08 nov 2021

O controle de ponto para pequenas empresas vale a pena?

controle de ponto 1

Você sabia que o controle de ponto para pequenas empresas pode ser obrigatório? A validação dessa obrigatoriedade, de acordo com o parágrafo 2 do artigo 74 da CLT, é que a firma tenha no mínimo 10 colaboradores registrados. Esse tipo de gestão, no entanto, pode ser essencial para quadros de funcionários que sejam menores do que o requisitado pela lei.

“Como assim?”, daqui da sede do Genyo, a gente consegue ver o balão de pensamento pairando sob sua mente. Sua dúvida, de fato, é deveras pertinente. Neste artigo, porém, você encontrará a resposta para esse questionamento. Além disso, conversamos bastante sobre como o controle de ponto para pequenas empresas, independente do número de funcionários, faz toda diferença.

Convenhamos: o assunto desta nossa conversa é imperdível. Desde já, saiba que não estou com falsas promessas, isto é, vamos lidar com fatos e tecnologia. Dito isso, e sem mais delongas, se prepare por aí e aproveite os insights que temos para você.

 

O controle de ponto ideal para empresas de todos os portes

Se o fator “espaço” é um problema para sua empresa investir no controle de ponto, saiba que chegou a hora de rever conceitos. Afinal, o relógio de ponto eletrônico já não é tecnologia moderna. Dessa forma, não há a menor necessidade de instalar equipamentos nas paredes e, menos ainda, de ter que lidar com as “filas para bater ponto”.

De acordo com a portaria 373 MTE, está autorizada a utilização de formas alternativas de controle de ponto dos funcionários. Nesse sentido, o Art. 2° do documento redigido pelo Ministério do Trabalho e Emprego afirma que “os empregadores poderão adotar sistemas alternativos eletrônicos de controle de jornada de trabalho, mediante autorização em Acordo Coletivo de Trabalho”. Em outras palavras, chegou a hora de investir no controle de ponto digital. Mais adiante, voltaremos a esse assunto. Por horas, continue por aqui e compreenda os motivos pelos quais a pequena empresa precisa fazer a gestão de jornada dos funcionários.

 

Por que fazer controle de ponto em pequenas empresas?

Conforme vimos acima, independente da quantidade mínima de funcionários, o controle de ponto para pequenas empresas é essencial. Abaixo, vamos conferir quais as vantagens de utilizar essa ferramenta de gestão de pessoas.

 

Segurança em casos de processos jurídicos

Por mais que seja sinônimo de retidão, uma empresa nunca está 100% livre dos processos. A suspeita sobre irregularidades na jornada de trabalho é um dos motivos mais constantes de ações trabalhistas movidas por funcionários que se consideram lesados. Logo, é impossível contar a quantidade de problemas jurídicos envolvendo horas extras, por exemplo.

Com armazenamento automatizado de todos os horários dos colaboradores, a empresa constrói provas concretas para se resguardar de processos trabalhistas de tal natureza. Nesse sentido, o controle de ponto conta com um sistema que não permite alteração ou manipulação desautorizada de dados. Em outras palavras, cada marcação de ponto do funcionário fica arquivada para fins de consultas e cálculos de folha de ponto.

 

Economia de tempo para fechar folha de ponto

Em pleno século XXI, não há o menor dos motivos para que o tempo de departamento pessoal seja investido nos arcaicos processos de fechamento de folha de ponto. Além de demandar horas de trabalho estressantes e intermináveis, os cálculos mais – digamos – analógicos são passíveis a erros que podem resultar no pagamento de horas indevidas.

Com o controle de ponto, os cálculos são automatizados. Dessa forma, com poucos comandos o gestor fecha a folha. Além disso, é possível calcular férias, horas extras, entre outros encargos. O sistema também está pronto para atender empresas que trabalham com as modalidades banco de horas e jornada mista.

 

Contenção de gastos a médio prazo

O controle de ponto para pequenas empresas também tende a conter despesas que a médio prazo já fazem uma considerável diferença no orçamento. Em primeiro lugar, não há gastos com instalação e manutenção do sistema. Além disso, como funciona em ambiente online, não dispensa impressão de comprovante, ou seja, o dinheiro gasto com bobinas de papel e tintas de impressora fica no caixa da empresa.

Essa economia toda acontece por se tratar de um aplicativo, o sistema necessita apenas de um dispositivo [que pode ser telefone, tablet ou computador] conectado à internet para começar a funcionar.

 

Genyo: o controle de ponto para pequenas empresas

Lembra que parágrafos acima comentei sobre o controle de ponto ideal para pequenas empresas? Então, chegou a hora de você conhecer o Genyo, a tecnologia que tem inovado a gestão de pessoas. Inteligente até no nome, essa solução proporciona praticidade, segurança e agilidade nos processos.

De antemão, você precisa saber que o Genyo possui usabilidade intuitiva, design moderno e é blindado contra invasão de hackers. Na prática, o serviço funciona no computador e oferece aplicativo grátis para Android e iOS. Como funciona em dispositivos móveis, a tecnologia é perfeita para fazer o controle de ponto dos funcionários externos.

Para otimizar ainda mais o controle de ponto, o sistema oferece funcionalidades que auxiliam os gestores na elaboração de métricas estratégicas para o desenvolvimento de qualquer ambiente profissional. Para começar, é possível acompanhar a marcação de ponto em tempo real. Além disso, é possível automatizar os cálculos de férias, horas extras, observar a pontualidade do colaborador e fechar a folha de ponto em questão de minutos!

Em suma, o controle de ponto para pequenas empresas é um leque de vantagens. Além de resguardar a firma de eventuais ações trabalhistas, essa gestão gera economia e deixa o responsável por fechar a folha livre para cuidar de outras tarefas. Por fim, mas não menos importante, você está a um contato para de adotar essa solução inovadora, respaldada por lei e amplamente eficiente. Vem ser Genyo com a gente!

Seja o primeiro

Qual sua opinião sobre o assunto?

Seu email não será publicado ;)