Como aplicar a metodologia job rotation na empresa com eficiência?
25 mar 2021

Como aplicar a metodologia job rotation na empresa com eficiência?

O termo job rotation significa, em tradução livre, “rodízio de tarefas”. Trata-se de uma moderna metodologia de organização do trabalho que abrange os mais variados setores de atuação. Logo, é importante frisar que essa rotatividade é tendência entre startups de tecnologia, bem como nas gigantes da indústria automobilística.

Na prática, esses processos de rotatividade de trabalho consistem em delegar mais de uma tarefa para um mesmo funcionário. Desta forma, o colaborador aprende a executar várias funções. Consequentemente, essa polivalência proporciona um senso de engajamento entre trabalhador e empregador.

A ideia parece ser ótima e relativamente fácil de ser colocada em prática, concorda? Afinal, com comunicação se resolve muita coisa e todos os envolvidos saem ganhando com a experiência. Todavia, essa metodologia é desenvolvida a partir de uma série de etapas. Nesse sentido, aplicar esse rodízio de tarefas não é simplesmente emitir um comunicado informando que haverá troca de funções entre os funcionários dos times.

Neste artigo, você confere todos os passos necessários para aplicar o job rotation aí na sua empresa. No final da conversa, sua percepção sobre o assunto estará clara o suficiente para direcionar uma decisão.

Vamos lá?

 

4 passos para aplicar job rotation na empresa

Antes de convocar os departamentos de comunicação e de recursos humanos para realizarem, com total eficiência, os trâmites relacionados à implementação do job rotation aí na sua empresa, você não pode sair deste post. Continue por aqui, e não se arrependerá.

Primeiramente, é preciso entender que esses processos podem desgastar a relação entre empregador e empregado. Isso acontece, quando não há planejamento, transparência e certeza do que se quer fazer. Em outras palavras, todos os envolvidos precisam estar cientes de todas as etapas que conduzem os processos de rotação de atividades entre equipes.

Dito isso, chegou a hora de não só aprender como aplicar essa metodologia de rotatividade de tarefas, mas como reunir o conhecimento necessário para decidir se adota ou não essa metodologia. A seguir, você confere os 4 passos para aplicar o job rotation em uma empresa. Se o interesse de inovar é latente aí em sua mente, continue por aqui.

 

1. Analise o engajamento de seus colaboradores com a ideia

Antes de organizar os esforços para colocar a rotatividade de tarefas em prática, busque entender se os funcionários da empresa estão realmente interessados em participar dos processos. Afinal, esses processos envolvem mudanças e nem todos estão devidamente prontos para o desafio.

A partir do momento que ficar constatado que uma considerável parte do seu quadro de funcionários abraça a ideia, o RH pode iniciar as avaliações prévias para testar habilidades e conhecimentos dos colaboradores que toparam se envolver. É assim que a gestão de pessoas entenderá quem está apto a se candidatar para o job rotation.

 

2. Determine uma sequência lógica para o processo

Agora, que conseguiu identificar o nível de aderência ao projeto e que os candidatos estão cientes do que está por vir, chegou a fase de preparar a estrutura do job rotation. Para isso, considere os seguintes aspectos:

  1. Quanto uma área complementa a outra.
  2. O perfil – incluem-se aqui os interesses – dos envolvidos.

Caso o colaborador manifeste a vontade de se aprofundar na parte de vendas, por exemplo, ele pode passar pelas áreas de Marketing e Comercial. Se a ideia dele for conhecer a área de tecnologia da empresa, no entanto, que tal encaixá-lo nos times de Social Media ou de TI?

Apesar dos objetivos, a dica de ouro aqui é a ordem de implementação. Nesse sentido, os setores mais complexos devem ser os últimos a participarem da rotatividade de trabalho. Esse é o melhor jeito para que o colaborador consiga acumular conhecimentos e potencializar suas habilidades durante o processo.

 

3. Prepare mentores para o job rotation

Os setores da empresa precisam estar devidamente na mesma página. Nesse momento, a atuação do RH é fundamental, pois, não podem haver ruídos de comunicação. Logo, é preciso alinhar as expectativas e as atividades que serão desenvolvidas ao longo dos processos.

A próxima cena é preparar mentores que ajudarão a conduzir o job rotation. Vale destacar que essa função não necessariamente precisa ficar a cargo de um dos líderes da equipe. Em contrapartida, as mentorias devem ser praticadas por alguém que tenha domínio pleno sobre as tarefas para, então, transmiti-las aos colegas.

Cabe ao mentor apresentar os trabalhos que serão executados, sempre seguindo o que diz o planejamento. Além disso, também é necessário saber motivar e incentivar a relação entre a equipe e o “novato” para que seja criado um clima agradável e produtivo no setor. Em outras palavras, carisma e empatia são algumas das características do profissional responsável pela mentoria.

 

4. Mensure os resultados e dê os feedbacks necessários

Seja lá qual for o tipo de relação, a questão da comunicação é uma pedra angular. Nesse sentido, o feedback viabiliza uma troca de conversas entre empresa e colaborador. Quando o assunto é job rotation, é imprescindível entender os prós e contras e, sobretudo, o que pode ser melhorado antes de implantar uma nova rotatividade de tarefas.

Nessa ata, o ideal é listar e ranquear os aprendizados e as dificuldades encontrados no decorrer do processo. Além disso, é deveras interessante abrir um espaço para sugestões e críticas. Afinal, a ideia é que todos os envolvidos possam evoluir juntos.

Se você chegou até aqui, certamente percebeu que job rotation é uma estratégia que precisa ser usada de maneira correta. Além de aumentar o engajamento dos funcionários, a empresa formará profissionais mais polivalentes e mais preparados para o ambiente corporativo. Se juntamente com o seu departamento de recursos humanos você entendeu que seus colaboradores estão prontos para essa inovadora possibilidade de organização do trabalho, a equipe do Controle de Ponto Digital Genyo te deseja todo sucesso possível.

Seja o primeiro

Qual sua opinião sobre o assunto?

Seu email não será publicado ;)