19 fev 2018

Controle de Ponto para Vendedor Externo Realmente Existe?

controle de ponto para vendedor externo

Você procurou na internet inteira e não encontrou algo que diga se realmente existe controle de ponto para vendedor externo. Então podemos dizer que sua busca acabou, pois existem software e aplicativo próprios para esse fim! Vamos ensinar agora como implantar essa tecnologia grátis em sua empresa em menos de 10 minutos!

 

Neste artigo você vai aprender:

O que a empresa sofre por não acompanhar a equipe externa.

Os principais desafios de quem tem vendedores externos.

4 em 1: dicas para melhorar a gestão de quem trabalha na rua.

Como engajar os vendedores externos na causa da empresa.

Controle de ponto para vendedor externo: qual usar?

 

Até pouco tempo atrás o controle de ponto era feito de forma manual com papeleta e livro ponto. Isso inviabilizava acompanhar a rotina do funcionário externo, pois são métodos inseguros e inviáveis. Atualmente já existe tecnologia de controle de ponto que abrange também o funcionário que trabalha na rua. E claro, com segurança e cobertura da legislação do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

 

O que a empresa sofre por não acompanhar a equipe externa

A legislação trabalhista tem regras específicas para esse tipo de colaborador e não cumpri-las pode terminar na justiça do trabalho. Claro que você não quer que isso aconteça e a solução é assistir o dia a dia do funcionário. Isso significa dar suporte a ele no que for necessário para que suas atividades sejam desempenhadas com leveza.

As maiores reclamações trabalhistas são relacionadas às horas extras, honorários, danos morais e o não recolhimento do FGTS. O caso mais comum está relacionado ao não pagamento de horas extras e erros de contabilização. Acontece que grande parte dessas horas extras, principalmente as realizadas pelos funcionários externos, não precisariam ter sido feitas. Isso acontece devido à má organização da empresa em relação às tarefas da equipe.

Para todas as formas de acionamento na justiça, a empresa pode sofrer sanções como pagar os débitos atualizados com juros e correção ao funcionário, multa por descumprir a legislação trabalhista e, em casos extremos, o encerramento das atividades da empresa.

 

Os principais desafios de quem tem vendedores externos

Se sua empresa é da indústria ou comércio, é possível que você tenha vendedores ou representantes comerciais. Esse tipo de funcionário geralmente trabalha com agenda e suas visitas são definidas com antecedência. Como geralmente esse trabalhador recebe, além de um salário fixo, um percentual de comissão de venda, sua rotina acaba se tornando bastante acelerada. Isso significa que a maioria dos vendedores externos não comparecem na empresa durante semanas e registrar ponto é um desafio.

Outro grande problema de fazer a folha de ponto do vendedor externo é a transcrição das anotações. Muitos representantes comerciais anotam a jornada de trabalho e entregam ao RH para que seja “passada a limpo”. Porém esse tipo de controle de ponto é vulnerável e sujeito a fraude. E sua empresa com certeza não quer passar por processos trabalhistas.

E se você se identificou com esse cenário aí em sua gestão, não fique chateado! Essa é a realidade de várias empresas do seu segmento, seja ela do setor logístico, farmacêutico, comércio ou indústria.

Para provar que a mobilidade veio pra ficar, veremos que nem o livro ponto ou o relógio biométrico, por exemplo, permitem acompanhar a jornada de trabalho do colaborador em tempo real. Tampouco saber a localização do funcionário externo no momento que um ponto foi registrado.

Entenda agora como metodologias de ordem produtiva podem melhorar a gestão da sua equipe inteira!

 

4 em 1: dicas para melhorar a gestão de quem trabalha na rua

Todo gestor quer maximizar a produtividade dos funcionários e ver a empresa funcionando melhor, certo? Economizar é a palavra do momento e trabalhar com Austeridade, Simplicidade e Agilidade (ASA) pode levar sua empresa a outro patamar!

E não é atoa que a metodologia PDCA (Plain, Do, Check and Act) tenha essa ordem imutável. Em português significa o ciclo de Planejar, Executar, Verificar e Agir e o PDCA define um fluxo estratégico para que um processo tenha sucesso.

 

Como engajar os vendedores externos na causa da empresa:

  1. Planeje mais: algumas empresas apostam mais na “fazeção” do que no planejamento de tarefas. Organizar a agenda dos vendedores externos é tão importante quanto pedir a eles que visitem seus clientes. Como falamos anteriormente, os maiores índices de reclamações trabalhistas estão relacionados às longas jornadas de trabalho. Além do mais, o ralo por onde escorre o lucro das empresas se chama pagamento de horas extras. Portanto, vale a pena investir no planejamento e ter certeza de que tudo vai ocorrer conforme você planejou.

 

  1. Execute melhor: quando as tarefas do dia a dia estão bem definidas, a execução acontece de maneira assertiva e menos suscetível a erros. Quando o planejamento está alinhado às expectativas, não tem como a execução dar errado! Trabalhos realizados com perfeição geram satisfação dos clientes e, consequentemente, indicação: a melhor propaganda que sua empresa pode receber! Tenha em mente que um vendedor bem recomendado trabalha mais satisfeito e melhor.

 

  1. Verificar processos: após o planejamento e a execução, é hora de checar resultados. Analisar é parte do aperfeiçoamento de toda tarefa quando se busca excelência no mercado. Só assim é possível identificar pontos de melhoria e aprimorar práticas bem sucedidas.

 

  1. Agir para melhorar: esta etapa do PDCA também é conhecida como a fase de ajustes. É quando todo o processo foi executado ao menos uma vez e já se pode fazer algum julgamento sobre ele. É aqui que se analisa a etapa anterior e toma atitude para se destacar no mercado e sair na frente dos seus concorrentes. Todo mundo quer vender, mas só quem possui excelência é reconhecido pelo que faz!

 

Então nunca se esqueça: revisar para melhorar!

 

Controle de ponto para vendedor externo: qual usar?

Se você chegou até aqui é porque você realmente precisa de um bom controle de ponto eletrônico para seu vendedor externo! Queremos indicar o Genyo, que é grátis para até 3 funcionários! Um sistema com aplicativo de controle de ponto onde seus funcionários registram a jornada de trabalho pelo computador, celular ou tablet. A contabilização de horas é feita automaticamente e você faz o fechamento de folha em poucos minutos. O sistema é reconhecido pela Portaria 373 do Ministério do Trabalho e Emprego para você trabalhar tranquilo e seguro! Dá para saber em um mapa em tempo real quais funcionários já registraram ponto, quem está ausente ou de férias! E você também pode exportar documentos de Folha de Ponto, Hora Extra e Banco de Horas a qualquer momento.

 

O que achou do post? Adoramos ler sua opinião! Deixe um comentário aqui embaixo que a gente responde no mesmo dia!

Seja o primeiro

Qual sua opinião sobre o assunto?

Seu email não será publicado ;)