Autoavaliação: Aprenda a maneira correta de rever a maneira como estamos, pensamos e agimos em uma organização!

Veja tudo sobre a autoavaliação, como aplicar, os pontos necessários e os principais benefícios em atribuir essa prática cotidianamente! Veja mais neste artigo!
Sumário
autoavaliação

Em meio a tanta competitividade no mercado de trabalho, ter a habilidade de se autoconhecer, sabendo seus pontos positivos e negativos, é um grande diferencial! Isso só é possível graças à autoavaliação.

Por meio dessa simples atividade é possível evoluir pessoalmente e profissionalmente, detectando quais pontos precisam ser aperfeiçoados. Confira abaixo tudo o que separamos sobre esse assunto!

O que é a autoavaliação?

A autoavaliação é uma análise reflexiva e crítica de nós mesmos. É nela que podemos rever a forma como agimos, pensamos e enxergamos o mundo, além de também servir como uma maneira de traçar nossos próximos objetivos.

É através da autoavaliação feita periodicamente pelos profissionais que muitas empresas avaliam o desempenho individual, auxiliando na progressão de carreira e escore de desempenho.

A autoavaliação sempre deve ser baseada em dados e nunca em “achismo”. Por isso, ela é chamada de reflexão crítica. Portanto, durante sua realização é preciso que se reúna o maior número de informações, sejam elas qualitativas ou quantitativas. Só assim, conseguirá delimitar as decisões de forma certeira.

Além do mais, a autoavaliação também pode servir para:

  • Acompanhamento profissional;
  • Identificação de falhas;
  • Melhora do relacionamento interpessoal;
  • Redução da procrastinação;
  • Criação do Plano de Desenvolvimento Individual (PDI);
  • Delimitação de metas profissionais e pessoais;
  • Reflexão de valores e crenças pessoais;
  • Aprimoramento da inteligência emocional;
  • Mudança de cargo, empresa ou setor;
  • Escolha e transição de nova carreira.

Por fim, a autoavaliação nunca deve ser enxergada como algo ruim e obrigatório. É uma reflexão positiva visando a melhora de pontos que precisam ser melhorados. Se aplicada como forma de punição, é possível que o resultado não seja fidedigno.

Benefícios da autoavaliação

Como falamos anteriormente, a autoavaliação pode ser aplicada em diversas situações profissionais. Assim, essa ferramenta bastante enriquecedora irá auxiliar na saída da zona de conforto e na evolução pessoal/profissional.

Reconhecer seus pontos positivos para serem exaltados e negativos para serem melhorados é um ato de maturidade essencial para quem quer alcançar os próprios objetivos. Confira os principais benefícios:

Vida profissional:

  • Determina as competências profissionais;
  • Reconhece o perfil profissional;
  • Descobre fraquezas para serem trabalhadas;
  • Reconhece a satisfação com o cargo e empresa em que está;
  • Permite traçar uma imagem exaltando as qualidades.

Vida pessoal:

  • Maior incentivo para aperfeiçoamentos, treinamentos e cursos;
  • Estabelece e alcança os objetivos pessoais;
  • Aumento de auto estima;
  • Motivação;
  • Visão de carreira.

Procedimento para aplicar uma autoavaliação profissional

A autoavaliação pode ser realizada por um trabalhador por vontade própria ou solicitada por um gestor/setor de Recursos Humanos. Independentemente de onde surja sua necessidade, existem 6 passos para a sua aplicação que irão auxiliar.

1° passo: Delimite as competências necessárias

Você provavelmente já deve ter ouvido das competências profissionais. Essa característica individual de cada profissional é o que diferencia seus cargos e posições dentro de uma empresa. Por exemplo, pessoas com competência de liderança, naturalmente são colocados em cargos superiores a outros.

Dentre as competências existem aquelas de características técnicas, comportamentais ou organizacionais. Antes de aplica uma autoavaliação é preciso determinar quais são as competências buscadas para a posição que está aquele profissional ou que ele almeja ter.

Alguns exemplos de competências são: organização, liderança, conhecimento de programas específicos, experiência em outras empresas, pontualidade, comunicação, trabalho em equipe, criatividade, proatividade e muitas outras.

2° passo: Avalie cada competência individualmente

Após delimitar quais competências são as mais importantes para o seu objetivo, avalie cada uma delas com base na sua atuação. Você pode dar uma nota de 0 a 5 ou 0 a 10 para cada parâmetro de acordo com o seu desempenho.

Por exemplo, se a habilidade de liderança for uma competência necessária para a progressão de carreira, exerça a autoavaliação e determine a nota que mais reflita como é a sua liderança frente a seus colegas.

