27 jul 2022

O que são competências profissionais? Veja quais delas a sua organização precisa para conquistar o sucesso!

Competências profissionais

Toda vez que uma empresa está à procura de novos funcionários, ela deve priorizar aqueles que se destacam entre a multidão e que conseguem ressaltar suas competências profissionais individuais!

A competência profissional é justamente a capacidade/qualidade de uma pessoa em desenvolver ou resolver determinado assunto/pendência. Dessa forma, quem investe nessas habilidades, consegue sair à frente dos seus concorrentes, além de poder agregar conhecimentos para toda equipe.

É por esse motivo que muitos gestores têm contratado candidatos cada vez mais competentes, com base no foco de cada empresa.

Veja abaixo o que fazer e quais habilidades investir para ter uma equipe de destaque!

Como definir competências profissionais?

Por competência profissional podemos definir como o somatório das habilidades e conhecimentos de um profissional ao longo de sua vida (seja ela acadêmica, pessoal ou profissional) que o torna um profissional ímpar.

Portanto, é a capacidade que ele possui para realizar as atividades solicitadas, agregando suas experiências de vida e conhecimentos prévios, promovendo um resultado mais satisfatório para a equipe e empresa.

Além disso, por competências profissionais, podemos trazer questões relacionadas a iniciativa, responsabilidade, inteligência e praticidade diante aos profissionais, situações e problemas. Tudo isso sem perder a essência de individualidade de cada pessoa.

Por esse motivo, é difícil definir um perfil único de competência profissional, já que em uma equipe, diversas pessoas terão competências diferentes, que irão convergir para um resultado mais satisfatório. Quanto maior variedade de competências profissionais existir, mais rica é o quadro de funcionário dessa empresa!

Por que são importantes?

Um perfil de uma empresa diz muito sobre si. Aquelas organizações que selecionam candidatos com competências pré-definidas conseguem obter resultados mais satisfatórios, já que entende como aquela habilidade individual irá contribuir e agregar para o desenvolvimento de toda equipe.

Por exemplo, caso o seu quadro de funcionários necessite de um funcionário com uma competência de liderança para poder guiar os demais e aumentar a produtividade, basta selecionar alguém com esse perfil.

Assim, para aumento da lucratividade, receita, desempenho, além de conseguir se transformar e inovar a empresa, é importante um leque vasto de competências profissionais em sua organização.

Como podemos classificar as competências profissionais?

Basicamente, podemos classificá-las em 3 grupos. Estes servem apenas como uma forma de agrupar competências, para facilitar a sua busca, visto que são inúmeras. Confira:

  • Competências organizacionais: São aquelas voltadas à organização da equipe, como o trabalho em equipe e sistematização de processos.
  • Competências comportamentais: Ligadas ao comprometimento, criatividade e outras habilidades sociais e comportamentais.
  • Competências técnicas: São os conhecimentos técnicos e acadêmicos, como o nível de inglês avançado e o conhecimento de determinado programa de computador.

Logo abaixo falaremos de cada uma delas.

Competências organizacionais

É o grupo das competências mais buscadas pelas organizações, muito pelo fato de ser um dos principais pontos para diferenciar uma empresa de outra: a sua organização! Desde a década e 90 já se discute como a organização pode cooperar para a identidade de uma empresa, sendo um assunto ainda bastante debatido.

Dessa forma, as competências organizacionais funcionam como um portfólio de recursos formados através do conhecimento e da experiência dos funcionários, fazendo com que se eleve a cultura organizacional da equipe.

Por esse motivo, esse grupo de competência funciona como uma espécie de pré-requisito para toda empresa.

Um exemplo clássico é uma empresa que será lançada no mercado e precisa formar sua primeira equipe de vendas. Se entre estes profissionais, não existir aquele com a competência de trabalho em equipe, haverá grandes dificuldades para ajustar o time.

Competências comportamentais

Se tratando das competências do grupo comportamental, podemos estabelecer que são aquelas que se associam diretamente com o desenvolvimento da equipe e do próprio trabalhador, se relacionando com seus sentimentos e sua maneira de agir dentre as situações.

Nesses casos, muitas de suas questões pessoais e de experiência de vida irão compor as competências comportamentais, como a inteligência emocional, a ética e a honestidade. Portanto, para identificar se determinado funcionário possui esses tipos de qualidades, é preciso que o setor de Recursos Humanos (RH) possua um olhar atento e qualificado!

Competências técnicas

No caso das competências técnicas, é todo aquele investimento feito pelo profissional visando o aperfeiçoamento de suas habilidades através de palestras, treinamentos e cursos. Além disso, também conta a sua experiência vivida em outras empresas para executar algum serviço.

