27 dez 2017

O Que Esperar da Gestão de Pessoas em 2018

Se você também quer se antecipar em relação ao mercado de trabalho ou saber se é uma boa hora para fazer uma especialização na área de gestão de pessoas em 2018, podemos dizer que este artigo é um tanto providencial! Coletamos diversos dados em 2017 sobre salários, cursos e oportunidades de negócios que queremos compartilhar com você.

Se você tem menos de 30 anos de idade pode ser que tenha acabado de sair da faculdade. Ou então é possível que queira se especializar e aprimorar suas competências. Agora, se você passou dos trinta (como a maioria de nós aqui do Genyo) e é veterano de mercado, talvez esteja um pouco decepcionado com a área de humanas. Porém, tivemos boas surpresas com o resultado da pesquisa que fizemos sobre os profissionais de RH e DP. Isso nos deixou muito animados com o que está por vir em 2018, principalmente se você busca sucesso em gestão de pessoal. Olhe só!

 

Salário do profissional de Recursos Humanos em 2017:

Segundo o Love Mondays, site de avaliação de empresas e vagas de emprego, a remuneração de profissionais de RH pode chegar até R$ 28.176,00. Nada mal, hein?

 

Veja o ranking com o salário médio bruto mensal por cargo e nível hierárquico para a área de Recursos Humanos:

  • Estagiário de RH: 1.248,00
  • Auxiliar de RH: R$ 1.488,00
  • Assistente de RH: R$ 1.977,00
  • Analista de RH: R$ 3.389,00
  • Supervisor de RH: 5.625,00
  • Coordenador de RH: R$ 6.064,00
  • Gerente de RH: 10.001,00

 

Salário do profissional de Departamento Pessoal em 2017:

Também segundo o site Love Mondays, a remuneração do profissional de DP pode chegar à R$ 7.100. Veja a lista detalhada!

  • Assistente de DP: R$ 1.873,00
  • Analista de DP: R$ 3.600,00
  • Coordenador de DP: R$ 4.300,00
  • Gerente de DP: R$ 6.150,00

 

Os dados publicados no site são contribuições dos usuários, que divulgam anonimamente seus salários, ajudando tornar o mercado um pouco mais equilibrado. Alguns dados acima foram mesclados pela equipe do Genyo para nos aproximarmos de valores fiéis neste artigo. Algumas nomenclaturas de cargos possuem variações como, por exemplo: “Analista DP” e “Analista de DP” ou também “Coordenador de DP” e “Coordenador de Departamento Pessoal”. Isso também foi mesclado pela nossa equipe!

Cursos profissionalizantes e de aperfeiçoamento em 2018

Claro que você já percebeu que de uns anos pra cá não basta apenas o ensino superior para se diferenciar no mercado. A cada dia que passa as empresas exigem mais especialistas em cargos de gestão de pessoas. Quer ver um exemplo? Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicados pela Revista Valor em março de 2017 mostram que a preferência do brasileiro cresce a cada ano por cursos de qualificação profissional. Segundo a pesquisa, a preferência tem relação direta com o preço acessível das mensalidades, além do curto espaço de tempo entre o início e a conclusão dos estudos.

Atualmente há diversas instituições de ensino presencial e à distância que oferecem cursos super acessíveis para promover a educação continuada. Afinal de contas vivemos na era da informação e frequentemente são lançadas ferramentas e metodologias que melhoram nossa rotina. É como diz o ditado “Cavalo arriado passa uma vez só” e devemos estar preparados quando a oportunidade bater à porta, certo?

 

Dicas para inovar sua gestão de pessoas em 2018

Já falamos aqui o quanto as empresas valorizam a mão de obra especializada. Principalmente quando falamos em criar maneiras de melhorar a gestão: o tão falado “se reinventar”. Em 2017 muitas pessoas exploraram o conceito de renovação diante de um cenário de crise financeira cheio de incertezas. Por isso é tão importante saber fazer mais com menos e entregar resultados cada vez melhores utilizando menos recursos.

Essas dicas podem inspirar seu 2018 e tornar sua gestão mais leve, produtiva e criativa. Já pensou? Temos algumas tendências e novidades que queremos compartilhar com você!

 

Mantenha o colaborador entusiasmado

É incrível como empresas limitam o potencial criativo dos funcionários. Naturalmente o efeito colateral desse tipo de comportamento é a redução do envolvimento do colaborador. Quando alguém perde a liberdade de expor sua opinião ou de propor melhorias para a empresa, esta pessoa está sendo privada de participar do dia a dia e dos processos da empresa. E não é preciso ser um psicólogo para perceber quando alguém se sente desestimulado.

Como proceder: esteja atento à sua equipe! Quando perceber que um colaborador está se isolando ou se tornando reativo diante de suas tarefas, não o julgue. Tente identificar quem ou o que pode estar incomodando-o. E lembre-se! Ninguém está isento de ser a causa da insatisfação dele. Nem mesmo você como gerente.

 

Revisar processos

Quem não conhece alguém que insiste em bater em uma tecla que não funciona? Acho que todo mundo já teve um colega de trabalho assim. Então como saber qual é a hora de rever processos? Para responder a esta pergunta é importante destacar que não há uma fórmula pronta para saber quando é hora de adotar uma nova estratégia em sua gestão de pessoas em 2018. Um sinal importante, mas difícil de identificar é a estagnação. Se você sente que seus projetos estão “patinando” sem sair do lugar, essa pode ser uma boa hora para rever processos. Se você não avança em seus objetivos provavelmente seus concorrentes avançarão e você deixará de atender os clientes que estão loucos pelos seus serviços.

Como proceder: mais do que feeling você precisa dar atenção aos processos internos. Com certeza 2018 será um ano de rever sua gestão junto aos seus funcionários!

 

Adote sistemas inteligentes

Automatizar processos que facilitam seu dia a dia é fundamental para trabalhar com qualidade de vida. Afinal há tarefas que devem ser simplificadas, pois tomam muito tempo se realizadas manualmente, concorda? Apurar o controle de ponto eletrônico dos funcionários é um exemplo claro disso. Ainda bem que o Genyo torna essa tarefa tão fácil quanto “passar por debaixo da cordinha”.

 

Perspectiva para gestão de pessoas em 2018

Desde a crise de 2014 se fala muito em trabalhar com Agilidade, Simplicidade e Austeridade (ASA). Empresas que precisam manter a qualidade dos serviços, mesmo em período de recessão, contam com o melhor de seus colaboradores. O nome disso é sinergia! A recomendação para que sua gestão de pessoas em 2018 seja um sucesso é trabalhar com o entusiasmo, amor e dedicação. Não se esqueça que o maior motivador de uma equipe é você mesmo e que um funcionário insatisfeito é prejuízo em todos os sentidos.

 

Chegamos ao fim deste artigo, mas queremos saber o que você planeja para 2018! O que você já fez na sua gestão que deu muito certo? Compartilhe com outras pessoas da sua área deixando um comentário aqui embaixo!

Leia mais artigos sobre gestão aqui.

Seja o primeiro

Qual sua opinião sobre o assunto?

Seu email não será publicado ;)