16 maio 2022

Como abolir a procrastinação no trabalho e ser mais produtivo?

procrastinação no trabalho

A procrastinação no trabalho fatalmente vai acontecer ao menos em algum momento da sua, da minha e da vida de quase todo trabalhador. A naturalidade desse mau hábito, no entanto, não o torna elegível a ser varrido para debaixo do tapete.

A melhor notícia, no entanto, é que precisamos apenas adotar uma série de boas práticas para lidar com essa situação. Quer saber por onde começar? Então, vem comigo e no caminho eu te explico. No final da nossa conversa, a sua gestão de tempo estará ainda mais aprimorada.

 

O que é procrastinação no trabalho?

Por desencargo de consciência, vamos relembrar o conceito de procrastinar. Em suma, trata-se do hábito de adiar ou prorrogar a realização de uma tarefa, ou uma tomada de decisão. Em outras palavras, é o famoso “deixar para depois o que pode ser feito agora”.

Os efeitos desse comportamento tão ruim reverberam em vários aspectos. Para começar, o procrastinador é menos produtivo e, consequentemente, diminui as chances de pleitear melhores cargos e salários. Esse quadro é realmente indesejável, concorda? Por isso, se você não quer mais jogar seu tempo fora, confira este artigo até o final.

 

5 passos para vencer a procrastinação no trabalho

Antes de prosseguir, lembre-se que os processos para deixar de procrastinar são graduais. Em outras palavras, a situação não se resolverá “da noite para o dia”. Portanto, procure não elevar demais os níveis de suas expectativas. Porém, não desanime, pois os passos aqui listados não são maiores do que suas pernas.

 

1. Estabeleça uma rotina de trabalho

Organize sua rotina de trabalho de modo que fique claro o tempo que será dedicado às suas funções, bem os seus horários. Nesse sentido, você deve definir:

  • iniciar o trabalho;
  • descansar;
  • retomar as atividades;
  • encerrar a jornada.

Não se esqueça também de decidir que horas vai acordar, dormir, curtir seu lazer e cuidar da alimentação. Essa rotina ajudará o seu cérebro a assimilar melhor os momentos de dedicação e a combater a procrastinação.

 

2. Faça sua to do list

Já que no primeiro item desta lista nós conversamos sobre rotina de horários, aqui o papo é sobre organizar melhor as tarefas. Para isso, você pode criar uma to do list e mantê-la organizada com cada tarefa que deve ser realizada diariamente. Ademais, estabeleça prioridades, para saber qual tarefa deve ser realizada primeiro.

Depois, marque as tarefas concluídas e remaneje aquelas que ficaram para trás. Ao perceber as atividades fluindo, você se sentirá mais motivado e estará mais focado na produtividade no trabalho. Ao mesmo tempo, essa organização constante evita esquecimentos, atrasos e outros problemas que podem surgir por causa da procrastinação.

 

3. Faça pequenas pausas; respeite intervalos

No seu dia a dia de trabalho, você tem direito aos intervalos de inter e intrajornada. Além desses descansos garantidos pela CLT, você pode adotar pequenas pausas durante seu expediente, entre uma tarefa e outra para recarregar as energias.

Para te ajudar a gerenciar essas pausas, você pode utilizar a técnica pomodoro. Em resumo, essa metodologia de gestão de tempo pode ser aplicada da seguinte maneira:

  • Preencha sua to do list;
  • Escolha por qual tarefa vai começar;
  • Divida seu tempo em períodos de no mínimo 25 minutos (esses são chamados “pomodoros”);
  • Trabalhe sem interrupções durante esses períodos;
  • Quando o timer tocar (ao fim do primeiro pomodoro), pare de trabalhar e marque o status da tarefa (faça um X nas tarefas concluídas ou anote o percentual de conclusão);
  • Faça um breve intervalo de 5 minutos. Aproveite essa pausa para fazer algo não relacionado à tarefa;
  • Recomece um novo pomodoro.

Com essas pausas em mentes, fica mais fácil condicionar o cérebro a manter o foco e se dedicar às tarefas programadas. É mais ou menos como se fosse um sisteminha de recompensas. Afinal, a técnica pomodoro ajuda a mente a se acostumar com a ideia de ter um lazer a cada X tempo de trabalho ininterrupto.

 

4. Saiba o que você faz quando procrastina

De acordo com o blogueiro e escritor Tim Urban, um exímio conhecedor da mente de um procrastinador, a procrastinação está associada ao conceito “Dark Playground” — “Parque Obscuro”, em português. Em síntese, trata-se de um momento em que realizamos atividades de lazer, quando elas não deveriam acontecer.

Segundo Urban, esse tipo de lazer é mais prejudicial do que satisfatório. Por isso, se você quer banir a procrastinação no trabalho, procure entender qual é o seu “Dark Playground”. Para isso, comece a observar se você procrastina:

  • nas redes sociais e aplicativos de bate-papo;
  • fazendo tarefas não relacionadas ao trabalho;
  • conversando, além da conta, com conhecidos e colegas de trabalho.

Algum dos itens acima estão fomentando a sua procrastinação no trabalho? Se assim for, comece organizar os momentos de usufruir desses lazeres sem que eles se tornem ladrões de tempo. Para começar, você pode estabelecer um tempo de tela, isto é, o limite de minutos de seu dia que serão dedicados ao uso do smartphone e de dispositivos eletrônicos.

 

5. Não tenha receio de pedir ajuda

O medo de pedir ajuda é uma baita fonte de procrastinação no trabalho. Afinal, nem sempre temos a maturidade de pedir um direcionamento quando estamos diante de uma tarefa mais complexa ou de um problema mais grave.

Em geral, isso acontece por receio de carregar o standard da incompetência ou até mesmo por medo de incomodar alguém do trabalho com nossos problemas. Nesses casos, a solução é “deixar pra bem depois o que se pode fazer agora”. A consequência, conforme você pode imaginar, é um atraso surreal no desenvolvimento das tarefas.

Por isso, não se acanhe! Ao menor sinal de dificuldade com alguma tarefa, busque ajuda de colegas ou de seu líder, pois o trabalho em equipe envolve esse tipo de cumplicidade.

Agora que você chegou até aqui, chegou a hora de começar a banir a procrastinação no trabalho, bem como na vida em geral. Ah, e não se esqueça de compartilhar o link deste artigo com seus colegas de trabalho e familiares, pois, sempre há um procrastinador precisando de ajuda por aí.

Seja o primeiro

Qual sua opinião sobre o assunto?

Seu email não será publicado ;)