Após isso, determine qual seria a nota ideal para alcançar. Por exemplo, se a competência de liderança não for o ponto principal, talvez o objetivo não seja alcançar uma nota 10, por exemplo. Lembre-se que se preferir não usar notas, você pode determinar conceitos, como: ruim, regular, bom, ótimo, etc.

Logo no início desse texto falamos sobre a importância de ter acesso a dados qualitativos e quantitativos para realizar a autoavaliação. Portanto, ferramentas como o controle de ponto, podem ser úteis nesse momento.

Graças o Genyo, o sistema de ponto digital, é possível ter acesso a um histórico de todos os horários que chegou e saiu da empresa. Assim, fica bem mais fácil avaliar competências como pontualidade, assiduidade e outras. Veja como ter esse sistema clicando aqui!

3° passo: O que precisa ser melhorado agora?

No passo anterior você avaliou suas competências individualmente. Dentre elas, qual recebeu menor nota ou precisa ser de atenção urgentemente? Ela é quem necessita ser melhorada agora. Lembre-se que a autoavaliação tem como principal objetivo poder melhorar os pontos negativos.

4° passo: Determine o que será feito

Quais mudanças você implementará em sua rotina para tentar melhorar? Por exemplo, se a competência for a proficiência em língua inglesa, se matricular em um curso de inglês é a principal forma de melhorar essa competência.

Crie um plano de ações para poder determinar o passo a passo e saber organizar o tempo de maneira que não haja interferência de sua produtividade.

5° passo: Estabeleça prazos

Um dos segredos da autoavaliação, além da sinceridade é também a determinação de prazos. Existem competências que irão demandar mais tempo para serem melhoradas, enquanto outras em poucas semanas já é possível ver resultados.

Por exemplo, para a competência de trabalho em equipe, em poucos dias você consegue a aprimorar, adotando atitudes empáticas e que visem o bem estar coletivo. No entanto, para a competência de conhecimentos específicos, até o fim de um curso você não conseguirá melhorar. Assim, estabeleça prazos antes de reaplicar a autoavaliação.

6° passo: Reaplique a autoavaliação

Após o prazo, chegou a hora de reavaliar as competências que foram listadas lá no início. Algumas não terão evoluído como se esperava, outras progrediram bem, enquanto algumas podem até terem regredido. Seja sincero quanto a isso, e continue em frente com uma nova autoavaliação.

Pontos importantes para serem considerados durante uma autoavaliação

Mesmo seguindo o passo a passo para a autoavaliação, alguns pontos são precisos para garantir que essa atividade seja executada com eficiência, são eles:

Autoconhecimento

O autoconhecimento é um dos pontos principais quando estamos falando desse tipo de avaliação. Tire um tempo para poder se conhecer, isso irá auxiliar durante o processo e entender o porquê você tomou determinadas decisões e seguiu por certos caminhos.

Reflita sobre suas decisões, e crie cenários fictícios para imaginar como você reagiria a determinadas situações. Assim, você conseguirá aprimorar o processo de autoconhecimento, entendendo o seu propósito naquela empresa.

Muitas pessoas sofrem por não entenderem que o problema em seu cargo é o fato de não se identificar com a área. Somente após muitos anos que diversas pessoas começam a entender a improdutividade no trabalho tem ligação com o autoconhecimento.

Foco no que é real

O ser humano muitas vezes somatizam determinadas situações, atribuindo um grau de problema para algo que é simples. Essa atitude cria resultados diferentes do que é realmente era, desvirtuando da realidade.

Ao realizar uma autoavaliação é preciso de afastar do que não é real. Exageros, visões muito pessimistas ou otimistas, amplificação de situações, etc., são responsáveis por confundir os profissionais, atribuindo falhas para algo que não é, assim como colocando pontos positivos em algo negativo.

Portanto, o importante é manter uma visão justa e calma, sem se menosprezar, mas também sem se valorizar além do limite. A sinceridade nesses momentos é o ponto principal para as competências profissionais.

Mantenha uma conversa aberta

Realizar uma autoavaliação também diz respeito a saber ouvir. Manter uma escuta ativa é essencial para o bom relacionamento e manutenção de uma conversa saudável. Através de uma boa conversa é que é possível receber críticas e feedbacks essenciais.

Use o momento de conversa como algo positivo, contribuindo para as realizações pessoais e profissionais. Os supervisores são os principais responsáveis por escancarar esse canal de comunicação.

Através desse diálogo é possível identificar se o trabalhador deveria se manter no caminho em que está, se existem estratégias para facilitar os processos e o que pode ser feito para economia de tempo, dinheiro e energia.

