Fim do mistério: Aprenda a produzir uma escala de folgas eficiente para sua empresa!

Descubra como produzir uma escala de folgas sem erros para que sua empresa aprenda quais ferramentas auxiliam neste processo! Veja mais neste artigo!
Sumário
escala-de-folgas

Saber produzir e organizar a escala de folgas para toda a equipe em uma empresa, é necessário para manter um bom clima organizacional, com funcionários engajados em seus trabalhos, além de atender corretamente as obrigações presentes na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Para auxiliar na construção dessa ferramenta essencial em todas as empresas, confira tudo o que separamos logo abaixo e construa uma escala direcionada para a necessidade de sua organização!

O que é jornada de trabalho

Todo período que um trabalhador dedica a sua função trabalhista é considerado como parte da jornada de trabalho. A jornada é o tempo estipulado diariamente contratado para a mão de obra, que somadas, determina a sua carga horária.

Dessa forma, a jornada de trabalho deve ser devidamente acompanhada e calculada, visto que estes valores devem estar de acordo com o que determina a CLT. É importante salientar que o tempo gasto de transporte do trabalhador até a empresa, não são incluídos em sua jornada de trabalho.

Muitas empresas incluem ferramentas de controle da jornada de trabalho cada vez mais modernas e tecnológicas, como o Genyo.

O Genyo é um sistema e aplicativo de ponto digital, que realiza cálculos das horas trabalhadas automaticamente, trazendo resultados precisos e seguros em poucos segundos. Clique aqui para conhecer as diversas funcionalidades deste sistema e inclui-lo em sua empresa!

O que diz a CLT sobre o assunto?

O Decreto 5.452 de 1943, instituído pelo presidente da época Getúlio Vargas, conferiu a criação das Consolidações das Leis de Trabalho, onde em seus artigos ficou estabelecido diversas regulamentações, obrigações e regras para que a relação entre patrão e empregado fosse mais adequada, principalmente sem exploração da mão de obra.

Dessa forma, o ambiente de trabalho se tornou um local mais justo e saudável, principalmente quando se tratou das jornadas de trabalho, dando fim às jornadas exaustivas e sem descanso que ocorriam na época.

Portanto, a CLT determina que a jornada de trabalho máxima permitida seja de 8 horas por dia, totalizando 44 horas semanais, a não ser nos casos em que seja estipulada a jornada 12x36h, que é trabalhar 12 horas seguidas e descansar outras 36 horas (permitido após a Reforma Trabalhista de 2017).

No entanto existem outras formas de organizar a jornada de trabalho, pois, consta no artigo 58 da CLT, não fica estabelecido especificamente apenas uma escala de trabalho, podendo a quantidade de horas diárias e mensais serem distribuídas por base de um acordo entre as partes.

Além disso, ainda é permitido que haja a realização de até 2 horas extras por dia, podendo ser pagas para os funcionários ou direcionadas para um banco de horas.

Junto a distribuição de horas e escalas de trabalho, um ponto importante da CLT é que ele determina que o funcionário tenha direito a um descanso semanal remunerado de 24h, inclusive no caso daqueles trabalhadores que realizam atividades aos domingos.

Dessa forma, pensando na jornada de trabalho, horas máximas trabalhadas e descansos obrigatórios, fica claro a necessidade de uma escala de folgas para poder administrar tudo isso, potencializando todo o trabalho, já que uma empresa com escalas organizadas nunca para!

Conheça os diferentes tipos de escala de folgas/trabalho

Como foi dito anteriormente, a CLT não determina um tipo único de escala de trabalho, portanto, no Brasil existem diversas escalas praticáveis pelas empresas, a depender da necessidade e realidade de cada uma.

Existem empresas que necessitam estarem abertas durante os domingos a noite, como ocorre em alguns bares e restaurantes, por isso é preciso especificar um tipo de escala de folga diferente, para que os funcionários possam se organizar e terem um descanso adequado, sem deixar de cumprir com as obrigações da CLT.

Conheça os modelos mais comuns aplicados:

Escala de trabalho 4X2

Este modelo de escala é aplicável a algumas situações especificas. Nela o funcionário trabalha 11 horas por dia (8 horas normais e 3 horas extras) durante 4 dias consecutivos, e folga 2 dias na semana. Portanto, no total mensal, o funcionário presta serviço durante 20 dias (220 horas/mês) e folga outros 10.

Escala de trabalho 5X1

Nessa escala de trabalho e folga, fica determinado que o funcionário trabalhe 5 dias para garantir 1 dia de folga. Esse dia de folga pode ser qualquer dia da semana, sendo que obrigatoriamente deve coincidir com um domingo no mês.

Dessa forma, para a escala 5×1, visando ficar de acordo com a duração máxima de até 8 horas por dia, as horas de trabalho diária acordadas através da convenção coletiva de trabalho fica sendo de 7 horas e 20 minutos para estes trabalhadores.

Com isso, o valor máximo semanal não ultrapassa as 44 horas máximas, pois, mesmo em escala 5X1, as semanas continuam a serem contabilizadas da mesma forma, de domingo a sábado.

Escala de trabalho 5X2

No modelo 5×2, são 5 dias trabalhados para 2 dias de folga. É importante lembrar que os 5 dias trabalhados não necessariamente precisam ser consecutivos. Nesse modelo, as horas trabalhadas passam a ser de 8 horas de 48 minutos por dia, para atingir as 44 horas por semana.

Dessa forma, o trabalhador pode realizar a mão de obra para a empresa segunda, terça, quarta e quinta, folgar na sexta e no sábado, e retornar ao trabalho ao domingo.

Vale ressaltar que após a Reforma Trabalhista em 2017 fica definido que os trabalhos aos domingos não necessitam serem pago em dobro, havendo a possibilidade de a folga ser compensada outro dia da semana.

Escala de trabalho 6X1

Este modelo de escala é o mais comum no Brasil, onde são 6 dias de trabalho e 1 de descanso. Nesse modelo, a garantia de folga é um pouco diferente, sendo de um domingo de folga a cada no máximo 7 semanas.

Muitas empresas de Shopping Center utilizam este tipo de escala de folgas, já que aos domingos são os dias de maior fluxo, necessitando de um grande quadro de funcionários.

No entanto, as regras de domingo e feriados continuam valendo, com o pagamento em dobro ou compensação da folga em outro dia. Portanto, é comum que estes funcionários, mesmo em escala 6×1, trabalhem apenas 5 dias na semana, por terem trabalhado um domingo.

Escala de trabalho 12X36

Por fim, a escala de trabalho muito adotada nos plantões em hospital, é aquela onde o funcionário trabalha 12 horas em um dia, e descansa 36 horas seguidas. Por exemplo: ao trabalhar na segunda-feira das 8:00h às 20:00h, o trabalhador irá descansar 4 horas na segunda após o fim do expediente (das 20:00 até as 23:59).

Logo após, serão mais 24 horas de descanso na terça feira, e só irá retornar ao trabalho às 8 horas na quarta, totalizando 36 horas.

Dessa forma, fica claro que ter uma ferramenta de controle de ponto e escala é essencial! O Genyo é um dos sistemas que mais cresce no Brasil pois é possível criar escalas de trabalho com diversas combinações possíveis.

Assim, uma única empresa consegue fazer diferentes escalas de trabalho, contabilizando as horas trabalhadas de cada um, em um único sistema, oferecendo maior praticidade e agilidade para os funcionários e setor de Recursos Humanos, com cálculos automáticos e precisos! Visite nosso site para incluir o Genyo em sua empresa!

Pontos importantes para determinar a escala de folgas em uma empresa

escala de folgasAntes de estabelecer qual escala de folgas é o melhor em sua empresa, confira alguns itens que devem ser avaliados para poder extrair o melhor dos seus funcionários.

Confira o calendário

Para determinar a escala de folgas primeiramente avalie o calendário com os feriados que mais irão impactar a sua lucratividade.

Por exemplo, se sua empresa tem o maior pico de venda durante os feriados de fim de ano, talvez adotar uma escala de 12/36h não seja o mais indicado, já que é preciso ter duas equipes de trabalho para suprir os dias em que parte dos funcionários estarão de folga.

Junto a isso, confira os dias da semana em que geralmente sua empresa mais vende. Conhecer o mercado é preciso nestas horas, pois, caso sua empresa não tenha alta lucratividade na segunda e na terça-feira, provavelmente 2 dias de folga por semana seja o ideal.

Saiba qual o desejo dos trabalhadores

Conhecer seus funcionários é necessário para determinar a escala de folgas. Veja se a equipe está disposta a cumprir determinada carga horário e em certos dias da semana, para poder manter a satisfação de todos.

Por exemplo, se a grande maioria dos funcionários possuir crianças para cuidar, levar e buscar da escola, provavelmente uma escala de 4×2, onde seja preciso trabalhar 11 horas no dia, possa causar problemas.

Organize as equipes de forma que faça sentido

A distribuição de funcionários para suprir o dia de folga de outro, deve ser pensado. Por exemplo, se existem apenas dois funcionários especializados no controle de estoque, o interessante é que se organize para que as folgas destes não coincidam no mesmo dia.

Com isso, você consegue ter uma equipe completa, com todas as funções necessárias para seu funcionamento!

Escute o feedback de seus funcionários

Ter o feedback de como seus funcionários estão reagindo à jornada de trabalho e escalas de folgas que foi considerada é essencial. Saiba quais as dificuldades eles estão enfrentando e se é preciso modificar a escala de certos funcionários para manter a qualidade dos resultados.

Outro ponto importante, é a sobrecarga que certos funcionários podem estar sofrendo. A escala de folgas deve ser pensada de forma que os funcionários trabalhem de maneira semelhante, com nível de dificuldade parecido.

Por exemplo, se sempre o mesmo funcionário tenha folgas sempre nas sextas-feiras, e este é o dia de maior movimento em sua empresa, provavelmente os demais funcionários que sempre estão trabalhando neste dia, estarão sobrecarregados com um movimento intenso de clientes.

Ter equilíbrio é necessário para garantir que não haja insatisfação ou baixa produtividade, tornando os funcionários mais motivados!

Mantenha os melhores funcionários em cada equipe

Você já avaliou as competências profissionais de seus funcionários? Conhecendo as melhores habilidades e conhecimentos de um funcionário na organização, é possível criar escalas que potencializem o serviço.

Dessa forma, se existem funcionários com perfil de liderança, mantê-los separados em equipes distintas, com diferentes escalas de folgas seja o melhor, já que conseguirão exercer sua especificidade com excelência, influenciando os demais.

Uma maneira de saber quais funcionários são os de maior destaque, é acompanhar a pontualidade e assiduidade deles. Para isso, contar com um sistema de ponto digital eletrônico é o mais interessante.

O sistema e aplicativo do Genyo, através de suas Métricas Gerenciais, traz importantes resultados de quais são os funcionários mais pontuais, quais são aqueles que mais se atrasam, e quais extrapolam a carga horária diária.

Contrate o sistema Genyo para sua empresa! Visite nosso site para conferir todas suas funcionalidades, planos e preços disponíveis!

Divulgue com antecedência

Os funcionários devem conhecer a sua escala de trabalho com antecedência para poder se organizar e saber quais dias não irão para o trabalho. Lembre-se que a folga do trabalhador é especial para ele poder descansar e fazer outras atividades que não estejam relacionadas com a empresa.

Portanto, o recomendado é que as escalas de folga sejam divulgadas com duas semanas ou 1 mês de antecedência. Assim, aquelas pessoas que queiram trocar algum dia de folga com seu colega, é possível comunicar ao RH com antecedência para organizar corretamente a distribuição de funcionários.

Revise tudo

Antes de liberar a escala de folgas para seus funcionários, tenha certeza de revisar com atenção todos os pontos. Isso evita grande parte dos problemas de relacionamento entre empregador e empregado.

Como controlar as escalas de folgas?

Agora que você já conferiu todos os pontos necessários para construir a escala de folgas, é preciso saber como controlar as horas trabalhadas de forma que garanta a segurança da informação registrada pelo trabalhador e facilite o trabalho do RH.

Muitas ferramentas e programas podem ser utilizados para organizar a escala de folgas de um funcionário, sendo a mais completa delas o sistema Genyo.

Nele, além do registro da hora de entrada e saída dos funcionários através de qualquer aparelho eletrônico (celular, tablet ou computador), também é possível criar combinações distintas de escalas de trabalho. Clique aqui para conferir todas as funcionalidades desse sistema de ponto moderno e ágil!

Outros artigos relacionados

Inscreva-se na
Genyo News

Toda semana na sua caixa de e-mail. É grátis!

Compartilhe este artigo

A gestão inteligente que o seu RH e DP merecem

Este controle de ponto digital permite acompanhar remotamente as atividades, presenças e ausências dos funcionários internos e externos.

modal controle de ponto blog