Portanto, gestores, especialistas e equipe de RH podem definir quais especialidades técnicas serão interessantes para um determinado cargo.

Por exemplo: uma multinacional que trabalha na venda de softwares de segurança para empresas de grande porte em todo mundo.

Nesse caso busca-se um profissional que possua a competência técnica de inglês avançado, visto a necessidade de comunicação com empresas de outros países, além de um conhecimento prévio de softwares de segurança, adquirido através de cursos ou experiências em outras empresas do ramo.

Exemplos de competências profissionais

Agora que você já aprendeu o que são essas competências e os principais grupos existentes. Chegou a hora de aprofundarmos um pouco mais em algumas competências mais solicitadas e esperadas pelas empresas, seja ela uma competência organizacional, técnica ou comportamental.

Comunicação

Ter uma boa comunicação com seus colegas e superiores é um atributo quase que essencial para um profissional, independentemente da sua área de atuação. Mesmo pessoas introspectivas e mais tímidas, necessitam exercer uma comunicação clara e objetiva com a equipe.

Portanto, para saber se posicionar, expressar e até mesmo poder passar a imagem de um produto de forma clara para um cliente, a comunicação é parte essencial.

Conhecimento de novas tecnologias

Parte das competências técnicas também diz respeito as atualizações de um funcionário frente as novas tecnologias do mercado. Portanto, quem quer se destacar neste âmbito, precisa estar sempre realizando buscas mercadológicas sobre os principais lançamentos da área, principalmente aqueles mais modernos e tecnológicos.

Dessa forma, a empresa conseguirá estar sempre implementando as atualizações (que na maioria das vezes surgem para facilitar ou sanar algum problema anterior), tornando tudo mais eficiente e rápido.

Um exemplo clássico de ser entendido diz respeito ao setor de RH. Esse setor, além de suas diversas funções, é quem realiza todo cálculo de horas trabalhadas, horas extras e noturnas. No entanto, a depender da maneira que esse controle de ponto esteja sendo feito, o RH pode ter grande dificuldade!

Portanto, buscar um novo sistema de controle de ponto, tecnológico e moderno, como o fornecido pelo Genyo, faz parte desse tipo de competência! Isso porque esse sistema fornece maior facilidade para o RH, com cálculos automáticos de horas trabalhadas, e fechamento da folha de ponto. Ficou interessado em como aprimorar sua empresa? Visite aqui!

Organização

A organização profissional é uma das habilidades mais requeridas em todo ambiente de trabalho. Isso porque permite com que o funcionário possa cumprir sua agenda sempre dentro do prazo, além de influenciar a equipe para seguir um mesmo fluxo de planejamento e resultados.

Perceba que quando falamos de organização, diz respeito ao todo. A organização física do trabalho é importante, com seus papéis, documentos, utensílios, arquivos no computador, etc., devidamente arrumados.

Mas além disso, a organização pessoal com gestão de tempo, prazos, pontualidade no serviço e diversas outras questões que possam influenciar diretamente na conclusão de uma tarefa, também fazem parte dessa competência!

Liderança

O perfil mais procurado e valorizado por toda empresa é definitivamente aquele que possua a competência de liderança!
Ser líder é conseguir administrar toda a equipe na qual faz parte, sempre almejando a produção de um trabalho cada vez mais excelente, tudo isso sem deixar de valorizar a individualidade de cada membro.

Liderar não significa mandar com autoridade nas pessoas, e sim poder enxergar as qualidades e facilidades de cada um, e os guiar para conseguir extrair o máximo de suas potencialidades.

Relacionamento interpessoal

A palavra do momento das organizações é “relação interpessoal”. Essa qualidade básica de todo ser humano tem passado por grandes dificuldades, principalmente com o crescimento marcante da tecnologia e das novas formas de comunicação.

O relacionamento interpessoal no trabalho diz respeito justamente a toda comunicação (verbal, não verbal ou digital) que é feita e como isso irá influenciar na execução das tarefas.

Portanto, o ideal é que se busque um clima organizacional tranquilo e amigável, onde os relacionamentos entre os companheiros de empresa estejam distantes de transtornos e confusões.

As empresas estão sempre em busca de um profissional que consiga auxiliar na construção de um clima estável na equipe, pois isso aumenta exponencialmente o rendimento, já que os trabalhadores passam a se enxergar como pertencentes de uma equipe.

Trabalho em equipe

Quando pensamos em competências profissionais, a primeira palavra que vem na cabeça da maioria das pessoas é o trabalho em equipe. Saber se portar diante os colegas de trabalho pode ser um desafio e tanto.

Ouvir e debater pontos de vista diferentes para juntos alcançar uma solução é a proposta de toda pessoa que possua um bom espírito de trabalho em equipe. Cada vez mais as empresas têm buscado funcionários menos individualistas e mais cooperativos.

Criatividade

Ser uma pessoa criativa é o diferencial que muitas vezes fará com que ela seja lembrada! Durante a seleção de novos funcionários, as empresas sempre devem creditar aqueles candidatos que apresentarem perfil criativo para a resolução de algumas questões.

Estes serão os futuros funcionários que conseguirão impactar de forma benéfica em toda a estrutura da empresa, trazendo sua visão diferente para enfrentar as dificuldades e sugerir melhorias.

Proatividade

Muito procurado por todas as empresas, a proatividade pode estar em falta em muitos profissionais. Algumas pessoas associam essa competência com o trabalho excessivo, no entanto, ela tem ligação apenas com a tomada de iniciativa para colocar algo em prática ou se dispor para solucionar alguma questão.

Nesse caso, pessoas proativas são aquelas que irão agir de forma espontânea para auxiliar em situações difíceis. É por esse motivo que as empresas sempre estão apostando nos funcionários proativos, pois são eles os que mais contribuem para o alcance dos objetivos.

Equilíbrio emocional

Por fim, para finalizar nossa lista de competências, está uma das mais desafiadoras nos tempos atuais. Devido ao aumento expressivo da ansiedade e outros transtornos psicológicos, tem se tornado fundamental que as empresas busquem candidatos com bom equilíbrio emocional.

Esses indivíduos, são aqueles que conseguem aguentar a pressão existente no mercado de trabalho, os desafios e os problemas frequentes, mantendo o equilíbrio de suas emoções, sem afetar de forma direta o seu desempenho.

Competências profissionais

Benefícios de realizar uma boa gestão de competências

Para conseguir ter um time de funcionários competentes e direcionados para o foco de sua empresa, é preciso exercer uma boa gestão de competências, que nada mais é do que a identificação e o aproveitamento das competências profissionais individuais.

Dessa forma, você irá conseguir direcionar cada um deles para uma função ou cargo que consiga extrair suas qualidades máximas.

Isso promoverá uma redução expressiva de gastos, uma melhora do clima da empresa, além de resultados cada vez melhores.

Pensando em auxiliar na identificação dessas competências, principalmente aquelas voltadas às competências organizacionais, o Genyo fornece uma gestão inteligente de controle de ponto, através de um sistema e aplicativo digital.

Com isso, fica muito mais fácil saber quais funcionários são os mais pontuais em chegar no trabalho e quais são aqueles que mais se atrasam, visto que dentre as funcionalidades do Genyo, estão as Métricas Gerenciais, que oferecem resultados automáticos e precisos sobre a pontualidade de toda equipe. Conheça mais benefícios em nosso site!

Quais características não ter?

Quando se trata das competências profissionais, é fundamental conhecer aquelas atitudes e características que atrapalham o andamento de uma organização, tornando um profissional pouco desejado. Confira:

  • Perfeccionismo: Muitas pessoas associam a busca pela perfeição como algo positivo, no entanto, essa característica pode provocar sérios problemas de pontualidade e atraso constante na entrega de resultados.
  • Prepotência: Aqueles candidatos que demonstrem não saber realizar uma escuta ativa para entender seus pontos negativos, agindo com arrogância, terão grande dificuldade para se adaptar a qualquer ambiente de trabalho.
  • Desequilíbrio emocional: Você provavelmente conhece aquela pessoa que ao menor sinal de estresse ela “explode”, agindo de forma irracional e emotiva. As empresas não devem buscar esse perfil de funcionário, já que muitas vezes o ambiente de trabalho será estressante.
  • Imparcialidade: Funcionários que apresentem favoritismo para determinado grupo, gênero, raça, etc., não devem ser mantidos na equipe, pois além de antiético, essas atitudes podem ser consideradas crime.
  • Conformismo: São aqueles funcionários que vivem em sua zona de conforto, não buscando a evolução própria nem o avanço da organização.

Se você quer se aprofundar em como ter uma equipe ainda mais tranquila e dedicada, utilizando de ferramentas modernas e tecnológicas, confira aqui tudo sobre o controle de ponto eletrônico digital Genyo!

Seja o primeiro

Qual sua opinião sobre o assunto?

Seu email não será publicado ;)