Positividade

Podemos considerar a positividade no trabalho como uma habilidade a ser trabalhada. São muitas as práticas que podem ser incrementadas no cotidiano de uma organização.

Para tornar o ambiente de trabalho saudável, temos que atingir diretamente aqueles comportamentos e atitudes que estão trazendo prejuízos para o clima organizacional e lucratividade da empresa. Pequenas atitudes podem ter grandes resultados.

Após isso, é hora de focar no incentivo de práticas benéficas e positivas. Traga a tona alguma atitude positiva que presenciou para que isso possa fortalecer o elo entre trabalhadores.

Com o tempo, as pessoas passarão a se tratar de maneira positiva, sendo gentis uns com os outros na maneira de se direcionar, trabalhar em equipe e até mesmo na hora de discutir pontos divergentes.

O respeito é a chave para que o trabalho se torno prazeroso. Portanto, evite brigas com colegas, chefes e qualquer outro profissional. Adote uma atitude passiva e positiva para se manter estável e tranquilo.

Não pegue leve consigo

No momento de se avaliar, não pegue leve, fazendo uma autoavaliação parcial e desonesta. É importante entender esse momento como uma grande oportunidade para melhorias, portanto, faça a si mesmos perguntas difíceis de serem respondidas, como:

  • O que fazer para me tornar um destaque na empresa?
  • Quais são as minhas fragilidades que estão expostas?
  • Como eu posso melhorar o meu relacionamento interpessoal?
  • Qual é a minha verdadeira contribuição no cargo que ocupo?
  • Meus pontos fortes são uma ameaça ou uma vantagem?

Nessas horas é interessante contar com um controle de ponto digital como o Genyo, visto que só através dele é possível fazer uma avaliação temporal de nossa pontualidade e frequência. Isso é uma parte importante quando estamos avaliando a si próprios. Se sua empresa ainda não possui esse sistema, confira aqui todos os preços e planos disponíveis!

Avalie sua carreira

Reveja se você possui capacitações suficientes para estar no cargo que ocupa atualmente. Essa medida visa auxiliar no aprimoramento e treinamento. Busque novas capacitações, que irão contribuir com o seu crescimento profissional.

Além disso, veja o momento da autoavaliação como uma forma de revisar o seu plano de carreira. Reflita não apenas sobre o seu trabalho, mas sobre sua carreira profissional. A quanto tempo você ocupa o mesmo cargo? Você exerce a profissão que sente prazer? Você enxerga uma progressão nessa área?

Para gestores também é o momento de reavaliar os cargos de lideranças, refletindo sobre salários, habilidades adquiridas durante a profissão, qual é a imagem de gerencia que você passa para os demais profissionais, e como tem sido o seu papel de líder.

Busque entender o resultado de sua autoavaliação

Porque uma autoavaliação está sendo feita nesse momento? Para que ela será usada? Essas são perguntas importantes de serem feitas antes de se construir esse tipo de avaliação.

O mesmo vale na hora de solicitar uma autoavaliação para um profissional, informe detalhadamente qual é o objetivo dessa avaliação para que ele se esforce e responda o questionário com maior fidelidade.

Honestidade sempre

Não poderíamos deixar de comentar sobre a honestidade. Uma autoavaliação necessita bastante de honestidade. Se tiver dificuldade para responder algo e ser crítico consigo mesmo, tiro um tempo para refletir e relembrar de determinadas situações. Só assim retorne para o questionário e responda de forma clara e objetiva.

Saiba quais são os seus bloqueios

Determinadas situações são responsáveis por prejudicar o nosso crescimento profissional. Essas situações também são conhecidas como bloqueios. Os bloqueios são defeitos, ambientes, atitudes, etc., que nos paralisa.

Por exemplo, se submeter a um estresse excessivo pode servir de bloqueio para diversas pessoas. Isso irá impedir com que seguimos em frente e realizemos uma autoavaliação.

Reflita

Falamos durante todo o texto sobre a necessidade de reflexão. Muito da autoavaliação deriva de uma boa capacidade reflexiva e crítica. Portanto, durante a sua jornada de trabalho é de essencial que não hajamos como robôs sem pensamento crítica.

Dessa forma, sempre faça perguntas reflexivas para si mesmo, como “quais são meus planos futuros?” ou “qual é a minha posição hoje?”.

Se você possui interesse em ter uma ferramenta que irá auxiliar na hora de realizar uma autoavaliação, confira aqui em nosso site tudo sobre o Genyo!

 

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

Consentimento de Cookies

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando, você declara ciência dos: Termos de Uso, Políticas de Privacidade e Cookies.

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog