se possuem banco de horas positivos ou negativos. Desta forma, seu RH não terá dificuldade para mensurar a produtividade de quem trabalha de casa.

No final das contas, esse recurso reúne segurança, praticidade e flexibilidade em um só aplicativo – sempre com a intenção de facilitar a sua gestão de pessoas. Se você acaba de entrar no mercado ou já é veterano, essa ferramenta – que é genial até no nome – é a tecnologia que vai revolucionar os seus negócios!

Seja o primeiro

Qual sua opinião sobre o assunto?

Seu email não será publicado ;)