Controle de ponto biométrico não é indicado em Covid-19
19 ago 2020

Controle de ponto biométrico não é indicado em Covid-19

controle-de-ponto-eletronico

O controle de ponto por biometria é bem comum no mercado de trabalho. Apesar de moderna, essa tecnologia não foi planejada para evitar a transmissão de vírus e bactérias. Sendo assim, em razão da pandemia de Covid-19, o sistema biométrico passa a ser uma ameaça, pois aumenta as chances de contaminação.

Uma vez que o novo coronavírus é capaz de sobreviver, até por 24h, em superfícies, e as nossas mãos são uma das portas de entrada dessa doença, as placas acrílicas que coletam a biometria facilitam a infecção. Já que desde março de 2020 as coisas não serão como antes, é prudente rever o uso dessa metodologia de controle de ponto. Afinal de contas, uma empresa não pode usar equipamentos que coloquem a saúde das pessoas em risco.

Já que o mesmo relógio biométrico serve a todos os colaboradores, e “bater ponto” é a primeira tarefa da to do list de um funcionário, como evitar que essa ferramenta seja responsável por facilitar a propagação dessa doença tão terrível? No texto de hoje, além de descobrir essa resposta, você é apresentado à solução inteligente que redefinirá a questão do controle de ponto aí na sua empresa.

Vamos lá?

 

Controle de ponto biométrico, a tecnologia que pode propagar o Coronavírus

De acordo com especialistas, manter as mãos limpas e secas é a principal profilaxia para diminuir as chances de contágio do Coronavírus. Apesar desta medida de prevenção, que deve ser rigorosamente levada a sério, a mão continua sendo porta de entrada para o Covid-19.

Muitas empresas usam o controle de ponto biométrico para gerenciar a jornada de trabalho dos colaboradores. Você concorda que, dentro da realidade atual, o controle de ponto biométrico passa a ser um problema?

Diante da iminente abertura para algumas atividades, sobretudo as comerciais, alguns negócios sairão – ainda que parcialmente – da modalidade de trabalho home office. Neste cenário, seu negócio não pode servir de ponte entre o Covid-19 e a sociedade. Pode soar como exagero, mas não passa nem perto disso. Observe o seguinte esquema:

  • Sua empresa se adequa aos protocolos e está pronta para voltar a funcionar, dentro da atual normalidade;
  • Uma de seus funcionários está contaminado, mas é assintomático;
  • Desconhecendo sua real condição, ele vai trabalhar e bate ponto no relógio biométrico;
  • Por um deslize, ele se esqueceu de lavar as mãos e meteu o dedo sujo no leitor de biometria;
  • Na sequência, outro colaborador são bate ponto e possivelmente tem contato com o vírus.

 

A próxima cena

Como você já pode imaginar, é o alto risco de mais gente da equipe sair contaminada logo no primeiro dia de retorno às atividades. Uma única pessoa que sair contaminada da empresa, tende a espalhar a doença por onde quer que passe. Viu só como a situação é mais delicada do que parece?

Gerenciar as horas trabalhadas é obrigação legal de um empregador, ou seja, o seu time de colaboradores continuarão tendo que bater ponto. Mas se a pandemia torna uma tecnologia tradicional relativamente insalubre, qual é a solução para a questão do controle de ponto das empresas? Continue por aqui, pois, te conto tudo isso mais a seguir.

 

Controle de ponto digital: a solução saudável, legal e moderna

Vivemos na era em que o smartphone pode ser visto como ferramenta de mil e uma utilidades, inclusive para trabalho. Uma das peculiaridades desse equipamento é o aspecto individual de seu uso, ou seja, não é comum sair encostando os dedos nas telas alheias por aí. Sendo assim, é considerado baixo o risco de contágio de Covid-19 por celular.

A volta ao trabalho in loco requer uma série de medidas protetivas. Conforme você viu linhas acima, o controle de ponto biométrico pode comprometer a segurança física de seus funcionários. Então, qual é a solução para monitorar as horas trabalhadas? A resposta é bem simples: o controle de ponto digital. 

Com alguns poucos comandos, o departamento pessoal tem ciência de todos os relatórios que mapeiam a jornada de trabalho da equipe. Além de otimizar a gestão de pessoas de uma empresa, o controle de ponto é um serviço regulamentado por lei e que fornece informações e dados de forma bem prática.

 

Genyo, o controle de ponto digital inteligente até no nome

No mercado Brasileiro, o sistema de controle de ponto Genyo é o mais eficiente. Bastante intuitiva, a plataforma disponibiliza estratégias em tempo real sobre o desempenho de um funcionário. Com esses dados em mãos, a empresa consegue medir o termômetro de engajamento de seus colaboradores.

O software possui funcionalidades incríveis para facilitar a sua gestão de pessoas. Como funciona de forma eletrônica, o programa dispensa os papeizinhos que detalham as entradas, pausas e saídas do funcionário. Em tempos de responsabilidade socioambiental, nada melhor do que alinhar sustentabilidade com controle de ponto.

Disponível para Android e  iOS, a Genyo tem um aplicativo que funciona diretamente no celular do colaborador. Já que o smartphone é de uso estritamente pessoal, conforme conversamos linhas acima, sua empresa ganha uma ferramenta a mais para evitar a propagação do Coronavírus.

Viu só como é possível encontrar segurança, praticidade e flexibilidade no mesmo app? Então, não perca mais tempo! Adote aí na sua empresa, hoje mesmo, essa tecnologia que é genial até no nome!

Seja o primeiro

Qual sua opinião sobre o assunto?

Seu email não será publicado ;)