13 set 2021

Os 4 melhores aplicativos para cuidar da saúde mental

saude mental 1

Os cuidados com a saúde mental deveriam fazer parte de 100% da grade de jornada estudantil. Saindo da vida acadêmica e pensando na vida profissional, essa questão precisa fazer parte do ambiente de trabalho. Em outras palavras, tanto na escola quanto na empresa, deveríamos ser instruídos sobre assuntos dessa ordem.

Mas, já que às vezes as coisas não acontecem de maneira correta, cá estamos para conversar sobre saúde mental. Neste artigo, vamos te apresentar alguns aplicativos que te ajudarão a cuidar de um dos bens imateriais mais preciosos de sua vida.

Vamos lá?

 

4 aplicativos para cuidar da saúde mental no trabalho

Em primeiro lugar, precisamos reforçar que a tecnologia jamais substituirá o trabalho de um psicólogo ou de um psiquiatra. Dessa forma, saiba que os recursos apresentados aqui são ferramentas de suporte. Sendo assim, não hesite em procurar ajuda profissional caso observe o menor sinal de desordem com sua saúde mental. Dito isso, confira os aplicativos que te ajudarão a ter uma vida mais leve e plena.

 

1. Cíngulo

Desenvolvido por psiquiatras e PHDs em neurociências, o Cíngulo é um aplicativo essencial para o cuidado com a saúde mental. Nesse sentido, o APP oferece terapia guiada, buscando trabalhar o autocuidado emocional das pessoas.

Visando conhecer os seus usuários, a startup disponibiliza uma auto avaliação com as principais características de comportamento identificadas. A partir daí, é montado um programa com sessões que auxilia a superar os mais variados quadros emocionais, incluindo ansiedade e depressão.

Outro diferencial é o modo SOS, que intenciona auxiliar crises emocionais agudas. Ademais, o serviço oferece um diário para que o usuário possa registrar suas emoções e os avanços do tratamento.

SOS para ansiedade – Onda de tranquilidade – para reduzir a ansiedade em poucos minutos – Cíngulo

Disponível para Android e iOS, o Cíngulo possui versões gratuitas e pagas.

 

2. Brain.fm – a música em pró da saúde mental

A música reduz a ansiedade, bem como nos torna mais produtivos. Pensando nesses e em outros benefícios que as notas musicais e acordes proporcionam ao ser humano, o Brain.fm uniu a neurociência auditiva à inteligência artificial.

Não é magia, é tecnologia! Veja bem: o app personaliza listas de reprodução de músicas minuciosamente elaboradas para estimular várias experiências sensoriais. Em outras palavras, o Brain.fm oferece playlists que fomentam a concentração e melhoram o foco, bem como impulsionam o relaxamento e até o sono.

O diferencial desse aplicativo é o caráter quase que exclusivo das canções. A tecnologia cria um gatilho que induz os neurônios a trabalharem juntos para manterem o ouvinte focado na atividade realizada. Por sua vez, a inteligência artificial compõe músicas, com variações rítmicas específicas, que interagem com o cérebro e impedem qualquer resquício de distração do usuário.

O Brain.fm está disponível em navegadores Web, iOS e Android. O ponto de estrangulamento, no entanto, é a limitação de tempo para uso da versão gratuita.

 

3. Calm – saúde mental focada no sono

A privação de um sono de boa qualidade reflete negativamente na saúde mental. Caso você esteja na busca por um app que o ajude a dormir melhor, o Calm pode ser a solução. Afinal, trata-se de uma plataforma de relaxamento que oferece exercícios de respiração, bem como músicas tranquilizantes.

Outro ponto forte desse aplicativo são os programas de meditação guiada com durações que podem ir de 3 a 25 minutos. Esse poderoso recurso ajuda a controlar a ansiedade, bem como a melhorar a concentração e a qualidade do sono. Além disso, o Calm disponibiliza sons de ondas do mar, chuva, fogueira, programas de atenção plena e treinos de alongamento.  A “cereja do bolo”, no entanto, é a biblioteca de histórias para dormir, narradas por celebridades, para ajudar a combater o estresse e a insônia.

Disponível para iOS e Android, com uma interface 100% em português. Apesar de ser gratuita, a plataforma conta com uma versão paga que, obviamente, oferece mais recursos.

 

4. Happify

Eis uma plataforma desenvolvida com a curadoria de especialistas em psicologia cognitivo-comportamental. Em suma, e justificando o seu nome, o Happify [alegrar, em tradução livre] tem a missão de ajudar seus usuários a viverem mais felizes. Nesse sentido, o serviço oferece atividades simples e interativas, com exercícios práticos, jogos e atividades lúdicas que contribuem para aliviar o estresse. Em outras palavras, temos a gamificação em favor da saúde mental.

Viu só como os números impressionam? Melhorar a qualidade da saúde mental em 2 meses, no entanto, só é possível porque o Happify é todo trabalhado em técnicas de psicologia positiva. Em suma, a ideia é focar na construção de habilidades para conquistar um estado de felicidade mais duradouro e genuíno, bem como a atenção plena. Para isso, o usuário recebe uma série personalizada de ferramentas e artigos científicos para desenvolver habilidades sociais, meditação, educação financeira, bem-estar, entre outros.

O Happify está disponível para Android e iOS. A versão paga deste APP oferece recursos exclusivos, incluindo acompanhamento do progresso, meditações guiadas e perguntas do tipo diário interativo para reflexões.

 

Comece a cuidar agora mesmo de sua saúde mental

Os aplicativos citados neste artigo te ajudarão a reduzir o estresse, aliviar sentimentos negativos, bem como a melhorar aspectos inerentes à sua saúde mental. Dessa forma, essas ferramentas tecnológicas te ajudarão a ser uma pessoa mais feliz e, por consequência, um profissional ainda mais capacitado. Afinal de contas, “mente sã, corpo são”.

Apesar dos benefícios que tendem a trazer para o usuário, esses APPs não podem ser a única fonte de cuidados com a saúde mental. É importante fazer atividades físicas, desenvolver hobbies, ter momentos de lazer e, claro, sempre buscar ajuda profissional. Em caso de dúvidas, você pode buscar a orientação do gestor de recursos humanos da empresa, pois, essa pessoa certamente está pronta para ajudar.

E, agora que chegou até aqui, que tal ajudar a espalhar essas palavras do bem? É bem simples: basta compartilhar o link deste post nas suas redes sociais e grupos de WhatsApp. Ah, não se esqueça de marcar seus amigos que possam se interessar por esse assunto.

Seja o primeiro

Qual sua opinião sobre o assunto?

Seu email não será publicado ;)